17 de junho de 2009

Com bossa, Zambujo dá outros sentidos ao fado

Resenha de CD
Título: Outro Sentido
Artista: António Zambujo
Gravadora: MP, B /
Universal Music
Cotação: * * * *

A audição das faixas iniciais do terceiro álbum do cantor português António Zambujo - Eu Já Não Sei e Amor de Mel, Amor de Fel - dá a entender que o título do disco, Outro Sentido, não faz tanto sentido assim e que o cantor é mais um fadista à moda tradicional, com direito às inconfundíveis guitarras portuguesas. Mas a impressão é errada. Sem trair o genuíno sentimento do fado e da Terrinha, Zambujo busca outros tons e sentidos para o gênero neste CD lançado em 2007 no mercado lusitano e editado neste mês de junho de 2009 no Brasil com três faixas adicionais: Bilhete (entoada com Ivan Lins, autor da canção), Fado Partido (parceria de Pedro Luís com Ricardo Cruz, gravada com a participação de Roberta Sá e um leve clima de seresta) e Se Tu Soubesses (música apaixonada que traz a voz sempre clara de Zé Renato). A faixa-título, Outro Sentido, cruza a música portuguesa com a leveza típica da Bossa Nova. Já Chamateia tem o reforço do coro de vozes búlgaras Angelite, o que lhe confere acento quase sacro. Contudo, além de rótulos, Zambujo é ótimo cantor. Capaz de encarar Foi Deus num registro quase a capella - além de sua voz, há na faixa apenas o baixo acústico tocado pelo produtor musical do disco, Ricardo Cruz - que foge do estilo derramado habitualmente adotado pelos intérpretes desse clássico da música portuguesa. Da mesma forma, a gravação da bela balada Ao Sul (João Monge e João Gil) soa límpida, com a mesma acertada economia que pauta a canção Quando Tu Passas por mim, parceria de Vinicius de Moraes e Antônio Maria, regravada recentemente por Olivia Byington e Zé Renato. Nessa faixa, o natural sotaque português de Zambujo soa menos carregado do que em temas como o Fado Menor. Enfim, um disco que dá novos e velhos sentidos ao fado com tal beleza que nem era preciso a adição das três faixas brasileiras para torná-lo interessante para ouvidos nacionais sensíveis ao ritmo lusitano.

P.S.: No Brasil, António Zambujo lança o CD em show agendado para quinta-feira, 18 de junho de 2009, no Teatro Tom Jobim - RJ.

4 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

A audição das faixas iniciais do terceiro álbum do cantor português António Zambujo - Eu Já Não Sei e Amor de Mel, Amor de Fel - dá a entender que o título do disco, Outro Sentido, não faz tanto sentido assim e que o cantor é mais um fadista à moda tradicional, com direito às inconfundíveis guitarras portuguesas. Mas a impressão é errada. Sem trair o genuíno sentimento do fado e da Terrinha, Zambujo busca outros tons e sentidos para o gênero neste CD lançado em 2007 no mercado lusitano e editado neste mês de junho de 2009 no Brasil com três faixas adicionais: Bilhete (entoada com Ivan Lins, autor da canção), Fado Partido (parceria de Pedro Luís com Ricardo Cruz, gravada com a participação de Roberta Sá e um leve clima de seresta) e Se Tu Soubesses (música apaixonada que traz a voz sempre clara de Zé Renato). A faixa-título, Outro Sentido, cruza a música portuguesa com a leveza típica da Bossa Nova. Já Chamateia tem o reforço do coro de vozes búlgaras Angelite, o que lhe confere acento quase sacro. Contudo, além de rótulos, Zambujo é ótimo cantor. Capaz de encarar Foi Deus num registro quase a capella - além de sua voz, há na faixa apenas o baixo acústico tocado pelo produtor musical do disco, Ricardo Cruz - que foge do estilo derramado habitualmente adotado pelos intérpretes desse clássico da música portuguesa. Da mesma forma, a gravação da bela balada Ao Sul (João Monge e João Gil) soa límpida, com a mesma acertada economia que pauta a canção Quando Tu Passas por mim, parceria de Vinicius de Moraes e Antônio Maria, regravada recentemente por Olivia Byington e Zé Renato. Nessa faixa, o natural sotaque português de Zambujo soa menos carregado do que em temas como o Fado Menor. Enfim, um disco que dá novos e velhos sentidos ao fado com tal beleza que nem era preciso a adição das três faixas brasileiras para torná-lo interessante para ouvidos nacionais e para os amantes do fado.

P.S.: No Brasil, António Zambujo lança o CD em show agendado para quinta-feira, 18 de junho de 2009, no Teatro Tom Jobim - RJ.

17 de junho de 2009 22:32  
Anonymous Anônimo said...

Que colírio para os olhos...

17 de junho de 2009 23:21  
Anonymous Anônimo said...

O CD é lindo ...
Mas o Zambujo é muito mais!!! (kkk)

18 de junho de 2009 08:55  
Anonymous Anônimo said...

Fui com My Love - o motivo de ela tanto querer ir já está explicado aí em cima - e me surpreendi. Belo talento. (Talento musical viu, meninas ?).

19 de junho de 2009 20:42  

Postar um comentário

<< Home