24 de outubro de 2009

Bethânia faz Queixa e canta Abrunhosa no show

Música oferecida pelo autor Caetano Veloso a Maria Bethânia, mas lançada pelo compositor em 1982 no álbum Cores Nomes por não ter atraído a atenção da intérprete na época, Queixa é uma das surpresas do roteiro de Amor, Festa, Devoção - o novo show da cantora, cuja turnê nacional estreou no Rio de Janeiro (RJ), no tradicional palco do Canecão, na noite de sexta-feira, 23 de outubro de 2009. Outra música de Caetano também é - até então - inédita na voz de Bethânia: Dama do Cassino, lançada por Ney Matogrosso em 1988 no álbum Quem Não Vive Tem Medo da Morte, regravada por Jussara Silveira em 1996 e cantada por Gal Costa em 2004 no show Todas as Coisas e Eu. Mas a maior surpresa do repertório de Amor, Festa, Devoção é Balada de Gisberta, forte tema do compositor português Pedro Abrunhosa que encerra o primeiro ato. Eis o roteiro seguido por Bethânia na estreia nacional do belo show, dedicado por ela à mãe, Dona Canô:
Ato I
1. Santa Bárbara (Roque Ferreira)
2. Vida (Chico Buarque)
Texto: Olho de Lince (Waly Salomão)
3. Feita na Bahia (Roque Ferreira)
4. Coroa do Mar (Roque Ferreira)
5. Linha de Caboclo (Paulo César Pinheiro e Pedro Amorim)
6. Encanteria (Paulo César Pinheiro)
7. É o Amor Outra Vez (Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro)
7. Tua (Adriana Calcanhotto)
8. Fonte (Saul Barbosa e Jorge Portugal)
9. Explode Coração (Gonzaguinha)
10. Queixa (Caetano Veloso)
11. Você Perdeu (Márcio Valverde e Nélio Rosa)
12. Dama do Cassino (Caetano Veloso)
13. Até o Fim (Cesar Mendes e Arnaldo Antunes)
15. Drama (Caetano Veloso)
16. Balada de Gisberta (Pedro Abrunhosa)
Instrumental
Ato II
17. Não Identificado (Caetano Veloso)
Texto: Mãe Canô (Maria Bethânia)
18. Estrela (Vander Lee)
19. Serra da Boa Esperança (Lamartine Babo)
Texto: Brasil Caboclo (Maria Bethânia)
20. Doce Viola (Jaime Alem)
21. Pescaria (Wilson Ribeiro Pimentel e Conceição Alves Ferreira)
22. Saudade Dela (Roberto Mendes e Nizaldo Costa)
23. Ê Senhora (Vanessa da Mata)
- com citação de Batatinha Roxa (tema de domínio público)
24. Mão do Amor (Roque Ferreira)
25. Saudade (Moska e Chico César)
26. É o Amor (Zezé Di Camargo)
27. O Nunca Mais (Roberto Mendes e Capinam)
28. Bom Dia (Herivelto Martins)
29. Andorinha (Sylvio Caldas)
30. Bandeira Branca (Max Nunes e Laércio Alves)
31. Domingo (Roque Ferreira)
32. Pronta pra Cantar (Caetano Veloso)
33. O Que É O Que É (Gonzaguinha)
34. Encanteria (Paulo César Pinheiro)
Bis:
35. Noite dos Mascarados (Chico Buarque)

24 Comments:

Blogger Beto - Eu said...

Alguns fãs têm falado muito mal do show, que o roteiro é ruim, o cenário estranho e que Bethânia parecia insegura, mas foi assim também com o Dentro do Mar Tem Rio. Não sei o que os fãs esperam dela.
Pelas fotos, roteiro e o vídeo de "Queixa" no Youtube, achei tudo lindo, mas só vou ter certeza em dezembro.

24 de outubro de 2009 10:31  
Blogger tomj said...

fui ontem. parecia ainda um grande ensaio geral. o show nao está pronto. bethania leu umas duas musicas e se atrapalhou nos textos. som pessimo no canecao

24 de outubro de 2009 11:32  
Anonymous Anônimo said...

Com todo o respeito à Bethânia, Gal e até mesmo à Ney, que lançou a música, mas ninguém mais deveria cantar "Dama do cassiuno" depois da gravação definitiva de Jussara.

24 de outubro de 2009 11:32  
Anonymous Anônimo said...

Gente, foi uma estréia, é normal.
Somente,aceito tudo dela, menos o que é o que é essa realmente,não consigo mais ouvir com Bethâ.
Agora queixa demais!!!!!!

24 de outubro de 2009 12:01  
Anonymous Anônimo said...

Repertório chato, previsível e pouco empolgante... não à toa os fãs reclamaram tanto da noite... É difícil aceitar, mas o repertório não empolga mesmo, os arranjos em estúdio podem até ser sofisticados (embora burocráticos) mas a linguagem das canções e a harmonia é inferior, daí pq ser um erro ao vivo. Esse - Tua - só consegue ser superior ao chato A força que nunca seca. Sem essa de comparar com Ciclo, pois a qualidade melódica das canções e a poesia das letras passa longe de Ciclo. Tem no máximo 3 canções interessantes ali, enquanto Ciclo é um bom disco... Bola fora de Maria Bethânia que há duas décadas vinha num crescendo de repertório.

Um fã que foi ao show e voltou decepcionadíssimo!

24 de outubro de 2009 12:15  
Anonymous Pedro said...

O show é um dos melhores que vi de Bethânia. O repertório é sofisticado, a banda está maravilhosa e os cenários são lindos.
Só faltou dizer que ela cita "vai dar namoro" em "é o amor".

24 de outubro de 2009 13:02  
Anonymous Pedro said...

E "Bom Dia" não é de Herivelto Martins?

24 de outubro de 2009 13:06  
Blogger Beto - Eu said...

Tenho a impressão que os fãs de Bethânia não aceitam as mudanças no repertório dela. Não aceitam o novo. Toda vez que vem um show sem as repetições de "Drama e Rosa dos Ventos" as críticas são muitas. Adoro os espetáculos antigos, mas aceito o novo, Bethânia está mais madura no canto e no palco.

24 de outubro de 2009 13:08  
Blogger Mauro Ferreira said...

Tem razão, Pedro. Obrigado pelo toque. Abs, MauroF

24 de outubro de 2009 13:09  
Anonymous Anônimo said...

Não cantou REMANSO?
Magoei...

24 de outubro de 2009 13:29  
Blogger GERMANO said...

Foi anunciado música do Milton... mas não tem. pode?

24 de outubro de 2009 15:04  
Anonymous Anônimo said...

O que sei sobre Queixa, era que foi feita por Caetano para Dedé Gadelha.Nunca, nunquinha ouvi dizer,que havia sido composta para Bethânia.E olha que de Bethânia e Caetano eu tenho 30 anos de carreira.
Quem foi que disse isso? Estava escrito no programa do show( se è que tinha um programa)?Eu acredito, que como os discos, Bethânia estreiou um grande show, mas que vai crescer ainda.Acredito que o terceiro dia no Rio vai ser o melhor.E quando chegar a Sampa vai estar nos trinques.
Agora, deixa eu voltar pra queixa, sendo, ou não sendo para ela, ela tomou posse!Este momento do show, quando se aprimorar...vai arrebentar ainda mais!
ah, me falaram que o figurino da Bethânia é lindo!Certo. Mas não a cenografia. E que o som estava péssimo,verdade, e que chega dessa coisa absurda de ficar comendo durante os shows no caneco,um drink tudo bem, mas gente, absurdo, sem contar os garçons que as vêzes passam na frente.

24 de outubro de 2009 15:33  
Anonymous Anônimo said...

Ela cantou Encanteria duas vezes e não cantou Sete trovas?
Magoei....

24 de outubro de 2009 18:23  
Anonymous Sérgio said...

Amei ela interpretando Queixa! Ela finalizando a fez um carão no final e encerrou dizendo PRINCESA, VOCÊ ME ARRASOU! E emendou com Você Perdeu, que é a melhor música!

24 de outubro de 2009 21:17  
Anonymous Gabriel said...

A interpretação de Jussara Silveira p/ "Dama do Cassino" é totalmente inexpressiva, ela parece inclusive bastante insegura ao tentar encontrar os versos (difíceis) do bolero de Caetano. A interpretação de Ney Matogrosso é belíssima, voz segura e super afinada, arranjo lindo.
Agora estou curioso pra ouvir c/ a Bethânia, deve estar lindo também, a melodia tem a cara dela.

25 de outubro de 2009 03:25  
Anonymous Anônimo said...

Achei cansativo, repetitivo sem nenhuma renovação...adoro Bethânia mas há EXAGERO na mídia , sejamos honestos, está ficando lugar comum.

25 de outubro de 2009 07:17  
Anonymous Anônimo said...

O português Pedro Abrunhosa é tudo de bom.. uma figura!! A Zélia Duncan já gravou com ele. O show de ontem tava redondo.

25 de outubro de 2009 19:31  
Blogger Bianca Maldonado - www.myspace.com/436841625 said...

Eu realmente não entendo! Será que estamos falando do mesmo show, da mesma pessoa? Fui ontem (24.10). Amei todo o show. Achei sofisticadíssimo o roteiro, os arranjos, o cenário... (Meu Deus, o que eram aquele chão e aquela parede repletos de rosas vermelhas?!?! O que eram aquelas paredes de quadros que aos poucos chegaram em cena!?!? E, principalmente, o que é a força dessa mulher que a cada dia se mostra mais iluminada, "...predestinada para cantar assim..."!?!?!!!) Emoção e força que graças a Deus alcancei e me alcançaram. Saí do show mais uma vez em estado de graça. A sensação que tenho é de que estive diante de Deus. Obrigada, Bethânia!

25 de outubro de 2009 20:34  
Anonymous Anônimo said...

Fui sábado e domingo ao Canecão, não fui na estréia porque fico nervosíssima, e só tenho uma palavra para falar: maravilhoso. Tudo está maravilhoso: roteiro, figurino, cenário, a cantora Maria Bethânia arrebentou.
Deus salve essa linda senhora!
Obrigada Maria Bethânia por mais esse lindo espetáculo.
Maria Deolinda

26 de outubro de 2009 12:36  
Anonymous Anônimo said...

alguem poderia me informar o que a banda tocou entre um ato e outro?
sou muito fã do jaime alem e adoro sua performance.
bethania, esta é sem comentários. dona do dom!

27 de outubro de 2009 18:04  
Anonymous Anônimo said...

Concordo plenamente com a Bianca.Parece que algumas pessoas estão falando de outro show,outra
cantora.Tenho até a impressão que se fazem passar por fãs dela para dar mais sustentaçaõ as suas críticas.Não é possível que um show daquele não emocione.Bethania já é uma senhora e não vejo problema em ler alguma música de letra enorme.A abertura do show é das mais belas que vi.Lindos cenários, roupas,banda. Repertório
que acerta na maioria das vezes.Alguns pseudo-intelectuais vão ao show com firme propósito de encontrar falhas que só existem na suas concepções pessoais.De qualquer form isso só demonstra a força e importância da nossa maior cantora.acerta até quando erra.
Que bom ter, ver,ouvir Bethania!!!

27 de outubro de 2009 19:52  
Anonymous Catarina Gianco said...

Show belíssimo. Fiquei maravilhada com o show. Posso passar o ano inteiro sem assistir outro show. Estou saciada. Adorei todas as musicas, mas saudade dela me fez chorar muiiiiiiiito. Que musica linda. Alguém pode me passar a letra, por favor. Adorei o show, adoro minha senhora, minha dama, minha deusa Maria Bethania.

28 de outubro de 2009 11:11  
Anonymous Anônimo said...

Amigos,
Fui ao show no sábado e no domingo e hoje, quinta-feira, ainda estou enebriada. Simplesmente maravilhoso. Inúmeros números do show ficam passando na minha memória. É uma coisa impressionante. Como os shows que Bethânia faz, guardamos na memória e no coração. Tem um momento - deslumbrante - que gostaria de dividir com vocês. Ao final da apresentação de Drama, que foi brilhante, imaginei que o primeiro ato terminasse naquela música e esperava ver Bethânia saindo de braço erguido, para minha surpresa, ela cantou outra música, totalmente desconhecida - Balada de Gisberta - a forma como ela cantou essa música foi inesquecível, ao término do número, ela se virou e saiu do palco quase cambaleando, como se tivesse sido ferida pela letra dessa canção, só levantou o braço, na sua saída característica, quando já estava quase chegando à coxia. Bethânia além de grande cantora, maravilhosa intérprete, essa diva da música popular brasileira, é uma aula de teatro. Por isso é que sua platéia tem sempre uma quantidade enorme de atores e atrizes. Bethânia é uma arrebatação.
Regina
Niterói - RJ

29 de outubro de 2009 11:24  
Anonymous Anônimo said...

Tb vi Balada de Gisberta em um blog e pirei. Emocionante demais!
Lamentavel Bethânia não ter gravado esta canção. É a cara dela.

Tb senti falta daquele baião delicioso do Encanteria no roteiro do show.

Não vejo a hora de assistir em São Paulo

29 de outubro de 2009 19:48  

Postar um comentário

<< Home