26 de fevereiro de 2009

Coletânea tira do baú gravações iniciais de João

Raridades desconhecidas (até) pelos fãs de João Gilberto, as duas gravações da fase inicial da carreira do cantor - Quando Ela Sai e Meia Luz, feitas em agosto de 1952 sob batuta da orquestra do maestro Orlando Silveira - estão fazendo muito sucesso na Europa por conta da coletânea dupla Roots of Bossa Nova 1948 - 1957 (capa à esquerda). A compilação reúne 36 fonogramas que, em maior ou em menor grau, já ostentavam alguma modernidade harmônica e prenunciavam a revolução feita por João em 1958. Detalhe: Quando Ela Sai e Meia Luz - postas no mercado em 1952 em raro disco de 78 rotações por minuto editado pela extinta gravadora Copacabana - são as primeiras gravações individuais de João, mas sua obscura obra fonográfica inicial começa, a rigor, em 1951, quando ele grava - como integrante do conjunto Garotos da Lua - quatro músicas para dois discos de 78 RPM editados pela também extinta gravadora Todamérica. Eis o fino repertório da cobiçada coletânea européia Roots of Bossa Nova 1948 - 1957:

CD 1
1.Tereza da praia - Dick Farney e Lúcio Alves (1954)
2. Duas Contas - Sylvia Teles (1957)
3. Chove Lá Fora - Tito Madi (1957)

4. Foi a Noite - Sylvia Teles (1956)
5. Nick Bar - Dick Farney e Radamés Gnattali (1951)
6. Se Todos Fossem Iguais a Você - Sylvia Teles (1957)
7. Mocinho Bonito - Doris Monteiro (1957)
8. Só Saudade - Cláudia Morena (1956)
9. Prelúdio - Silvio Caldas (1957)
10. Cansei de Ilusões - Elizeth Cardoso (1957)
11. Alma Brasileira - Garoto (1953)
12. Nova Ilusão - Os Cariocas (1948)
13. Adeus América - Os Cariocas (1948)
14. Dizem por Aí - Johnny Alf (1954)
15. Procurando meu Bem - Lúcio Alves (1953)
16. Outra Vez - Dick Farney (1954)
17. A Felicidade - Trio Surdina (1952)
18. Quando Ela Sai - João Gilberto (1952)


CD 2
1. Se Todos Fossem Iguais a Você - Roberto Paiva (1956)
2. Rapaz de Bem - Johnny Alf (1955)
3. Por Causa de Você - Sylvia Telles (1957)
4. Não Diga Não - Nora Ney (1954)
5. Maria dos meus Pecados - Agostinho dos Santos (1957)
6. Mulher Sempre Mulher - Roberto Paiva (1956)
7. Lamento no Morro - Roberto Paiva (1956)
8. Segredo - Maysa (1957)
9. Ouça - Maysa (1956)
10. Se É por Causa de Adeus - Doris Monteiro (1955)
11. Sábado em Copacabana - Lucio Alves (1951)
12. Podem Falar - Os Cariocas (1953)
13. Canção da Volta - Sylvia Teles (1957)
14. Terminemos Agora - Lucio Alves (1950)
15. Beija-me Mais - Johnny Alf (1954)
16. Ninguem me Ama - Trio Surdina (1954)
17. Meia Luz - João Gilberto (1952)
18. Duas Contas - Garoto (1953)

5 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Raridades desconhecidas (até) pelos fãs de João Gilberto, as duas gravações da fase inicial da carreira do cantor - Quando Ela Sai e Meia-Luz, feitas em agosto de 1952 sob batuta da orquestra do maestro Orlando Silveira - estão fazendo muito sucesso na Europa por conta da coletânea dupla Roots of Bossa Nova 1948 - 1957 (capa à esquerda). A compilação reúne 36 fonogramas que, em maior ou em menor grau, já ostentavam alguma modernidade harmônica e prenunciavam a revolução feita por João em 1958. Detalhe: Quando Ela Sai e Meia-Luz - postas no mercado em 1952 em raro disco de 78 rotações por minuto editado pela extinta gravadora Copacabana - são as primeiras gravações individuais de João, mas sua obscura obra fonográfica inicial começa, a rigor, em 1951, quando ele grava - como integrante do conjunto Garotos da Lua - quatro músicas para dois discos de 78 RPM editados pela também extinta gravadora Todamérica. Eis o fino repertório da cobiçada coletânea européia Roots of Bossa Nova 1948 - 1957:

CD 1
1.Tereza da praia - Dick Farney e Lúcio Alves (1954)
2. Duas Contas - Sylvia Teles (1957)
3. Chove Lá Fora - Tito Madi (1957)
4. Foi a Noite - Sylvia Teles (1956)
5. Nick Bar - Dick Farney e Radamés Gnattali (1951)
6. Se Todos Fossem Iguais a Você - Sylvia Teles (1957)
7. Mocinho Bonito - Doris Monteiro (1957)
8. Só Saudade - Cláudia Morena (1956)
9. Prelúdio - Silvio Caldas (1957)
10. Cansei de Ilusões - Elizeth Cardoso (1957)
11. Alma Brasileira - Garoto (1953)
12. Nova Ilusão - Os Cariocas (1948)
13. Adeus América - Os Cariocas (1948)
14. Dizem por Aí - Johnny Alf (1954)
15. Procurando meu Bem - Lúcio Alves (1953)
16. Outra Vez - Dick Farney (1954)
17. A Felicidade - Trio Surdina (1952)
18. Quando Ela Sai - João Gilberto (1952)

CD 2
1. Se Todos Fossem Iguais a Você - Roberto Paiva (1956)
2. Rapaz de Bem - Johnny Alf (1955)
3. Por Causa de Você - Sylvia Telles (1957)
4. Não Diga Não - Nora Ney (1954)
5. Maria dos meus Pecados - Agostinho dos Santos (1957)
6. Mulher Sempre Mulher - Roberto Paiva (1956)
7. Lamento no Morro - Roberto Paiva (1956)
8. Segredo - Maysa (1957)
9. Ouça - Maysa (1956)
10. Se É por Causa de Adeus - Doris Monteiro (1955)
11. Sábado em Copacabana - Lucio Alves (1951)
12. Podem Falar - Os Cariocas (1953)
13. Canção da Volta - Sylvia Teles (1957)
14. Terminemos Agora - Lucio Alves (1950)
15. Beija-me Mais - Johnny Alf (1954)
16. Ninguem me Ama - Trio Surdina (1954)
17. Meia-Luz - João Gilberto (1952)
18. Duas Contas - Garoto (1953)

26 de fevereiro de 2009 19:13  
Anonymous Anônimo said...

Tenho ambas as gravações,direto do compacto original pelo selo Copacabana,claro que devidamente digitalizadas (aliás bem como tenho - tão raras quanto, as gravações de 'Quando Você Recordar' e 'Amar é Bom' com os Garotos da Lua).Fiquei curiosa no entanto,para saber a possível qualidade da masterização.O compacto 78rpm digitalizado tem som de rádio antigo,contudo vale em absoluto pela oportunidade de ouvir raríssimo registro de um João com evocação fiel ao seu grande ídolo Orlando Silva.
Coisa de fã esmerada!

Em tempos:

Quando Ela Sai é de autoria de (Alberto Jesus e Roberto Penteado)

Meia Luz (Hianto de Almeida e João Luiz)

26 de fevereiro de 2009 19:13  
Anonymous Denilson said...

Se fosse lançado por um selo brasileiro, provavelmente o João Gilberto iria tentar alguma espécie de impedimento judicial.

Mas, aparentemente, como foi lançado por um selo europeu...

Fiquei com muita vontade de ter esse disco. Como adquiri-lo?

abração,
Denilson

27 de fevereiro de 2009 09:16  
Anonymous Luc said...

Um pouco puxado para o samba-canção...

Ouça? Ninguém me Ama? Cansei de Ilusões?

27 de fevereiro de 2009 10:35  
Blogger Claudio said...

Essas duas músicas do primeiro solo de João, bem como as outras duas do Garotos da Lua com ele, já haviam sido relançadas em CD do selo japonês Sambinha BSR-3010, de2007, intitulada Os Sambas Que João Gilberto Ama. A coletãnea, além de outros originais em 78 rpm de clássicos e pérolas regravadas por João Gilberto, inclui a gravação de Você Esteve Com Meu Bem - uma das poucas composições dele - na voz de Marisa Gata Mansa. Valeu? Claudio Olivotto

2 de março de 2009 20:35  

Postar um comentário

<< Home