9 de agosto de 2009

Rebeca Matta ilustra a capa de 'Verso Alegoria'

A ilustração acima, de Rebeca Matta, está reproduzida na capa de Verso Alegria, terceiro álbum do cantor e compositor Moisés Santana, nas lojas neste mês de agosto de 2009 pela gravadora Lua Music. Produzido pelo próprio Moisés, em parceria com o baixista Gigi Magno, o disco agrega cantoras como Wanderléa, Virgínia Rosa, Andreia Dias, Suzana Salles, Vanessa Bumagny e Gigi Trujillo. As três últimas, aliás, foram reunidas na faixa Tem Celebridade. Entre temas autorais como Chega de Realidade e Alegria Insiste, o artista regrava Juízo Final (Nelson Cavaquinho e Élcio Soares) e O Mistério do Samba (Fred 04 e Marcelo Pianinho).

4 Comments:

Anonymous Marta said...

é linda! viva rebeca!

9 de agosto de 2009 16:18  
Anonymous Anônimo said...

Adoro Rebeca Matta! Sua versão para "Barracão" é maravilhosa! Quem diria que depois de Elizeth Cardoso alguém poderia fazer uma leitura tão bela como a de Rebeca

10 de agosto de 2009 14:27  
Anonymous Anônimo said...

Rebeca é foda, mas está enveredadndo por caminhos perigosamente radicais, que vão acabar segmentando ela como apenas uma baiana altenativa, que só é consumida por baianos alternativos, e isso é pouco.

Rebeca fez um primeiro disco bom, e um segundo disco que é uma obra prima, o grande "Garotas boas vão pro céu, garotas más vão pra qualquer lugar". Já no Rosa Sônica, seu terceiro CD, já me soou chata, excessivamente barulhenta e sem aquela brasilidade que fazia o plano de fundo da sonoridade de seus dois primeiros discos, e qe é fundamental pra que um artista brasileira que vive no Brasil sobreviva no mercado de música nacional e faça alguma coisa que seja relevante, de qualçidade, mas também comercial. "Garotas" tinha tudo pra ser um grande sucesso se tivesse sido divulgado, já o Rosa Sônica não.

Portanto, Rebeca, bom mesmo é aquele artista que sabe reunir o experimental ao popular sem perder a identidade e a qualidade. Caetano Veloso que não nos deixa mentir e está a mais de 40 anos na linha de frente da MPB, sendo ao mesmo tempo prestigiado pela mídia e aclamado pelo público.

10 de agosto de 2009 17:47  
Anonymous Marcelo Lopes said...

Que "bão" que vai sair mais um disco do Moisés Santana. O cara além de ser um excelente letrista, tem toda uma bagagem musical que lhe permite oferecer um tipo de música que agrega toda essa linha evolutiva da MPB (tropicália, vanguarda paulista dos anos 80, bossa nova, samba, etc) a um link com a eletrônica, levando a sua obra a uma contemporaneidade, o que a torna original.
As participações de artista em seus cd's reafirma a conexão que o Moisés tem com a MpopdoB.
No primeiro cd: Moisés Santana tem o novo com Rebeca Matta e Jussara Silveira. O rock anos 70 da Pompéia com Rubens Nardo e Beto Nardo. A bossa nova paulista com Maricenne costa.
No segundo cd: Terra em Trânsito tem a tropicália com Arnaldo Baptista e Maria Alcina.
E agora neste terceiro cd: Verso Alegria terá as participações destas cantoras: Wanderléa, Virgínia Rosa, Andreia Dias, Suzana Salles, Vanessa Bumagny e Gigi Trujillo, liquidificando outras tendências em sua música.
Enquanto aguardo o lançamento deste terceiro disco, deixo um recado: Intérpretes vasculhem os discos de Moisés Santana, a Gal Costa já vasculhou...
Há braços.
Mar...........celo Lopes.

18 de agosto de 2009 01:42  

Postar um comentário

<< Home