4 de abril de 2010

Abujamra vai do afro ao indiano no CD 'Mafaro'

Lançado neste mês de abril de 2010, o terceiro disco solo de André Abujamra, Mafaro, vai dos beats africanos aos ritmos indianos em safra globalizada de inéditas autorais que reflete as andanças do artista por cidades (Praga), por Estados (Maranhão) e por continentes (África) de latitudes diversas. O CD foi produzido por Sérgio Soffiatti em São Paulo (SP), metrópole brasileira que gerou o rapper Xis e o cantor e multiinstrumentista Curumin, convidados da faixas Abuxiscuruma. O time de convidados, a propósito, já dá a pista do tom globalizado do álbum. O maranhense Zeca Baleiro aparece em Lexotan enquanto o norte-americano Zach Ashton figura em Origem. Já o carioca Evandro Mesquita faz a locução de O Amor. Por sua vez, o baiano Luiz Caldas dá o ar da graça no reggae Tem Luz na Cauda da Flecha, ode a Oxossi. Em tempo: Mafaro significa Alegria no dialeto africano falado em Zimbabwe.

2 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Lançado neste mês de abril de 2010, o terceiro disco solo de André Abujamra, Mafaro, vai dos beats africanos aos ritmos indianos em safra globalizada de inéditas autorais que reflete as andanças do artista por cidades (Praga), por Estados (Maranhão) e por continentes (África) de latitudes diversas. O CD foi produzido por Sérgio Soffiatti em São Paulo (SP), metrópole brasileira que gerou o rapper Xis e o cantor e multiinstrumentista Curumin, convidados da faixas Abuxiscuruma. O time de convidados, a propósito, já dá a pista do tom globalizado do álbum. O maranhense Zeca Baleiro aparece em Lexotan enquanto o norte-americano Zach Ashton figura em Origem. Já o carioca Evandro Mesquita faz a locução de O Amor. Por sua vez, o baiano Luiz Caldas dá o ar da graça no reggae Tem Luz na Cauda da Flecha, ode a Oxossi. Em tempo: Mafaro significa Alegria no dialeto africano falado em Zimbabwe.

4 de abril de 2010 11:04  
Blogger Célia Porto said...

Gosto muito desta mistura, que Abujamra faz com muita propriedade. acompanho seu trabalho desde Mulheres Negras e nunca me decepcionei. Aloha querido Abujamra.

5 de abril de 2010 07:52  

Postar um comentário

<< Home