8 de agosto de 2009

Daniela vai de Michael a Elis no show Canibália

Depois de algumas apresentações extra-oficiais, Daniela Mercury estreou o show Canibália em São Paulo (SP), na casa Citibank Hall, na noite de sexta-feira, 7 de agosto de 2009. A turnê segue até o fim de 2009 por Brasil, Portugal e por diversos países da América Latina. No roteiro, a cantora vai de Michael Jackson (1958 - 2009) - lembrado com Black or White - a Legião Urbana, de cujo repertório Daniela escolheu a balada Tempo Perdido. Entre músicas do CD Canibália, como A Vida É um Carnaval e Trio em Transe, a artista presta homenagem a Elis Regina (1945 - 1982) com a interpretação de Como Nossos Pais, tema de Belchior gravado pela Pimentinha - em 1976 - no álbum Falso Brilhante.
E por falar no CD Canibália, nas lojas entre agosto e setembro de 2009, Daniela criou cinco opções de capas para o disco, todas assinadas pelo artista gráfico Gringo Cardia. O detalhe inovador é que cada capa apresenta as músicas do CD em ordem diferente, ou seja, o repertório pode ser ouvido com cinco montagens distintas.

48 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Depois de algumas apresentações extra-oficiais, Daniela Mercury estreou o show Canibália em São Paulo (SP), na casa Citibank Hall, na noite de sexta-feira, 7 de agosto de 2009. A turnê segue até o fim do ano por Brasil, Portugal e por diversos países da América Latina. No roteiro, a cantora vai de Michael Jackson (1958 - 2009) - lembrado com Black or White - a Legião Urbana, de cujo repertório Daniela escolheu a balada Tempo Perdido. Entre músicas do CD Canibália, como A Vida É um Carnaval e Trio em Transe, a artista presta homenagem a Elis Regina (1945 - 1982) com a interpretação de Como Nossos Pais, tema de Belchior gravado pela Pimentinha - em 1976 - no álbum Falso Brilhante.
E por falar no CD Canibália, nas lojas entre agosto e setembro de 2009, Daniela criou cinco opções de capas para o disco, todas assinadas pelo artista gráfico Gringo Cardia. O detalhe inovador é que cada capa apresenta as músicas do CD em ordem diferente, ou seja, o repertório pode ser ouvido com cinco montagens distintas.

8 de agosto de 2009 11:54  
Anonymous Anônimo said...

Ai meu Deus, vou hoje ao show aqui em Sampa, parece que foi maravilhoso e emocionante, como tudo que a Rainha faz! Da-lhe Daniela, infelizmente um pouco esquecida aqui no Brasil diante das novidades Ivete, Claudia Leite que chegaram depois dela, mas pra mim essa é a verdadeira Rainha do Axé e que nos representa com muito orgulho na Europa e em outros países mundo a fora. Sempre dedicada e competente em tudo que faz.

8 de agosto de 2009 12:25  
Anonymous Anônimo said...

Ela insiste nessas homenags a Elis Regina, mesmo sabendo que sua voz não consegue as notas. Alguém podia avisar a moça...

8 de agosto de 2009 12:27  
Anonymous Anônimo said...

Adoro Daniela, mas aqueles bailarinos dando pinta em Tico tico no fubá foi a coisa mais ridícula que vi nos últimos tempos. Bola fora. Parecia uma gozação com Carmen Miranda.

8 de agosto de 2009 15:18  
Anonymous Léo said...

Adoro quando Daniela homenageia Elis Regina! Há anos ela faz isso, e espero q faça sempre. Muito natural uma cantora homenagear uma de suas maiores influências e inspirações. Pena q nem todos conseguem compreender o sentido dessa homenagem, e inventam qualquer coisa pelo simples prazer de criticar.
Acredito q o show esteja realmente muito bom. Daniela acerta na grande maioria das vezes, combinando MPB e música baiana de qualidade com dança e elementos afro-brasileiros.

8 de agosto de 2009 16:27  
Anonymous Euterpe said...

Elis Regina não precisa de homenagens.

8 de agosto de 2009 17:22  
Anonymous Anônimo said...

KKK... Nada haver... Achei ''moderno'' e ao mesmo tempo ''atento'' pois a moça lá tem o público GLS bastante forte!

Show lindo de ver... Vamos esperar o CD!

8 de agosto de 2009 18:24  
Anonymous Carlos said...

Por que ela não homenageou Gal e Bethânia?

8 de agosto de 2009 20:35  
Anonymous Cristiano Lucerna said...

Ví o show e achei fraquíssimo: Daniela conseguiu assasinar "Black Or White" (vergonhosa!), sua voz gasguita não deu conta da belíssima "Como Nossos Pais" (foi realmente constrangedor ver a moça desafinar e não sustentar as notas!)e algo nela se perdeu: as mesmas músicas de sempre - com excessão de algumas novas, claro! - a voz já não é a mesma de outrora (o registro dela tem ficado mais "fanho" a cada dia que passa) e ela parecía estar fazendo algo estritamente para "inglês ver". Foi uma mistureba muito indigesta esse show "Canibália", sinceramente...

E quanto a alcunha de "rainha", acho que é evidente que Daniela já não o é a muito tempo: é irônico que a "rainha do axé" nunca inicie uma turnê ou dê prioridade a Bahia em seu trabalho. Só engole essa marmota do "orgulho negro" de Daniela Mercury que é cego ou muito desinformado!

Abraços a todos!

8 de agosto de 2009 22:58  
Anonymous Anônimo said...

Daniela é diva.... E faz tudo com competência....

8 de agosto de 2009 23:13  
Anonymous Paulo-SSA said...

Daniela sempre inovadora! Misturando samba e rock, trazendo canções elaboradas de composição própria como "Trio em Transe", além das homenagens super oportunas. Estou indo para o Rio especialmente para vê-la no Canecão. A Rainha reina... pq quem é Rainha é para sempre!

8 de agosto de 2009 23:18  
Anonymous Anônimo said...

Acho Daniela Mercury maravilhosa...mas nao gosto dela interpretando material de Elis, nem de Bethania, muito menos de Gal.
Ela deveria sim homenagear a irma, Vania Abreu, que tem uma obra belissima e merecia mais forca genuina da mana. "Como nossos pais" nao tem nada a ver com o conceito de Canibalia...bola fora.

9 de agosto de 2009 00:25  
Anonymous Anônimo said...

Daniela cantando MPB é muito ruim. Ainda mais com repertório de Elis, NÃO DÁ!!!

9 de agosto de 2009 02:07  
Anonymous Anônimo said...

Homenagem de Daniela a Elis??? Dispenso!

9 de agosto de 2009 02:09  
Anonymous Anônimo said...

ACIMA DE TUDO INTELIGENTE. QUANDO PERCEBEU A INVASÃO DE IVETE SANGALO E AQUELE SORRISO CONGELADO QUE VENCE QUALQUER ELEIÇÃO TRATOU DA MUTAÇÃO E DE VARIAR SUA MÚSICA.
GOLAÇO!

Conheço muita gente que hoje adora Daniela e detesta Ivete e vice-versa. E isso é bom. Separou o joio do trigo.

9 de agosto de 2009 02:14  
Anonymous mauricio said...

colocar michael jackson foi oportunismo,soh Madonna tem esse poder.homenagear Elis,pra que?ela não precisa.

9 de agosto de 2009 09:17  
Anonymous Anônimo said...

Para os que so gostam de criticar e nao foram ao show, ela nao canta Michael Jackson, só dançam na introdução de Black and White, nao é oportunismo, é homenagem ao MJ. O show foi perfeito. Nao sao as mesmas músicas que ela canta, mas claro que ela nao vai fazer um show so de ineditas com uma carreira recheada de sucessos. Vao ao show, assistam e vejam a beleza e maturidade desse show. Rainha!

9 de agosto de 2009 10:27  
Blogger Sergio said...

Eu admiro muito Daniela! Eu parei de me importar com as criticas que fazem a ela. Pois geralmente partem de pessoas que nutrem preconceito com a música dela por acharem que é simplesmente axé. E tb nem vão aos shows. Acham que entendem disso e daquilo. Acham que só pq escutam Gal,Bethania e Elis são sapientes o bastante para dizerem oq quiserem!

9 de agosto de 2009 13:34  
Blogger Sergio said...

Achei que Daniela explorou como nunca a dança em seu show. Salsa,merengue,samba e dança contemporânea da melhor qualidade!
Agora a respeito de ela cantar músicas antigas, acho q quase td cantor faz isso, incluem nos shows seus hits.

9 de agosto de 2009 13:38  
Anonymous Anônimo said...

E vou além. Show é para isso: ouvir e cantar junto sucessos e as músicas conhecidas de seu artista.
Quem quiser novidade que compre o disco de inéditas e vá curtir sentadinho no sofá ou deitadinho na cama, no silenciozinho de seu espaço.

9 de agosto de 2009 14:12  
Anonymous Léo said...

"Elis Regina não precisa de homenagens."

Ah, é? Quem determinou isso?

Esses fãs que se sentem "donos" dos seus ídolos são muito engraçados...

9 de agosto de 2009 18:26  
Anonymous Anônimo said...

Dá-lhe Daniela! Já gostava dela, mas depois dos depoimentos sinceros e das reverências à minha Rainha ganhou ainda mais a minha admiração. Abs,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

9 de agosto de 2009 20:41  
Anonymous Anônimo said...

Elis nao precisa de homenagem.....pois nao esta a altura de receber homenagem de ninguem da MPB de hoje....chega dessa historinha da "ELIS O MITO".Ja saturou!!!!!!!!!!!!

Daniela faz e vive a arte de verdade.Nao e atoa q o mundo inteiro a respeita.

9 de agosto de 2009 23:49  
Anonymous Edu said...

"Assassinar" dois clássicos, "Tico-tico no fubá" e "Como os nossos pais"... Pra que? Bem, certamente há quem mereça ouvir isso. Daniela não se toca que é exatamente qdo recorre ao cancioneiro de primeira linha da Mpb, que suas limitações e despreparo ficam mais evidentes. Aquela participação dela no especial Som Brasil cantando Ary Barroso foi sofrível.
Tadinhas da Elis e da Carmem Miranda... devem ter revirado na tumba c/ a tal "homenagem".

10 de agosto de 2009 01:46  
Anonymous Anônimo said...

Daniela tinha que se manter na linha do axé. MPB não é sua praia. Melodias difíceis e harmonias elaboradas não são sua praia. Acho que ela deveria ficar com o seu "tira o pé do chão"! Ela já canminhou em diversas áreas musicais, mas nunca conseguiu expressão em nenhuma. Tanto é que, seu melhor trabalho ainda é "O Canto da Cidade".

10 de agosto de 2009 10:06  
Anonymous Anônimo said...

Elis precisa de homenagens sim, mas de alguém que possa segurar a barra de cantar suas canções. No caso, Daniela não é a pessoa indicada.

10 de agosto de 2009 10:07  
Anonymous Anônimo said...

Aos reclamões de plantão sinto informar que Daniela já pegou a estrada e SEM RETORNO: Axé e MPB juntinhas até que a morte as separe.
Querem só Axé: Ivete na cabeça.
Querem só MPB: Tá Cheio, é só procurar em vez de reclamar.

Abraços aos reclamões e aos satisfeitos.

10 de agosto de 2009 12:46  
Anonymous Anônimo said...

Faço minhas as palavras do anônimo das 12:46 e sinto informar também:

Nossa música continua a produzir intérpretes de alto nível dia após dia. Já nossos grandes compositores estão meio preguiçosos, já não compõe como antigamente e quando o fazem são para eles mesmos cantarem - tendo voz ou não - e levando-se em conta que os novos compositores não estão ao nível da geração 60/70, piorou. PORTANTO: vão se acostumando também com regravações e tributos mais e mais porque a "oferta e procura" não tá "batendo".
Se as reclamações são porque no caso das regravações aí a cantora é que não agrada eu não me meto, cada um tem seu gosto e seu ouvido e não vou perder meu tempo brigando com fã-clubes.

10 de agosto de 2009 14:34  
Anonymous Anônimo said...

O preconceito, nesse caso, é maior que razão e o bom senso de, ao menos, assumir que Daniela é uma artista do mundo, inovadora e muito, MUITO ousada: poucas são as cantoras no Brasil que tem sua ousadia – POUCAS!

. No Brasil, principalmente se tratando de cantoras, sempre foi muito mais fácil criticar que elogiar, do que reconhecer o esforço, o talento, do que ver “o outro lado”, o “lado B”. O samba-reggae misturado ao POP e outras tantas influências de Daniela, fazem dela, e de seu trabalho, “a luz no fim do túnel” do tão batido e julgado “axé” de que tanto se fala e pouco se conhece -> é mais ou menos aquela coisa: sei de MENOS pra falar de MAIS.
. Neguinho adora bater na mesma tecla para criticá-la, sem sequer, ouvir um disco ou ir a um show... desse jeito, é muito fácil, né?

. E esse lance de que fulana e/ou cicrana não precisa de homenagens, é balela! Todo mundo precisa e gosta de ser lembrado – ainda mais por quem está aí, na mídia, como é o caso de Daniela. Isso é papo de fã com dor de cotovelo, que vive em função dos quadros, fotos e recortes antigos de sua amada que se foi. Inveja, coisa feia. Isso? Eu passo!
Inté!
Jouber-BH

10 de agosto de 2009 21:24  
Anonymous Anônimo said...

Elis não precisa de homenagens e ela e Carmem estão se revirando no caixão?? Sério? AGora me conta, em que terreiro elas baixaram pra dar o direito das pessoas aqui decidirem quem pode ou não fazer homenagem a quem?
A gente homenageia quem a gente gosta, quem a gente admira, e cada um como pode e acha que deve, não vi a apresentação, mas sempre fico feliz qdo vejo quem quer q seja homenagear alguém q eu admiro tbm, independente de gostar ou não da artista, no caso da Daniela já vi coisas ótimas e ruins dela, como de qualquer pessoa, e prefiro dar o crédito a ela pela homenagem, afinal, não vi pra dizer se gostei ou não, mas daí a desmerecer a homenagem é demais...

11 de agosto de 2009 00:25  
Anonymous Victor (São Paulo-SP) said...

...e Daniela continua atirando para todos os lados sem acertar em nenhum.... lamentável. O show foi um fiasco e as homenagens a Elis e Carmem Miranda foram tão constrangedoras que doeram no ouvido. Daniela não canta bem MPB, isso é fato. Músicas com harmonías mais elaboradas não são para Daniela cantar.

Mas tia Dani é brasileira, não desiste nunca. Insistente que só ela....

11 de agosto de 2009 01:48  
Anonymous Anônimo said...

Que isso pessoal? é muito fácil chegar aqui e vomitar criticas e opiniões pessoais sem fundamento. O fato de não gostar do trabalho da Daniela Mercury é uma coisa, agora dizer que ela não sabe cantar, ou que ela não nasceu pra cantar MPB é algo surreal. Acho a Dani super criativa, inquieta, e com um talento testado e aprovado. È inégavel que a seara que mais domina é o samba regaae mais é provado que ela sabe transitar em outros gêneros com elegancia. A acho fantastica. Por fim é muito facil criticar, malhar o artista, e pelos comentários mediocres percebo que essas criticas são dispensaveis.

11 de agosto de 2009 21:52  
Anonymous Anônimo said...

Daniela não combina com MPB. Ela bem que tenta, mas não dá. Como falarm lá em cima, O CANTO DA CIDADE , ainda é a maior referência dela e deveria ter continuado nessa praia , ainda hoje seria a rainha da axé music.

12 de agosto de 2009 11:44  
Anonymous Anônimo said...

"O que incomoda nessa cidade sou eu, o sucesso de minha arte é meu..."

12 de agosto de 2009 14:54  
Anonymous Anônimo said...

Engraçado como os fãs da Daniela não conseguem enxergar o óbvio! Não vejo nenhum demérito em ser a rainha do axé. Ela poderia ser sim até hoje. Perdeu espaço pra Ivete e não conseguiu nada em outras praias. Isso ocorre sempre quando uma cantora tenta navegar em outras prias que não são suas, exemplo: Fafá, Joanna e Rosana, tentaram e nunca conseguiram voltar ao seu público inicial!

12 de agosto de 2009 16:35  
Anonymous Anônimo said...

Deus me livre! Deixa a Daniela nas praias da boa música mesmo que eu até perdôo e acabo ouvindo um axézinho aqui outro acolá, mas deixa quieto que tá bão.

PS: comparar Fafá (ótima) com Joanna (média) e Rosana (ruim) é total falta de critério, né não Anônimo ? A não ser que jogues no time do "tô de mal com a vida" ou no time do "sou elite e só ouço quem vende para mim e mais 100".

Abraços.

12 de agosto de 2009 20:29  
Anonymous Anônimo said...

Ah, esqueci. Na música não tem "óbvio" porque OBVIAMENTE gosto não se discute :-)

12 de agosto de 2009 20:30  
Anonymous Anônimo said...

Uma coisa não há de se negar. Não sou nem fã e nem detesto, mas os fãs de Daniela são milhas e milhas mais criativos e menos repetitivos... Quem diria.

12 de agosto de 2009 20:39  
Anonymous Anônimo said...

"Democracia agora, agora e amanhã. Preconceito nunca, nem depois, nem depois, nem depois de amanhã".

12 de agosto de 2009 21:10  
Anonymous Anônimo said...

Ô da 16:35h tomara que você esteja certo porque eu não sou do "público inicial" da Daniela mas à partir do "Feijão com Arroz" e principalmente do "Sol da Liberdade" (que só se compra em dólar) VIREI FÃ E COMPREI TUDINHO DELA. Na minha coleção ela está classificada em "MPB" e arquivada em ordem alfabética depois da Clara Nunes e Claúdia Telles e antes da Denise Reis e Diana Pequeno. Cida Moreira vem um pouquinho antes e Elba Ramalho um pouquinho depois. Rapaz, como é bom gostar de música sem ficar pinçando os defeitos do artista.
Da tua lista aí só mesmo a Rosana que não tá arquivada. O resto tenho tudinho. Das boas às más fases. E sempre se acha defeito nas boas e qualidades nas más. COMO É BOM!

12 de agosto de 2009 21:18  
Anonymous Anônimo said...

Ah, esqueci. "MPB-CANTORAS" PORQUE SE FOR INCLUIR "CANTORES","DUPLAS",
"CONJUNTOS", "ENCONTROS", "INSTRUMENTAL", "INTERNACIONAL" E "VÁRIOS" a ordem muda toda e eu vou ter um trabalho danado para localizar a Daniela no meio de mais de 5.000 CDs. Fui!

12 de agosto de 2009 21:24  
Anonymous Anônimo said...

Na minha praia pode tomar sol, nadar, se bronzear, navegar há qualquer hora. Sendo boa música e cantando bem tem sempre lugar para mais um ou uma :-)

12 de agosto de 2009 21:26  
Anonymous Anônimo said...

Música boa não tem praia. Tem terra, céu ou mar. Não conhece limite de espaço muito menos limitados.

12 de agosto de 2009 21:37  
Anonymous Anônimo said...

Elis não precisa de homenagens nem Daniela precisa mais de comentários e críticas. Fico pensando que país sa... é este meu Deus? Uma cantora desconhecida do grande público cantou divinamente no Programa do Jô, me fez lembrar Clara Nunes, a música era contagiante... Ninguém ajuda outros grandes artistas a se consagrarem, mas muitos ficam discutindo cantores que já conquistaram tudo. Daniela, Marisa, Ivete, Marina Lima,Fafá,Elba, Elis, Bethânia, Gal, Clara Nunes, Rita Lee e tantas outras marcaram seus nomes nos corações de gerações neste país, cada uma com seu jeito. Aliás eu adoro as imperfeições das cantoras brasileiras... é exatamente o charme do Brasil. Bethânia tem uma voz fora dos padrões e é uma das que mais emocionam, Marisa e Zizi são tão técnicas que cantam atirei o pau no gato como se fosse uma grande canção, Gal tem o poder de uma voz marcante, linda e tem horas que não posso ouvir acho irritante, Daniela tem limitações e as supera para cantar e dançar, me emociona, cria artifícios para resolver uma canção que quer cantar, adoro isso, respeito, outras não têm a mesma magia, Elis tinha também suas limitações e superava-as de forma magistral não tinha uma voz tão poderosa, mas cantava melhor que Gal, veja o encontra das duas no you tube. Enfim, falem de outros artistas desconhecidos, contribuam para o surgimento de uma Roberta Sá, acho que é esse o nome, uma Céu,Fabiana Corsa, Mariene de Castro, sei lá são tantas até mesmo a Vânia Abreu que já tem certo sucesso e é irmã da Daniela. Tem gente neste país fazendo de tudo... e os jovens cantores e compositores... Ah! este país é uma m..., a maioria das pessoas são sa..., não respeitam aqueles que quebram fronteiras, alcançam êxito profissional, nem prove os que têm talento.Para os críticos de plantão: vejam o que este país fez com vozes como Amelinha,aquela "é quando o vento sacode a cabeleira", ou Márcia Short, aquela "vou dar a volta no mundo, vou ver o mundo girar", ou Carla Visi, aquela "amor de longe benzinho", Diana Pequeno, Verônica Sabino, Jane Duboc, sei lá... vão pro ... seus críticos de m...!

13 de agosto de 2009 02:49  
Anonymous Léo said...

"Rapaz, como é bom gostar de música sem ficar pinçando os defeitos do artista.
E sempre se acha defeito nas boas e qualidades nas más. COMO É BOM!"

Concordo totalmente. Não sei qual é a graça em procurar imperfeições em cantores. Pra mim, música é para ouvir com prazer, e não caçando defeitos para criticar.
Imperfeições todos têm. Mas em grandes artistas como Daniela, as qualidades superam de longe qualquer imperfeição.

E os trabalhos dela pós-O Canto da Cidade são MUITO SUPERIORES em repertório, conceito, voz e arranjos. Especialmente a partir de "Sol da Liberdade", quando ficou ainda mais evidente a sua superioridade em relação aos outros cantores e bandas de axé. Pode ter perdido espaço nas paradas de sucesso, mas ganhou em qualidade artística. Pra mim, é o que realmente importa.
.

13 de agosto de 2009 10:07  
Anonymous Anônimo said...

Daniela é ótima . Tem muita coisa boa para dançar e para ouvir também .Ela realmente fez otima junçao do samba/reggae/eletronico/axé .Explorou vários ritmos . Mas em se tratando desse show Canibalia , a julgar pelos vídeos no youtube está muito mal feito . A iluminaçao , figurinos e montoeira de gente no palco acabou mascarando a pobreza do repertório e coreografias mal feitas . As pessoas estão amontoadas no palco sem direçao . Uma salada de músicas , como disse um colega acima, difícil de digerir . Nada a ver Como nossos pais , eu nasci a 10 mil anos atrás , tempo perdido , tico tico no fubá ... O que que é isso ? O show está exagerado e sem orientação. Esperava algo melhor . Daniela vive na retrospectiva . Queremos inéditas !

13 de agosto de 2009 10:08  
Anonymous Anônimo said...

Então acabem com o Brasil, pois o país é assim, eclético! Nossa música vai de Gonzagão a Gonzaguinha... vai de Chico Buarque a Chico César... de Bethânia a Marisa Monte... de Daniela a Elba... de Roberto a Milton... do Rock ao Axé... do Sertanejo ao Frevo... Olha vamos continuar consagrando Michael, Madona, Sinatra, Elvis, The Beatles e deixe que o retso do mundo consagra Jobim, João Gilberto, Carmem Miranda, Elis, Roberto, Caetano, Daniela, Marisa, cada um na sua onda... olha tô aqui tentando mostrar também meu trabalho musical no interior deste país... façam o mesmo! Esqueçam que a Daniela não esticou a perna o suficiente na coreografia ou que usou um vibrato para atingir as notas como Caetano, até porque existe uma proposta que muitos não conseguiriam atingir, imaginem a Zizi cantando perfeito e dançando por duas horas. É exatamente o lado humano que impressiona... No mundo tão cheio de informações como ser linear? Vamos então dar sugestões para a MPB? Eu quero ver o encontro de Marisa e Gal, de Ana Carolina e Ivete, Daniela e Marina Lima não rolou gostaria que rolasse, Bethânia e Nana (mais),Agnaldo Rayol e Emílio Santiago, Martinho e Zeca Pagodinho, Alcione, Beth Carvalho e Dona Ivone... fuiiii!

13 de agosto de 2009 18:52  
Blogger here I am said...

Dani é ótima ! justamente por isso não precisa usar de clichês , como antar Legião, Cazuza e nem Elis no show show. Ela sabe fazer tudo muito bem, só acho que às vezes precisa de novos compositores para ter um melhro repertório. Relamente o show foi lindo, mas essas músicas de outros interpretes eram desnecessárias.

17 de agosto de 2009 15:13  

Postar um comentário

<< Home