11 de outubro de 2010

Seal celebra harmonia afetiva em 'Commitment'

Resenha de CD
Título: Commitment
Artista: Seal
Gravadora: Reprise
Records / Warner Music
Cotação: * * *

Revigorado pelo sucesso do bom álbum em que abordou clássicos do soul e do r & b sob a produção luxuosa de David Foster, Soul (2008), Seal apresenta repertório inédito e autoral em 6: Commitment, sétimo disco de estúdio deste cantor nigeriano radicado na Inglaterra (o 6 do título se refere ao fato de ser o sexto CD de repertório autoral, já que o anterior Soul era focado em material alheio). David Foster foi recrutado novamente para produzir temas como a balada Silence, destaque da safra de 11 inéditas em que Seal celebra sua harmonia afetiva com sua esposa Heidi Klum, parceira também na filmagem do clipe de Secret, a bela balada escolhida para promover o trabalho. Hábil, Foster desvia 6: Commitment da trilha dance seguida por System (2007), o álbum em que Seal mirou radicalmente as pistas (sobretudo as européias), conduzido pelo produtor Stuart Price. Contudo, 6: Commitment exibe moldura descardamente pop em faixas como Weight of my Mistakes e, sobretudo, If I'm Any Closer. No todo, é um bom CD, até pela voz ainda potente do cantor, embora o melhor título da discografia irregular do artista continue sendo seu álbum de estreia, Seal (1991), o do hit Crazy.

1 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Revigorado pelo sucesso do bom álbum em que abordou clássicos do soul e do r & b sob a produção luxuosa de David Foster, Soul (2008), Seal apresenta repertório inédito e autoral em 6: Commitment, sétimo disco de estúdio deste cantor nigeriano radicado na Inglaterra (o 6 do título se refere ao fato de ser o sexto CD de repertório autoral, já que o anterior Soul era focado em material alheio). David Foster foi recrutado novamente para produzir temas como a balada Silence, destaque da safra de 11 inéditas em que Seal celebra sua harmonia afetiva com sua esposa Heidi Klum, parceira também na filmagem do clipe de Secret, a bela balada escolhida para promover o trabalho. Hábil, Foster desvia 6: Commitment da trilha dance seguida por System (2007), o álbum em que Seal mirou radicalmente as pistas (sobretudo as européias), conduzido pelo produtor Stuart Price. Contudo, 6: Commitment exibe moldura descardamente pop em faixas como Weight of my Mistakes e, sobretudo, If I'm Any Closer. No todo, é um bom CD, até pela voz ainda potente do cantor, embora o melhor título da discografia irregular do artista continue sendo seu álbum de estreia, Seal (1991), o do hit Crazy.

10 de outubro de 2010 15:05  

Postar um comentário

<< Home