12 de agosto de 2010

Rainha Ivone Lara vive noite de justa soberania

"Muito obrigada, gente!!", agradeceu Ivone Lara, repetidas vezes, no nobre palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ) ao fim da cerimônia de entrega da 21ª edição do Prêmio da Música Brasileira, realizada na noite de 11 de agosto de 2010. Após cantar Sonho Meu rodeada pelos cantores que momentos antes interpretaram seus maiores sucessos sob a regência do maestro Rildo Hora, Ivone - vista no post em fotos de Mauro Ferreira - ainda improvisou Acreditar, outra pérola de sua parceria com Délcio Carvalho. Rainha do samba, a compositora carioca viveu noite de justa soberania. Após a overture instrumental, em que a Orkestra Rumpilezz do maestro Leitieres Leite tocou majestoso medley com músicas de Ivone, a própria homenageada apareceu no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e cantou Sorriso Negro, o samba que batizou o álbum lançado por ela em 1981 e que se tornaria um de seus temas mais conhecidos. Na sequência dos números musicais, Caetano Veloso cantou Acreditar sem um brilho especial, Ana Costa defendeu Enredo do meu Samba com Nilze Carvalho no mesmo número em que Aline Calixto fez dueto com Luiza Dionizio em Mas Quem Disse que Eu te Esqueço? (em seguida, Diego Moraes se juntou ao quarteto feminino e os cinco retomaram Enredo do meu Samba), Roberta Sá apresentou Cansei de Esperar Você em tom exteriorizado, Arlindo Cruz não chegou a empolgar com Canto de Rainha e Délcio Carvalho - com Casuarina e a autoridade de parceiro fiel de Ivone - cantou medley que uniu Alvorecer, Sereia Guiomar e Candeeiro de Vovó. Último nome a se apresentar antes do final coletivo com Ivone, Lenine fez o melhor número do elenco convidado, interpretando Alguém me Avisou com outra pulsação, sob arranjo majestoso de Rildo Hora que incluiu até citações ao universo da música erudita. Mas a noite foi mesmo de Ivone Lara, que - definitivamente entronizada no posto de rainha do samba - reiterou em cena toda sua nobreza.

10 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

"Muito obrigada, gente!!", agradeceu Ivone Lara, repetidas vezes, no nobre palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ) ao fim da cerimônia de entrega da 21ª edição do Prêmio da Música Brasileira, realizada na noite de 11 de agosto de 2010. Após cantar Sonho Meu rodeada pelos cantores que momentos antes interpretaram seus maiores sucessos sob a regência do maestro Rildo Hora, Ivone - vista no post em fotos de Mauro Ferreira - ainda improvisou Acreditar, outra pérola de sua parceria com Délcio Carvalho. Rainha do samba, a compositora carioca viveu noite de justa soberania. Após a overture instrumental, em que a Orkestra Rumpilezz do maestro Leitieres Leite tocou majestoso medley com músicas de Ivone, a própria homenageada apareceu no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e cantou Sorriso Negro, o samba que batizou o álbum lançado por ela em 1981 e que se tornaria um de seus temas mais conhecidos. Na sequência dos números musicais, Caetano Veloso cantou Acreditar sem um brilho especial, Ana Costa defendeu Enredo do meu Samba com Nilze Carvalho no mesmo número em que Aline Calixto fez dueto com Luiza Dionizio em Mas Quem Disse que Eu te Esqueço? (em seguida, Diego Moraes se juntou ao quarteto feminino e os cinco retomaram Enredo do meu Samba), Roberta Sá apresentou Cansei de Esperar Você em tom exteriorizado, Arlindo Cruz não chegou a empolgar com Canto de Rainha e Délcio Carvalho - com a autoridade de parceiro mais célebre de Ivone - cantou medley que uniu Alvorecer, Sereia Guiomar e Candeeiro de Vovó. Último nome a se apresentar antes do final coletivo com Ivone, Lenine fez o melhor número do elenco convidado, interpretando Alguém me Avisou com outra pulsação, sob arranjo majestoso de Rildo Hora que incluiu até citações ao universo da música erudita. Mas a noite foi mesmo de Ivone Lara, que - definitivamente entronizada no posto de rainha do samba - viveu momento de justa soberania.

12 de agosto de 2010 12:24  
Anonymous Anônimo said...

Ninguém brilhou por erro de escalação pois Marisa Monte,Maria Bethânia e Beth Carvalho deveriam se apresentar.Isso sim!

12 de agosto de 2010 13:46  
Anonymous Anônimo said...

A título de curiosidade:

A foto que aparece projetada ao fundo do palco com Dona Ivone em meio a fitas coloridas é de Walter Firmo.

12 de agosto de 2010 14:45  
Anonymous Anônimo said...

Anônimo das 13:46,

Essa escalação seria MARAVILHOSA!! Aliás, as três cantam como NINGUÉM a obra de Dona Ivone Lara. Aliás, são três importantes intérpretes da Rainha do Samba. Abraços,

Marcelo Barbosa- Brasília (DF)

PS: Justa, merecida e consagradora homenagem. Pena que a sua escola, o Império Serrano, não se espelhe.

12 de agosto de 2010 15:38  
Anonymous Miriam said...

Mauro, você esqueceu de dizer que Délcio Carvalho cantou o pot-pourri junto com o Casuarina - que, a propósito, ganhou como melhor grupo de samba.

12 de agosto de 2010 18:15  
Anonymous Anônimo said...

Os vencedoras já sabem que vão ganhar ? Pois,coincidentemente,todos estavam presentes - com exceção de Ney!

12 de agosto de 2010 18:17  
Anonymous Anônimo said...

Mauro, o primeiro comentário aqui é lamentável. Não pode variar é?
Marisa Monte cantando. Sei...
Tem que ser sempre as mesmas. Tem muita gente aí pra brilhar. Manda o produtor do evento procurar mais cantoras.

12 de agosto de 2010 18:35  
Anonymous Anônimo said...

Maria Gadú até cantaria mas quando soube que não levaria pra casa o prêmio de revelação ....

12 de agosto de 2010 18:43  
Blogger Mauro Ferreira said...

Tem razão, Miriam. Esqueci de mencionar o Casuarina, já inserido no texto, Grato pelo alerta. Abs, MauroF

12 de agosto de 2010 19:00  
Anonymous Anônimo said...

E segundo consta,vai passar na Globo no dia 22,um domingo.. alguem confirma?

13 de agosto de 2010 12:47  

Postar um comentário

<< Home