31 de julho de 2010

Carolina segue a trilha do country com requinte

Resenha de CD
Título: Panamericana
Artista: Carolina Lima
Gravadora: Sony Music
Cotação: * * * 1/2

Carolina Lima segue em seu primeiro disco solo uma trilha pouco explorada por cantoras brasileiras. É a trilha norte-americana do country, pavimentada com requinte instrumental. Requinte perceptível também no óleo sobre tela - do artista norte-americano Eric White - exposto na capa de Panamericana, CD produzido pela própria Carolina e lançado pela Sony Music neste mês de julho de 2010. Além do country, a cantora e compositora paulistana - radicada em Belo Horizonte (MG) - transita também por folk e rock. Às vezes com mais densidade, como em Até Ferir, faixa de clima seco, quase épico. Outras vezes com a leveza típica do pop, identificada na pegada de Panamericana, o country que dá título ao disco por remeter ao universo estradeiro que pauta o repertório composto por Carolina - em sua maior parte com César Maurício, guitarrista e líder dos grupos Virna Lisi e Radar Tantã. Banjos, guitarras, gaitas, violões e mandolins forram a caprichada cama instrumental em que repousam temas como o denso folk A Palavra e o country Hoje Eu Vou te Esquecer, cujo longo e belo arremate instrumental exemplifica o caminho norte-americano pelo qual segue o CD. Panamericana destaca a obra de Carolina com Maurício. A ponto de a segunda parceria da artista com Nando Reis - Sua Canção, alocada ao fim do disco - passar quase despercebida no repertório. Já o dueto meramente curioso com Mièle no country Te Desfaço pode até resultar gracioso no clipe, mas, no CD, soa como derrapada. Talvez pela escolha infeliz de convidar um entertainer de voz opaca tão estranho no universo em que se aninha Carolina Lima. Entre tema de clima roqueiro (Saltos Baixos), faixa pontuada por um órgão Hammond (Alguém Assim) e regravação de música (Os Meus Dias) do Squadra, finado grupo da artista, Panamericana deixa boa impressão. Ainda que nem sempre o repertório esteja à altura das orquestrações requintadas que valorizam o primeiro disco solo de Carolina Lima.

2 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Carolina Lima segue em seu primeiro disco solo uma trilha pouco explorada por cantoras brasileiras. É a trilha norte-americana do country, pavimentada com requinte instrumental. Requinte perceptível também no óleo sobre tela - do artista norte-americano Eric White - exposto na capa de Panamericana, CD produzido pela própria Carolina e lançado pela Sony Music neste mês de julho de 2010. Além do country, a cantora e compositora paulistana - radicada em Belo Horizonte (MG) - transita também por folk e rock. Às vezes com mais densidade, como em Até Ferir, faixa de clima seco, quase épico. Outras vezes com a leveza típica do pop, identificada na pegada de Panamericana, o country que dá título ao disco por remeter ao universo estradeiro que pauta o repertório composto por Carolina - em sua maior parte com César Maurício, guitarrista e líder dos grupos Virna Lisi e Radar Tantã. Banjos, guitarras, gaitas, violões e mandolins forram a caprichada cama instrumental em que repousam temas como o denso folk A Palavra e o country Hoje Eu Vou te Esquecer, cujo longo e belo arremate instrumental exemplifica o caminho norte-americano pelo qual segue o CD. Panamericana destaca a obra de Carolina com Maurício. A ponto de a segunda parceria da artista com Nando Reis - Sua Canção, alocada ao fim do disco - passar quase despercebida no repertório. Já o dueto meramente curioso com Mièle no country Te Desfaço pode até resultar gracioso no clipe, mas, no CD, não empolga de fato. Talvez pela escolha infeliz de convidar um entertainer de voz opaca tão estranho no universo em que se aninha Carolina Lima. Entre tema de clima roqueiro (Saltos Baixos), faixa pontuada por um órgão Hammond (Alguém Assim) e regravação de música (Os Meus Dias) do Squadra, finado grupo da artista, Panamericana deixa boa impressão. Ainda que nem sempre o repertório esteja à altura das orquestrações requintadas que valorizam o primeiro disco solo de Carolina Lima.

31 de julho de 2010 11:39  
Blogger ADEMAR AMANCIO said...

Desconheço.

27 de abril de 2016 17:07  

Postar um comentário

<< Home