24 de junho de 2010

Trio Dexterz leva Junior para música eletrônica

Após integrar a banda de rock Nove Mil Anjos, formada em 2008 e dissolvida no ano seguinte, Junior Lima entra no mundo da música eletrônica. O irmão de Sandy se juntou ao DJ Julio Torres e ao concunhado Amon Lima para formar o Dexterz. O trio - visto no post numa foto de Gabriel Wickbold - é a versão ampliada do Crossover, o anterior projeto eletrônico de Torres e Amon. Aliás, a semente do Dexterz começou a germinar a partir de participação de Junior em show do Crossover, em 2008. Mas a criação do trio, que transita basicamente pela house, está sendo oficializada neste mês de junho de 2010. Sem alarde, o trio já fez shows pelo Brasil.

9 Comments:

Blogger Lara Cervasio said...

A foto é bonita. Mas só o rosto do Junior que dá pra se identificar. Aff!

Beijos

24 de junho de 2010 09:17  
Blogger Luca said...

ô, Laura, a idéia deve ter sido essa mesma, realçar a entrada do Júnior, que, vamo combinar, é quem vai fazer esse grupo aparecer.

24 de junho de 2010 09:26  
Anonymous Anônimo said...

Queria ele sujo de tinta aqui em casa...

24 de junho de 2010 11:06  
Anonymous Anônimo said...

Não é minha praia, mas os caras navegam bem. São honestos.
E o Júnior de fato vai dar um up para o grupo. Pela mídia mesmo.
E eles, mesmo sem alarde, já foram ao BBB e fizeram um set por lá.
Não vou ouvir no meu player. mas que ´há talento e coerencia isso há.
Sorte pra eles.

Carioca da Piedade.
House por House perefiro a minha ou ao doutor House

24 de junho de 2010 13:10  
Blogger Sandro CS said...

O Júnior é um artista muito talentoso, que, infelizmente, vem desperdiçando seus dons desde que acabou a fase áurea da dupla formada com a mana Sandy.
Tem atirado para todos os lados, tentando, evidentemente, encontrar seu caminho. É o preço de ser eclético, mas, em termos mercadológicos, precisa definir-se musicalmente de modo mais objetivo.
Espero que essa experimentação eletrônica lhe dê alegria, mas é bastante improvável que lhe traga qualquer resquício da enorme popularidade com a qual ele se acostumou.
Tanto ele quanto a irmã não conseguiram decolar suas carreiras solo. A explicação parece simples: a química deles com o público é como dupla e não isoladamente.
Então, quem sabe retomar a dupla, num futuro próximo, não seja o ideal? Logicamente sem os clichês adolescentes e com uma sonoridade mais adulta e interessante?

25 de junho de 2010 20:29  
Anonymous Anônimo said...

só pra constar:
Amon Lima nada mais é que amigo do Júnior...
Amon, na verdade, é cunhado de Sandy!
nenhum "parentesco"...

28 de junho de 2010 02:02  
Anonymous Paulo Mineiro said...

se for aquilo que foi apresentado no BBB é de dar sono. Aquele violino atravessando samplers e sintetizadores é triste. Falta pegada, feeling e principalmente identidade.

29 de junho de 2010 01:38  
Anonymous Anônimo said...

O Crossover já vem fazendo sucesso a muito tempo nas baladas, já tocaram diversas vezes fora do Brasil e tiveram bastante destaque na mídia em 2008 quando lançaram o 1º CD com a participação de Sandy. O Junior não é bobo. Cagou pela boca quando lançou aquela banda medíocre de não sei quantos anjos... agora se junta ao que já é sucesso no gênero... é sempre assim, quando não se tem luz própria, se ilumina pela dos outros! que o diga a Sandy...

4 de julho de 2010 15:50  
Blogger junior said...

aê galeraa'
queria saber onde eu acho,
as musicas do projeto dexterz'
C alguem douber me passe por favor'
vlw galera'

26 de dezembro de 2010 18:26  

Postar um comentário

<< Home