28 de março de 2010

Biscoito reedita 'Tum Tum Tum', disco de Déa

Lançado em 2006, o primeiro disco solo de Déa Trancoso, Tum Tum Tum, até ganhou alguma visibilidade na mídia em 2007 ao conquistar quatro justas indicações à 5ª edição do Prêmio Tim de Música. No entanto, a edição original do CD não teve alcance nacional no mercado fonográfico. Algo que deverá acontecer somente neste ano de 2010 com o oportuno relançamento de Tum Tum Tum pela gravadora Biscoito Fino. O álbum é o resultado de 12 anos de pesquisa da artista sobre a cultura musical do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. Com antigos catimbós (Filho da Folha, Rainha, Tupinambá), acalanto (Benzim Veloso), congo (Beija-flor), coco (Grande Poder) e lundu (Passarinho Pintadinho), Déa Trancoso monta mosaico folclórico - a maioria dos 12 temas recolhidos e adaptados para o disco é de domínio público - que mostra a riqueza rítmica da região mineira.

5 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Lançado em 2006, o primeiro disco solo de Déa Trancoso, Tum Tum Tum, até ganhou alguma visibilidade na mídia em 2007 ao conquistar quatro justas indicações à 5ª edição do Prêmio Tim de Música. No entanto, a edição original do CD não teve alcance nacional no mercado fonográfico. Algo que deverá acontecer somente neste ano de 2010 com o oportuno relançamento de Tum Tum Tum pela gravadora Biscoito Fino. O álbum é o resultado de 12 anos de pesquisa da artista sobre a cultura musical do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. Com antigos catimbós (Filho da Folha, Rainha, Tupinambá), acalanto (Benzim Veloso), congo (Beija-flor), coco (Grande Poder) e lundu (Passarinho Pintadinho), Déa Trancoso monta mosaico folclórico - a maioria dos 12 temas recolhidos e adaptados para o disco é de domínio público - que mostra a riqueza rítmica da região mineira.

28 de março de 2010 14:27  
Anonymous Anônimo said...

Esse cd é realmente muito bom! Mas creio que extrapola o universo rítmico mineiro por conter temas como o maracatu Luandas e o coco Meus amô.

28 de março de 2010 18:02  
Anonymous Anônimo said...

Belíssimo trabalho da Déa Trancoso. Nele tem obra-prima do alagoano Mestre Verdelinho (Grande Poder), também gravado pelo Wado em seu álbum "A farsa do samba nublado". Em tempo: Verdelinho veio a falecer semana passada,em Maceió. Lutava contra um câncer no fígado. Lastimável perda!
Abs,
Ricardo guima

29 de março de 2010 10:38  
Blogger Déa said...

VIVA SEMPRE A MEMÓRIA DE MESTRE VERDELINHO QUE FOI ENFEITAR O CÉU COM SUA CAPACIDADE DE FALAR COISAS TÃO CONTUNDENTES COM UM LIRISMO TÃO RARO COMO EM GRANDE PODER... EU SEREI SEMPRE GRATA POR TER DADO VOZ A ESSA OBRA PRIMA DA CULTURA POPULAR BRASILEIRA!!!

31 de março de 2010 19:04  
Anonymous Paulo Mineiro said...

Finalmente esse cd pode abranger outros espaços. É uma obra de rara delicadeza e muito bem feito. Merece ser ouvido pelo maior número de pessoas. Parabéns à Déa e à Biscoito Fino.
E concordo com o colega de cima: o cd ultrapassa e muito as fronteiras de Minas Gerais. Digo que é uma obra genuinamente brasileira. Estamos precisando de mais obras assim.

31 de março de 2010 21:22  

Postar um comentário

<< Home