12 de janeiro de 2010

Geraldo lembra disco inédito gravado com Elba

Em livro dedicado a Geraldo Azevedo na coleção Nomes do Nordeste, recém-editada pelo Centro Cultural Banco do Nordeste com entrevistas de caráter biográfico concedidas por artistas do Nordeste, o compositor de Dia Branco lembra que o show que dividiu com Elba Ramalho, Baião de Dois, foi gravado ao vivo em Los Angeles (EUA), mas que, na época, a gravadora da cantora vetou a edição do CD. O artista revela também que musicou versos do poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto (1920 - 1999) na primeira metade dos anos 60, antes de fazer sucesso e antes de Chico Buarque ter criado melodias para os versos de Morte e Vida Severina. A parceria nunca foi gravada.
E por falar em Elba e em Chico, a cantora tende mesmo a gravar neste ano de 2010 um disco somente com músicas do compositor que lhe deu Palavra de Mulher. Em 2009, Elba estava indecisa entre regravar o cancioneiro de Chico Buarque e o de Zé Ramalho.

4 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Em livro dedicado a Geraldo Azevedo na coleção Nomes do Nordeste, recém-editada pelo Centro Cultural Banco do Nordeste com entrevistas de caráter biográfico concedidas por artistas do Nordeste, o compositor de Dia Branco lembra que o show que dividiu com Elba Ramalho, Baião de Dois, foi gravado ao vivo nos Estados Unidos, mas que, na época, a gravadora da cantora vetou a edição do CD. O artista revela também que musicou versos do poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto (1920 - 1999) na primeira metade dos anos 60, antes de fazer sucesso e antes de Chico Buarque ter criado melodias para os versos de Morte e Vida Severina. A parceria nunca foi gravada.
E por falar em Elba e em Chico, a cantora tende mesmo a gravar neste ano de 2010 um disco somente com músicas do compositor que lhe deu Palavra de Mulher. Em 2009, Elba estava indecisa entre regravar o cancioneiro de Chico Buarque e o de Zé Ramalho.

12 de janeiro de 2010 09:08  
Anonymous Anônimo said...

Mauro, tem algumas informações diferentes aí. Esse disco gravado em Los Angeles não tem esse nome (pelo menos não tinha na época). Nele há registros de Elba para "Um índio", "Pedra de responsa" e duetos com Geraldo em "Sétimo céu" e "Menina do Lido", pra citar as diferentes.

O disco novo da Elba já está gravado e não será nem Chico nem Zé Ramalho. É como se fosse um "Balaio de amor" 2, só que com menos forró. Tem diversos ritmos.

12 de janeiro de 2010 10:39  
Anonymous Anônimo said...

Lí as edições dessa coleção com Geraldo Azevedo e Alceu Valença, todos os livros muito interessantes e eles esclarecem muitas coisas das suas carreiras.

12 de janeiro de 2010 10:59  
Anonymous Anônimo said...

Elba gravando Chico seria um primor. É só saber escolher o repertório!!

12 de janeiro de 2010 12:47  

Postar um comentário

<< Home