3 de outubro de 2009

Polido, Charlie Brown veste camisa de Bonadio

Resenha de CD
Título: Camisa 10
Joga Bola até na Chuva
Artista: Charlie Brown Jr.
Gravadora: Sony Music
Cotação: * * 1/2

Em seu primeiro CD na Sony Music, Camisa 10 Joga Bola até na Chuva, o grupo Charlie Brown Jr. veste de novo a camisa de Rick Bonadio. E o produtor deu polimento ao som da banda, sobretudo nas faixas iniciais. Dona do meu Pensamento, Me Encontra e Só os Loucos Sabem - esta uma balada calcada nos violões - exibem textura pop que contrasta com a pegada habitual do grupo de Santos (SP). É como se Bonadio tivesse filtrado o som hard de Charlie Brown Jr. pela estética comercialmente vitoriosa imposta a grupos como NX Zero e Fresno. Ao longo das 13 faixas, contudo, a personalidade de Brown vai se impondo no disco em alguns momentos. E, justiça seja feita, o rap Puro Sangue se beneficia da produção polida de Bonadio. É um dos destaques de repertório que agrega rock (O Dom, a Inteligência e a Voz - faixa em que se identifica a energia e o peso dos tempos áureos da banda), reggae (Inabalavelmente) e dub (Uma Só Vida pra Viver, Tenho Sede Nela Eu Vou). Para fãs antigos, Viver Dias de Sol é uma das pedidas. Mas o fato é que, por mais que o disco tenha bom acabamento instrumental, a safra de inéditas soa irregular. Ao fim da partida, Camisa 10 Joga Bola até na Chuva deixa a sensação de que Charlie Brown Jr. entrou em campo sem estar devidamente aquecido. Jogo parece perdido.

2 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Em seu primeiro CD na Sony Music, Camisa 10 Joga Bola até na Chuva, o grupo Charlie Brown Jr. veste de novo a camisa de Rick Bonadio. E o produtor deu polimento ao som da banda, sobretudo nas faixas iniciais. Dona do meu Pensamento, Me Encontra e Só os Loucos Sabem - esta uma balada calcada nos violões - exibem textura pop que contrasta com a pegada habitual do grupo de Santos (SP). É como se Bonadio tivesse filtrado o som hard de Charlie Brown Jr. pela estética comercialmente vitoriosa imposta a grupos como NX Zero e Fresno. Ao longo das 13 faixas, contudo, a personalidade de Brown vai se impondo no disco em alguns momentos. E, justiça seja feita, o rap Puro Sangue se beneficia da produção polida de Bonadio. É um dos destaques de repertório que agrega rock (O Dom, a Inteligência e a Voz - faixa em que se identifica a energia e o peso dos tempos áureos da banda), reggae (Inabalavelmente) e dub (Uma Só Vida pra Viver, Tenho Sede Nela Eu Vou). Para fãs antigos, Viver Dias de Sol é uma das pedidas. Mas o fato é que, por mais que o disco tenha bom acabamento instrumental, a safra de inéditas soa irregular. Ao fim da partida, Camisa 10 Joga Bola até na Chuva deixa a sensação de que Charlie Brown Jr. entrou em campo sem estar devidamente aquecido. Jogo parece perdido.

3 de outubro de 2009 08:18  
Blogger Caio Garrido said...

Fala Mauro, fora do assunto desta postagem,...., vc já fez alguma resenha do novo cd do Muse? está muito bom.. abrs

5 de outubro de 2009 11:03  

Postar um comentário

<< Home