5 de outubro de 2009

Mais um ao vivo para diluir discografia de Zeca

Resenha de CD/DVD
Título: Uma Prova de
Amor ao Vivo
- Especial MTV
Zeca Pagodinho
Artista: Zeca
Pagodinho
Gravadora: Universal
Music
Cotação: * * *

Sucessivos discos ao vivo dilapidaram a então forte carreira fonográfica de Jorge Aragão a partir da segunda metade dos anos 90. Pois Zeca Pagodinho parece ir pelo mesmo caminho. Somente a preguiça da indústria do disco justifica a edição de um DVD e CD ao vivo captados em 10 de julho de 2009 no show de lançamento do álbum Uma Prova de Amor (2008). O disco de estúdio é excelente, mas, por mais que o show seja bom e tenha transcorrido bem (clique aqui para ler a resenha), não era o caso de pôr mais um DVD no mercado. Esse Especial MTV nada tem de especial. A gravação soa até corriqueira por se tratar do quarto registro de show de Zeca em dez anos. Nem mesmo as presenças de Jorge Ben Jor (em Ogum, numa improvisada Taj Mahal e no pot-pourri final que costura sambas como Bagaço da Laranja e Hei de Guardar teu Nome), da Velha Guarda da Portela (em Esta Melodia, em Vivo Isolado do Mundo e no mesmo pot-pourri do bis) e de Almir Guineto (em Lama nas Ruas) amenizam a sensação de déjà vu. Até porque Ben Jor e os bambas portelenses também figuram no disco de estúdio que originou o show. Da mesma forma, um dueto de Zeca com Almir já soa como notícia velha. De novidade mesmo, há o samba inédito Se Ela Não Gosta de mim, outra inspirada parceria de Zeca com Arlindo Cruz. Mas insuficiente para legitimar o lançamento de um registro ao vivo que fica aquém dos dois ótimos acústicos gravados por Zeca com o selo da MTV em 2003 e em 2006. Sem falar em seu incendiário CD ao vivo de 1999. Ou seja, é mais do mesmo. Mas sem a mesma pegada e com (extrema) redundância...

6 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Sucessivos discos ao vivo lapidaram a então forte carreira fonográfica de Jorge Aragão a partir da segunda metade dos anos 90. Pois Zeca Pagodinho parece ir pelo mesmo caminho. Somente a preguiça da indústria do disco justifica a edição de um DVD e CD ao vivo captados em 10 de julho de 2009 no show de lançamento do álbum Uma Prova de Amor (2008). O disco de estúdio é excelente, mas, por mais que o show seja bom e tenha transcorrido bem (clique aqui para ler a resenha), não era o caso de pôr mais um DVD no mercado. Esse Especial MTV nada tem de especial. A gravação soa até corriqueira por se tratar do quarto registro de show de Zeca em dez anos. Nem mesmo as presenças de Jorge Ben Jor (em Ogum, numa improvisada Taj Mahal e no pot-pourri final que costura sambas como Bagaço da Laranja e Hei de Guardar teu Nome), da Velha Guarda da Portela (em Esta Melodia, em Vivo Isolado do Mundo e no mesmo pot-pourri do bis) e de Almir Guineto (em Lama nas Ruas) amenizam a sensação de déjà vu. Até porque Ben Jor e os bambas portelenses também figuram no disco de estúdio que originou o show. Da mesma forma, um dueto de Zeca com Almir já soa como notícia velha. De novidade mesmo, há o samba inédito Se Ela Não Gosta de mim, outra inspirada parceria de Zeca com Arlindo Cruz. Mas insuficiente para legitimar o lançamento de um registro ao vivo que fica aquém dos dois ótimos acústicos gravados por Zeca com o selo da MTV em 2003 e em 2006. Sem falar em seu incendiário CD ao vivo de 1999. Ou seja, é mais do mesmo. Mas sem a mesma pegada e com (extrema) redundância...

5 de outubro de 2009 23:47  
Blogger Thiago Augusto Corrêa said...

E o Zeca Pagodinho tem o que? Contrato vitalício com a MTV? Tudo o que ele lança em dvd é por lá agora?

Depois falam que é um dvd ao vivo voltado ao seu público fã e etc.

Nao consigo nao ver uma vontade em lucrar nisso tudo.

6 de outubro de 2009 08:05  
Anonymous Anônimo said...

É... ELE ESTÁS EGUINDO OS CAMINHOS DA MADRINHA ! SÓ O QUE DIFERENCIA É QUE ELE SEMPRE GRAVA UM DISCO DE INÉDITAS, MAS PELO ANDAR DA COISA, LOGO VAI FICAR SÓ NOS AO VIVOS MESMO.

6 de outubro de 2009 16:02  
Blogger matheus said...

se ela nã gosta de mim ...musica de arlindo cruz/zeca pagodinho /jr.dom...samba de malandro...feito pra brincar de rimar..isso claro pra quem sabe!!!!

6 de outubro de 2009 22:24  
Anonymous Anônimo said...

Almir, o poeta popular, é sempre bem vindo com o Zeca.

7 de outubro de 2009 22:04  
Anonymous Vagner - Lapa said...

Não entendi o lapidou. Os discos ao vivo do Jorge Aragão esgotaram a carreira do Jorge Aragão que era muito boa por sinal. Alcione estava indo pelo mesmo caminho, mas se tocou. Espero que Arlindo Cruz não faça o mesmo. Já Beth Carvalho fez diferente, passou a gravar só ao vivo, o que eu acho pior ainda. Bom seria um de inéditas do Almir Guineto - sambista de primeira.

8 de outubro de 2009 18:31  

Postar um comentário

<< Home