14 de agosto de 2009

'Gospel', de 1974, lembra os '20 Anos sem Raul'

A morte quase anunciada de Raul Seixas (1945 - 1989) completa 20 anos na próxima sexta-feira, 21 de agosto de 2009. Ainda incansável na revirada do baú do Raul, a gravadora MZA Music tira partido da efeméride e põe nas lojas na data o kit de CD e DVD obviamente intitulado 20 Anos sem Raul Seixas. O chamariz do produto é Gospel, música inédita de 1974, alvo da censura da época. Gospel abre o CD, também editado de forma avulsa. Contudo, somente a letra censurada é de fato inédita. A música em si - composta por Raul com Paulo Coelho em 1974 para a trilha sonora da novela O Rebu - já foi gravada no LP da novela pela cantora Sônia Santos com outro título (Por que?) e outra letra, refeita para passar pelo crivo da censura. Aliás, o repertório do CD 20 Anos sem Raul Seixas já é conhecido pelos fãs do Maluco Beleza. Com exceção de Gospel, faixa finalizada a partir da extração da voz gravada por Raul numa fita demo, o repertório traz os mesmos fonogramas lançados com pompa em 1998 no CD Documento, produzido por Marco Mazzola com alguns takes alternativos de gravações do cantor e versões em inglês de hits como O Trem das Sete (Morning Train) e Ouro de Tolo (Fool's Gold). Já o DVD rebobina antigo documentário, Raul Seixas Também É Documento, lançado originalmente em VHS em 1998. Dirigido por Paulo Severo, o filme de 25 minutos costura imagens pessoais do artista (com parceiros como Paulo Coelho), clipes e trechos de shows. O chamariz do DVD está nos extras: o clipe de Morning Train, que exibe imagens alardeadas como raras.

2 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Emanuel Andrade disse

Taí, nunca fui um fã caricatural e ardoroso do Raul mas sempre percebi que nele havia, além das excelentes composições( o que deixa saudades) um lado irreverente e doce. Ou seja, nunca se vendeu à picaretagem da industria e nem fez parte de esquema entre artistas. Se fosse vivo, não teria lido, acredito, Paulo Coelho. Porque gente dessa nível sai logo do mapa? Quem quiser comprovar o lado B e bom do Raul nos argumentos, é só ver algumas entrevistas no Youtube , inclusive uma que concedeu a Nelson Motta , onde diz o que pensa. Com certeza a essa altura ele nao iria deixar nenhuma desse bando de cantoras que sai como refrigerantes, cantar suas músicas aleatoriamente. Talvez Cássia Eller fosse exceção. Agora esse documento vou comprar mesmo.

14 de agosto de 2009 23:23  
Anonymous Fabiano said...

será que não tem um show dele gravado, mesmo só com o áudio, pra que se fizesse um dvd inteiro de música?

26 de agosto de 2009 11:03  

Postar um comentário

<< Home