10 de maio de 2009

Voz de Ana abre e fecha o filme sobre Martinho

Duas Barras (RJ) - O ainda inédito documentário Filosofia de Vida é focado na trajetória artística de Martinho da Vila, mas é a voz de Ana Carolina que abre e fecha o filme de Edu Mansur. Produtor musical do documentário realizado pela gravadora MZA Music com o Canal Brasil, Marco Mazzola acertou ao escalar a cantora para regravar o samba Filosofia de Vida, composto por Martinho com Fred Camacho e Marcelinho Moreira. O samba foi lançado por Martinho no CD e DVD O Pequeno Burguês em registro mais suingado. A bela interpretação de Ana Carolina tem tom mais melódico e sinaliza que a cantora deveria investir mais no seu talento de intérprete em vez de fazer discos centrados na sua (cada vez mais irregular) produção autoral. A gravação foi feita em dueto, mas Martinho pôs a segunda voz, ouvida somente na metade final da gravação, que deu outro ritmo ao ótimo samba.

10 Comments:

Anonymous Miguel said...

quando ana canta sem gritar, ela sempre arrasa!

10 de maio de 2009 23:34  
Anonymous Fernando said...

Adoro a voz dela,e mais ainda quando não exagera.
E uma grande cantora!

11 de maio de 2009 00:03  
Anonymous Anônimo said...

Concordo com todos. Quando Ana canta simplesmente, a gente percebe a beleza de seu timbre e sua sensibilidade.
E, sim, sua obra é mesmo bastante irregular. Talvez devido ao tom excessivamente discursivo que lembra muito o diário de uma ginasial apaixonada.
Há coisas lindas de sua lavra, não há dúvida, mas não o suficiente para bancar um CD inteiro.
Espero voltar a curtir Ana, que tem mesmo grandes méritos, desperdiçados nestes tons excessivamente over. E em baladas completamente dispensáveis.

11 de maio de 2009 09:13  
Anonymous Léo said...

Acho bobagem dizer que Ana Carolina grita. Virou mania isso. Ter uma voz potente não é gritar.
Falavam o mesmo da Elba Ramalho, antigamente...

11 de maio de 2009 09:37  
Anonymous Denilson said...

Eu concordo com o Mauro. Tomara que a Ana leia essa matéria.

Para mim o problema da Ana Carolina, como o da Marisa Monte, é o repertório, já que elas vêm privilegiando o seu repertório autoral, que não é grande coisa, na minha opinião.

É preciso um pouco de humildade para reconhecer que há coisas melhores para se cantar do que as próprias músicas. Tomara que a Ana descubra isso.

abração,
Denilson

11 de maio de 2009 11:24  
Anonymous Anônimo said...

Acho que Ana Carolina devia investir mais em seu sumiço. Ela está em todas, grava tudo com qualquer um. Falta oxigenar as idéias. Particularmente não gosto da gritaria dela, mas reconheço que fez um bom primeiro álbum, mas a qualidade vem em curva descendente a cada trabalho.

11 de maio de 2009 14:25  
Anonymous lea said...

Considero AC uma boa cantora mas seu repertório é redundante e repetitivo. Salvo exceções, evidente.
Parece que ela produz em série, fica prèt-a-porter demais. Deveria dar uma pausa para os neurônios da composição e se dedicar um cadiquinha a quem tem coisas mais interessantes a dizer.
De um jeito ou de outro, AC é a figura mais interessante (e consistente) que surgiu na dita MPB nos últimos anos.

11 de maio de 2009 14:52  
Anonymous Anônimo said...

Ana deve ter arrasado cantando Martinho.
É a mais original cantora surgida nos últimos anos, onde todas parecem iguais. Se melhorar o repertório vai sair do gueto e adquirir o prestígio de uma Marisa Monte.
Mas precisa correr com o andor para não ficar irreversivelmente estigmatizada. (duas palavras longas em consonância com os textos verborrágicos da compositora).

12 de maio de 2009 09:30  
Anonymous Rodrigo said...

Ana é maravilhosa e original!

13 de maio de 2009 01:15  
Anonymous Anônimo said...

Sua bendita "Garganta" nos dois sentidos só agrada meus ouvidos.
Quando ouvi "Garganta" nessa garganta lá atrás no Programa do Jô minha garganta é que parou de funcionar já que fiquei boquiaberto. O Talento é inegável. O resto é preconceito contra o que é popular, é comparação com a artista X ou Y e outras bobagens.
Bela cantora - gritando ou mumurrando - e compositora mediana, mas o tempo dirá.
SE NÃO ME ENGANO TÁ CHEIO DE "COMPOSITOR(A)" POR AÍ BEM PIOR E QUE NINGUÉM CRITICA. POR QUE ? NÃO CAUSA INVEJA OU DESCONFORTO AOS INTELECTUALÓIDES DE PLANTÃO.

14 de maio de 2009 20:23  

Postar um comentário

<< Home