13 de maio de 2009

O 'Ensaio' de Ivan Lins, de 1974, chega ao DVD

Na sequência da edição do disco ao vivo gravado por Ivan Lins com a big-band holandesa The Metropole Orchestra, a gravadora Biscoito Fino vai pôr nas lojas um DVD com o registro da entrevista concedida pelo compositor, em 1974, ao programa Ensaio, exibido pela TV Cultura. Naquele ano, o artista carioca começava a segunda (ótima) fase de sua carreira, iniciando parceria com Vítor Martins com a música sintomaticamente intitulada Abre Alas. O roteiro musical do programa está centrado no repertório do quarto álbum de Ivan, Modo Livre, editado em 1974, mas rebobina obviamente o samba Madalena, propagado em escala nacional - em 1970 - na voz de Elis Regina (1945-1982).

18 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Na sequência da edição do disco ao vivo gravado por Ivan Lins com a big-band holandesa The Metropole Orchestra, a gravadora Biscoito Fino vai pôr nas lojas um DVD com o registro da entrevista concedida pelo compositor, em 1974, ao programa Ensaio, exibido pela TV Cultura. Naquele ano, o artista carioca começava a segunda (ótima) fase de sua carreira, iniciando parceria com Vítor Martins com a música sintomaticamente intitulada Abre Alas. O roteiro musical do programa está centrado no repertório do quarto álbum de Ivan, Modo Livre, editado em 1974, mas rebobina obviamente o samba Madalena, propagado em escala nacional - em 1970 - na voz de Elis Regina (1945-1982).

13 de maio de 2009 09:31  
Anonymous Luc said...

Mais um compositor de primeira ignorado pelo Prêmio Shell, juntamente com Sueli Costa, Dori Caymmi e Joyce.
Vai entender...

13 de maio de 2009 10:53  
Anonymous Denilson said...

Oi, Luc

Há quanto tempo...

Esse negócio de prêmios é sempre complicado, pois depende muito do gosto pessoal da banca que decide.

O prêmio da APCD para música, por exemplo, é decidido por apenas três jornalistas. Dessa forma, acho que favorece que esse tipo de injustiça aconteça.

No fundo, no fundo, é melhor ignorar. Para o artista, na minha opinião, o melhor prêmio é conseguir que sua música alcance o público e seja reconhecida por esse público.

abração,
Denilson

13 de maio de 2009 13:21  
Anonymous Victor said...

Alguém sabe me dizer se existe algum Ensaio feito na década de 70 com Maria Bethânia???????

13 de maio de 2009 15:20  
Anonymous Anônimo said...

Sábio Denilson.
Prêmio é o reconhecimento do público (e a grana para pagar as contas, claro). O resto é lucro, ou não é nada.

Carioca da Piedade.

Em tempo: alguns dvds ensaio estão nas lojas americanas por R$9,90 e ainda tem no menu a possibilidade de só ouvir as músicas. Djavan, Nelsão, Roberto Ribeiro, Gonzaguinha e Fundo de Quintal (ainda com Arlindinho e Sombrinha).

13 de maio de 2009 15:31  
Anonymous Luc said...

Tem razão, Denilson. Vou desencanar.

A obra de Ivan Lins está mais do que consagrada pelo público e pelos músicos daqui e de outros países.

13 de maio de 2009 16:06  
Anonymous Anônimo said...

Sei que tem um com Gal de 1970.Demais.
DVD DVD.
E O DVD DA GAL COM A ELIS Não VAI SAIR NUNCA?
Grande IVAN

13 de maio de 2009 16:53  
Anonymous Anônimo said...

EU TBM PRECISO DO ENSAIO DA MARIA BETHÂNIA!!!!!

EXITE ESSE PROGRAMA???

13 de maio de 2009 17:43  
Anonymous Anônimo said...

NÃO! Não existe AINDA um "Ensaio" com Bethânia.

13 de maio de 2009 20:46  
Anonymous Anônimo said...

Nadou na mesma praia do "protesto" de Chico, nas belas melodias de Milton e até quando apelou para o "popular" naquele seu disco pela Som Livre (tinha de ser...) com "Vitoriosa" e outras mais duvidosas ainda assim MUITO ACIMA DA MÉDIA. É UM GÊNIO E NÃO TEM MAIS NADA A PROVAR A NINGUÉM E NÃO DEVE SE IMPORTAR COM "PRÊMIOS".
Quem faz uma melodia como a de "Depois dos Temporais" enfrenta qualquer "tsunami" e sai ileso. VIVA O "VITORIOSO" IVAN LINS (com palmas extensivas a Vitor Martins, claro!)

13 de maio de 2009 20:54  
Anonymous Anônimo said...

Existe não. E quer saber ? Haja Fernando Faro para aturar o mau-humor e os "estrelismos" de Bethânia.
Não é à tôa que acho que nunca foi ao Jô, por exemplo. O negócio dela é cantar E MUITO BEM. Melhor deixar como tá. Se o irmão quando abre a boca não pára de falar - e besteira - ela só com o olhar já disbunda qualquer um. Deixemos quieto.

13 de maio de 2009 21:19  
Anonymous Anônimo said...

"Nos dias de Hoje"; "Depois dos Temporais"; "Começar de Novo"; "Somos Todos Iguais..."; "Cartomante"; "Vieste" e POR AÍ VAI. É GÊNIO! Não tem que fazer mais nada. Burro na sombra que merece.

13 de maio de 2009 21:22  
Anonymous Anônimo said...

Luc disse bem. Tem muito artista que faz muito sucesso por aqui, outros muito sucesso no exterior. Ivan: os dois!

13 de maio de 2009 21:23  
Anonymous Anônimo said...

Seu topo foi nos anos 70 onde todos os seus discos eram simplesmente perfeitos. Deu uma decaída por meados de 80 e voltou ao topo de novo e até hoje tá lá.
É THE BEST - OU UM DOS - E SEM "INVENTAR" COMO ALGUNS DE SUA BENDITA GERAÇÃO.
Viva Ivan, Viva Chico, Viva Milton, Viva Gil, Viva Gonzaguinha e por aí vai. Caetano ? Há controvérsias.

13 de maio de 2009 21:32  
Anonymous Anônimo said...

Programão! Ivan bate um bolão há mais de 3 décadas. Quando acerta é puro Ronaldo. Com Vitor, então...

Meninos, não há nenhum ensaio de Bethania nos setenta.

13 de maio de 2009 22:13  
Anonymous Anônimo said...

Emanuel disse

Da série Ensaio quem quiser baixar tudo tudo tudo em áudio, é só ir lá. Agora, em DVD pelo meu conhecimento sei que o da Gal que saiu e se encontra até na pirataria é dos anos 90, com imagens de Salvador etc e tal. Ando procurando o do Gonzaguinha. O de Bethânia, se não me engano, também é da década de 90.

13 de maio de 2009 23:05  
Anonymous Denilson said...

Olá, amigos

Já há vários vídeos no Youtube do "Ensaio" da Gal Costa feito na década de 70. É só procurar.

É fantástico, tem participação do Toquinho, que namorou a Gal na época, tem o Som Imaginário mostrando pela primeira vez a música "Feira Moderna" num arranjo super-roqueiro. Aliás, a Gal estava super-roqueira nessa época. Muito bacana de ver.

Se já está no Youtube e com boa qualidade, deve ser porque logo logo deve sair em DVD.

abração,
Denilson

14 de maio de 2009 08:21  
Anonymous Léo said...

"Existe não. E quer saber ? Haja Fernando Faro para aturar o mau-humor e os "estrelismos" de Bethânia."

Sim, existe. É de 1993, na época do disco "As canções que você fez pra mim".

"Não é à tôa que acho que nunca foi ao Jô, por exemplo."

Sim, foi! Ao menos uma vez eu vi. Também na época do disco citado acima.

14 de maio de 2009 09:54  

Postar um comentário

<< Home