25 de abril de 2009

Alcina festeja Ataulfo com o Cérebro Eletrônico

Samba gravado pelo autor Ataulfo Alves (1909 - 1969) no LP Meu Samba... Minha Vida, editado em 1962, O que que Há? ganha a voz hype de Maria Alcina em registro feito com o grupo Cérebro Eletrônico para o álbum duplo que a gravadora Lua Music produz para festejar o centenário de nascimento do compositor. Na foto, Maria Alcina posa no estúdio com Wilson Simoninha, que também participa da homenagem, cantando com Fabiana Cozza o medley que une Vai, mas Vai Mesmo (1958) com Laranja Madura (1966).

8 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Samba gravado pelo autor Ataulfo Alves (1909 - 1969) no LP Meu Samba... Minha Vida, editado em 1962, O que que Há? ganha a voz hype de Maria Alcina em registro feito com o grupo Cérebro Eletrônico para o álbum duplo que a gravadora Lua Music produz para festejar o centenário de nascimento do compositor. Na foto, Maria Alcina posa no estúdio com Wilson Simoninha, que também participa da homenagem, cantando com Fabiana Cozza o medley que une Vai, mas Vai Mesmo (1958) com Laranja Madura (1966).

25 de abril de 2009 10:37  
Anonymous Anônimo said...

Merecida homenagem a um de nossos grandes compositores.

25 de abril de 2009 15:38  
Anonymous Anônimo said...

Que maravilha. Alcina é tudo !

25 de abril de 2009 16:14  
Anonymous Anônimo said...

Maria como vc está bem aos 60.
Saúde e mais sucesso.Fui no seu novo show:lindo.E ponto.

25 de abril de 2009 19:43  
Anonymous Anônimo said...

Tenho de admitir que depois que Maria Alcina "voltou", prestei atenção, e o adolescente idiota que eu era quando via o Chacrinha quebrou a cara. Dou a mão à palmatória, desculpo-me com Maria Alcina e seu públlico e anuncio que virei fã também. BRIGADÚ MAURÚ!

25 de abril de 2009 20:04  
Anonymous Anônimo said...

Maria Alcina é única na MPB,
como Ney Matogrosso.Fizeram os dois e jogaram a forma fora.

26 de abril de 2009 22:41  
Anonymous Anônimo said...

Maria Alcina é rebelde,transgressora,desobediente,forte,linda,única,generosa,revigorante,louca,criança,mulher,homem,gato e bicho.E o mais gostoso,é nossa.

27 de abril de 2009 16:24  
Anonymous Anônimo said...

Maria Alcina acabei de comnprar seu disco.Não entendo como uma mulher da sua geração consegue ser tão moderna,contemporânea.É o cd mais bonito que escutei este ano.
Estou escrevendo e ouvindo "Não Pára".Wado parabéns pela músisa.Alcina suas interpretações são na medida certa para cada música.Isso é muito difícil de se ver em um disco.Sucesso Maria.Deus proteja sua voz de trovão.

30 de abril de 2009 14:12  

Postar um comentário

<< Home