14 de março de 2009

Marisa Orth registra show 'Romance' em disco

Ainda em cartaz em São Paulo (SP), na casa Tom Jazz, o show Romance Vol. II - feito pela atriz Marisa Orth - está virando disco. A artista (em foto de Vera Camillo) está gravando o repertório do show no estúdio da gravadora Lua Music. A seleção inclui Sofre - um lado B autoral de Tim Maia (1942 - 1998), gravado pelo Síndico em 1972 - e Amor (música pouco badalada do primeiro álbum do grupo Secos & Molhados), entre sucessos de Erasmo Carlos (Minha Fama de Mau, 1965), Hyldon (As Dores do Mundo, 1975) e Rita Lee (Fruto Proibido, rock que deu nome ao LP gravado por Rita em 1975 com o grupo Tutti Frutti). O guitarrista Edgard Scandurra, do extinto grupo Ira!, participa do disco. Assim como três integrantes do Luni, o grupo dos anos 80 do qual Orth fazia parte. Fernando Figueiredo, Natália Barros e Théo Werneck revivem com a colega Oi e The Best, os dois números mais performáticos dos shows da banda. O lançamento do CD está previsto pela gravadora Lua Music para abril - ou maio.

9 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Ainda em cartaz em São Paulo (SP), na casa Tom Jazz, o show Romance Vol. II - feito pela atriz Marisa Orth - está virando disco. A artista (em foto de Vera Camillo) está gravando o repertório do show no estúdio da gravadora Lua Music. A seleção inclui Sofre - um lado B autoral de Tim Maia (1942 - 1998), gravado pelo Síndico em 1972 - e Amor (música pouco badalada do primeiro álbum do grupo Secos & Molhados), entre sucessos de Erasmo Carlos (Minha Fama de Mau, 1965), Hyldon (As Dores do Mundo, 1975) e Rita Lee (Fruto Proibido, rock que deu nome ao LP gravado por Rita em 1975 com o grupo Tutti Frutti). O guitarrista Edgard Scandurra, do extinto grupo Ira!, participa do disco. Assim como três integrantes do Luni, o grupo dos anos 80 do qual Orth fazia parte. Fernando Figueiredo, Natália Barros e Théo Werneck revivem com a colega Oi e The Best, os dois números mais performáticos dos shows da banda. O lançamento do CD está previsto pela gravadora Lua Music para abril ou maio.

14 de março de 2009 11:19  
Anonymous Anônimo said...

Mano Freire disse.


Ah não, mais uma cantatriz? Chama o síndico!!!!

14 de março de 2009 14:51  
Anonymous Anônimo said...

Eu gostava do Vexame, tirando o fato de ser um deboche da classe média com o gosto do povão, era bacana.
Aqueles bregas eram, e são, sensacionais!
Indico o cd trilha do fime "Domésticas".
Muitooo bom!

Jose Henrique

14 de março de 2009 17:47  
Anonymous André said...

O repertório parece bem interessante...

14 de março de 2009 19:32  
Anonymous OLIVEIRA said...

Arstista multimídia de 1ª. Atriz e comediante nota dez. Quem sabe sobrando um tempinho para dedicar-se à cantora também não alcance a nota máxima. "Cantatriz" ? Preconceito... Vamos ouvir primeiro.

15 de março de 2009 12:53  
Anonymous Anônimo said...

Realmente rolou um preconceito do primeiro anônimo, Marisa canta desde a década de 80, é tempo o suficiente pra não ser vista desse modo, dá uma chance pra ela pow...
Curioso pelo disco, vi algumas matérias sobre o show e torcia pra algo ser lançado.

15 de março de 2009 15:48  
Anonymous Markinho said...

O disco do Luni (que tem a ótima música "Oi") é bem interessante. E a Marisa canta muito bem no estilo irreverente do grupo. Quero ver esse aí.

16 de março de 2009 02:08  
Anonymous Anônimo said...

Emanuel Andrade disse

Mas não sei porque a imprensa e o pessoal chatólogo de plantão pegava e pega no pé da Marília Garbriela. Então por que a jornalista - das melhores que temos - também não pode cantar? Gabi sempre teve bom gosto. E olhe que se for ver quem canta de verdade por aí, em meio a multidçao de mulheres que estão invandindo a MPB ... hum hum sei não einh!!! Entaõ vai Orth, canta, canta, interpreta, faz rir....

16 de março de 2009 12:37  
Anonymous Anônimo said...

Será que vai ter "Insanidade Temporária" do Abujamra? Tem um video dela cantando isso no youtube e é HILÁRIO!

16 de março de 2009 12:49  

Postar um comentário

<< Home