6 de março de 2009

Disco psicodélico de Joyce, de 1976, é lançado

Enquanto aguarda a possibilidade de lançar no Brasil neste ano de 2009 o CD instrumental Samba-Jazz & Outras Bossas, já finalizado com o baterista Tutty Moreno, Joyce Moreno - que a partir de agora inclui seu sobrenome no nome artístico - tem editado na Inglaterra inédito álbum de tom psicodélico gravado pela artista em Paris, em 1976, ao lado do percussionista Naná Vasconcelos e de Maurício Maestro. Visions of Dawn - a capa vista acima já parece traduzir o espírito com que o disco teria sido gravado - tem lançamento agendado para a próxima sexta-feira, 13 de março. Na seqüência, as lojas européias também devem ser abastecidas com outro projeto de Joyce, Celebrating Jobim, registro ao vivo do show feito pela artista com a alemã WDR Big-Band para festejar a obra de Antonio Carlos Jobim (1927 - 1994).

7 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Enquanto aguarda a possibilidade de lançar no Brasil neste ano de 2009 o CD instrumental Samba-Jazz & Outras Bossas, já gravado com o baterista Tutty Moreno, Joyce Moreno - que a partir de agora inclui seu sobrenome no nome artístico - tem editado na Inglaterra inédito álbum de tom psicodélico gravado pela artista em Paris, em 1976, ao lado do percussionista Naná Vasconcelos e de Maurício Maestro. Visions of Dawn - a capa vista acima já parece traduzir o espírito com que o disco teria sido gravado - tem lançamento agendado para a próxima sexta-feira, 13 de março. Na seqüência, as lojas européias deverão ser abastecidas com outro projeto de Joyce, Celebrating Jobim, registro ao vivo do show feito pela artista com a alemã WDR Big-Band para festejar a obra de Antonio Carlos Jobim (1927 - 1994).

6 de março de 2009 08:32  
Anonymous Lurian said...

Esse disco é uma das cartas guardadas que as gravadoras possuem. "esta fita, melhor dizendo _ acabou servindo como demo para que o maestro alemão Claus Ogerman conhecesse nossa música, o que faria com que no ano seguinte (1977) ele produzisse um disco nosso em Nova York." (Joyce - http://outras-bossas.blogspot.com/) Disco que nunca saiu...Quem sabe um dia o Claus Ogerman o libere ... Incrível e lastimável como o talento da joyce reverenciado na Europa e Japão ainda seja pouco reconhecido no Brasil...

6 de março de 2009 12:57  
Anonymous Luc said...

Lurian, Joyce tem um público próprio, numericamente expressivo para os padrões da MPB, que frequenta habitualmente os shows da cantora/compositora e compra seus discos. Se me permite, acredito que sua arte seja reconhecida no Brasil (público, mídia e colegas).

É verdade que ela vem bombando há muito tempo no exterior, impacto natural diante da artista completa que ela é. Ao ouvi-la, não há como não gostar.

Vou procurar ouvir esse disco feito com a Bigband da WDR.

6 de março de 2009 15:24  
Anonymous Anônimo said...

Emanuel Andrade disse

Rapaz, no dia que os jovens alienados de hoje ouvirem esse tipo de som, talvez a coisa comecasse a mudar no cena cultura do Brasl. Senão o jeito é recorrer a Igreja Universal .

Joyce é ouro puro, bela, massa... e toca violao como ninguem entre as mulheres.

9 de março de 2009 11:06  
Anonymous OLIVEIRA said...

É Seu Emanuel... nossos alienados jovens que só ouvem rádio, trilha-sonora de novela e bate-cabeças em "nights" SÓ TEM A PERDER MESMO.
Sobra mais para nós, pena que em dólar.
Abraços.

9 de março de 2009 17:55  
Anonymous OLIVEIRA said...

Emanuel e demais fãs da Joyce, fiquem espertos que daqui há dez dias estará a venda - importado mas em R$ (caro mas não sujeito a variações cambiais pro bem ou pro mal) - no site da "CD Point".
Oba!

22 de março de 2009 12:09  
Blogger raomusic said...

ha tempos venho colecionando músicas da Joyce grava com o grupo A Tribo, compactos, participações e discos de festivais....ainda não ouvi esse cd mas o resultado deve ser algo parecido, pois o Nana fez parte da Tribo por um período e tem com a Joyce uma gravação llinda de Bachiannas n 5...gravado para novela Irmão Coragem...

31 de maio de 2009 10:59  

Postar um comentário

<< Home