28 de novembro de 2008

Mata canta Arantes e põe 'Esperança' em DVD

Paraty (RJ) - Além de cantar Acode, música que havia dado para a cantora Shirle de Moraes mas que permanecia inédita em sua voz, Vanessa da Mata compôs na Jamaica uma música especialmente para seu primeiro registro ao vivo. Intitulada Esperança, a única música inédita do primeiro DVD de Vanessa estava no roteiro do show apresentado ao ar livre, no Centro Histórico de Paraty (RJ), na noite de quinta-feira, 27 de novembro de 2008. Entretanto, Esperança vai ganhar registro de estúdio, a ser feito pela cantora com o duo jamaicano Sly & Robbie, o (único) convidado do show.

Um Dia, um Adeus - bela balada lançada por seu autor, Guilherme Arantes, em 1987 - foi a outra surpresa do roteiro do show que vai gerar o CD e DVD Vanessa da Mata Multishow ao Vivo. Ao lado de As Rosas Não Falam, a canção de Arantes foi gravada em set acústico, com direito a um terceiro figurino de Vanessa da Mata (vista na foto neste momento mais intimista da gravação). Eis o roteiro do (inédito) show apresentado pela artista em Paraty:


* Vermelho - com Sly & Robbie
* Pirraça - com Sly & Robbie
* Absurdo - com Sly & Robbie
* Ilegais / No No No - com Sly & Robbie
* Minha Herança: Uma Flor
* Boa Sorte / Good Luck - com Sly & Robbie
* Baú
* Ainda Bem
* Viagem / Mamãe Passou Açúcar em mim
* Eu Sou Neguinha
* Joãozinho
* Quando um Homem Tem uma Mangueira no Quintal
* Case-se Comigo
* Meu Deus
* Fugiu com a Novela
* Amado
* História de uma Gata
* Você Vai me Destruir
* Acode
* Não me Deixe Só
* Ai, Ai, Ai...
* Um Dia, um Adeus
* As Rosas Não Falam

5 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Paraty (RJ) - Além de cantar Acode, música que havia dado para a cantora Shirle de Moraes mas que permanecia inédita em sua voz, Vanessa da Mata compôs na Jamaica uma música especialmente para seu primeiro registro ao vivo. Intitulada Esperança, a única música inédita do primeiro DVD de Vanessa estava no roteiro do show apresentado ao ar livre, no Centro Histórico de Paraty (RJ), na noite de quinta-feira, 27 de novembro de 2008. Entretanto, Esperança vai ganhar registro de estúdio, a ser feito pela cantora com o duo jamaicano Sly & Robbie, o (único) convidado do show.

Um Dia, um Adeus - bela balada lançada por seu autor, Guilherme Arantes, em 1987 - foi a outra surpresa do roteiro do show que vai gerar o CD e DVD Vanessa da Mata Multishow ao Vivo. Ao lado de As Rosas Não Falam, a canção de Arantes foi gravada em set acústico, com direito a um terceiro figurino de Vanessa da Mata (vista na foto neste momento mais intimista da gravação). Eis o roteiro do inédito show apresentado pela artista em Paraty:

* Vermelho - com Sly & Robbie
* Pirraça - com Sly & Robbie
* Absurdo - com Sly & Robbie
* Ilegais / No No No - com Sly & Robbie
* Esperança - com Sly & Robbie
* Boa Sorte / Good Luck - com Sly & Robbie
* Baú
* Ainda Bem
* Viagem
* Eu Sou Neguinha
* Joãozinho
* Quando um Homem Tem uma Mangueira no Quintal
* Case-se Comigo
* Meu Deus
* Fugiu com a Novela
* Amado
* História de uma Gata
* Você Vai me Destruir
* Acode
* Não me Deixe Só
* Ai, Ai, Ai...
* Um Dia, um Adeus
* As Rosas Não Falam

28 de novembro de 2008 09:07  
Anonymous Anônimo said...

Só três músicas do primeiro disco, o melhor dentre os três? Putz... Contava com "Delírio", "Eu não tenho" e outras das canções maravilhosas que compõe o álbum "Vanessa da Mata".

28 de novembro de 2008 19:17  
Anonymous Anônimo said...

Parece que Vanessa, seduzida pelo sucesso, renegou o 1° disco. Li numa entrevista que ela achava que a sonoridade não era compatível com uma cantora da idade dela. Coitado do Jaques Morelembaum!!! Com o seu trabalho fenomenal, me fez acreditar que Vanessa era grande e depois ainda toma uma dessas!

28 de novembro de 2008 23:02  
Anonymous Anônimo said...

" Um Dia, um Adeus " ? Xi ... furou a fila de Calcanhotto

2 de dezembro de 2008 20:14  
Anonymous Anônimo said...

"Acode", não é inédito na voz de Vanessa, ela cantou essa música no programa da TV Cultura "Ensaio", ainda no começo de sua carreira. A música ficou legal na voz de Shirle de Moraes, mas na de Vanessa é algo indescritível!
Um grande abraço.

Thiago Marinho

5 de fevereiro de 2009 15:40  

Postar um comentário

<< Home