7 de setembro de 2007

Navas realça com Vânia música lúdica de Chico

Depois de gravar no CD Algumas Canções da Arca... músicas criadas por Vinicius de Moraes para o projeto infantil A Arca de Noé, o cantor paulistano Carlos Navas reúne parte da obra infantil de Chico Buarque no álbum Canções de Faz de Conta, nas lojas ainda neste mês de setembro pela Lua Music. Há temas da peça Os Saltimbancos (1977) - entre eles, História de uma Gata, Minha Canção (com a participação de Bibi Ferreira) e O Jumento - e do filme Os Saltimbancos Trapalhões (1981), caso de Hollywood e Rebichada. Navas enfatiza ainda o caráter lúdico de músicas do compositor não associadas a projetos infantis. Entre elas, A Banda (1966), Boi Voador Não Pode (da peça Calabar, de 1973) e João e Maria, a valsa letrada por Chico com melodia de Sivuca. João e Maria foi gravada em dueto com a cantora paulista Vânia Bastos.

5 Comments:

Anonymous Anônimo said...

não conheço o cantor, mas reconheço que a idéia é boa.

7 de setembro de 2007 09:46  
Anonymous Anônimo said...

pois o cantor é excelente e de uma versatilidade que trafega por muitos estilos. tenho o cd com as canções da arca, o recém lançado sobre mario reis e, certamente, terei este, ainda mais com estas parts. de Vânia Bastos e Bibi Ferreira.

7 de setembro de 2007 12:37  
Anonymous Anônimo said...

Ótimo presente pra criança : Chico Buarque + música.
Vale a pena !

7 de setembro de 2007 15:59  
Anonymous Anônimo said...

Carlos Navas é ótimo, fez recente tributo a Mário Reis. Num país de poucos bons cantores, a presença dele é uma alegria.

7 de setembro de 2007 16:18  
Anonymous Anônimo said...

Nossa, já é mais que hora do Carlos Navas acontecer nacionalmente. Ele é impressionante. Eu o vi aqui em Londrina em 2003 e ano passado com o show infantil da Arca, aliás, um sabado chuvoso e o Teatro Ouro Verde quase lotado. Danado, faz mil coisas. E foi de um carinho comigo e com meus filhos. Parou o que estava fazendo, conversou com as crianças, deu a maior atenção. Tanta porcaria ai na mídia. Ele merece mais espaço. Vou já atrás deste disco aí. Beijo pra ele. Cleber

9 de setembro de 2007 01:21  

Postar um comentário

<< Home