1 de julho de 2010

Edição de 30 anos de 'London Calling' é a de 25

com seis meses de atraso, a Sony Music põe nas lojas do Brasil a edição comemorativa do 30º aniversário do álbum London Calling, obra-prima de 1979 que consagrou o grupo britânico The Clash. Um dos símbolos do punk inglês, o álbum retorna ao catálogo em reedição dupla cujo encarte embala - em réplicas das capas do vinil original - CD com o disco em si e um DVD que exibe, em versão reduzida, o documentário The Last Testament - The Making of London Calling, dirigido por Don Letts com base em imagens da gravação do álbum no Wessex Studios, em Londres, a capital da Inglaterra que fervilhava na era dura da primeira ministra Margaret Thatcher. Sem legendas em português, o DVD exibe também vídeos promocionais das faixas London Calling, Train in Vain e Clampdown. Contudo, a edição que festeja os 30 anos de London Calling é similar à edição que, em 2004, celebrou os 25º aniversário do álbum. Por isso, apesar da boa qualidade da embalagem, a atual edição é indicada somente para quem não adquiriu a anterior. Ou para os fãs extremados do Clash.

1 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Já com seis meses de atraso, a Sony Music põe nas lojas do Brasil a edição comemorativa do 30º aniversário do álbum London Calling, obra-prima de 1979 que consagrou o grupo britânico The Clash. Um dos símbolos do punk inglês, o álbum retorna ao catálogo em reedição dupla cujo encarte embala - em réplicas das capas do vinil original - CD com o disco em si e um DVD que exibe, em versão reduzida, o documentário The Last Testament - The Making of London Calling, dirigido por Don Letts com base em imagens da gravação do álbum no Wessex Studios, em Londres, a capital da Inglaterra que fervilhava na era dura da primeira ministra Margaret Thatcher. Sem legendas em português, o DVD exibe também vídeos promocionais das faixas London Calling, Train in Vain e Clampdown. Contudo, a edição que festeja os 30 anos de London Calling é similar à edição que, em 2004, celebrou os 25º aniversário do álbum. Por isso, apesar da boa qualidade da embalagem, a atual edição é indicada somente para quem não adquiriu a anterior. Ou para os fãs extremados do Clash.

1 de julho de 2010 18:50  

Postar um comentário

<< Home