18 de junho de 2010

'Distant Relatives' religam rap e reggae à África

Resenha de CD
Título: Distant Relatives
Artista: Nas &
Damian Marley
Gravadora: Def Jam
/ Universal Music
Cotação: * * * 1/2

Em 2005, o rapper Nasty Nasir Jones, o Nas, colaborou com Damian Jr. Gong Marley em Road to Zion, faixa de Welcome to Jamrock, o vigoroso álbum lançado por Damian - um dos filhos do rei do reggae Bob Marley (1945 - 1981) - naquele ano de 2005. Cinco anos depois, Nas & Damian juntam forças e vozes em seu primeiro álbum em dupla, Distant Relatives, editado no Brasil pela Universal Music neste mês de junho de 2010. O disco tem pressão e reaproxima o rap do reggae -ritmos que já vem se misturando ao longo dos últimos 30 anos - com pegada. Os melhores momentos são quando Nas e Damian religam o rap e o reggae à Mãe África - como em Friends, em Dispear e em Africa Must Wake up. Com tambores de tonalidade africanas e cordas à moda oriental, Tribes of War - faixa em que figura o rapper K'Naan, da Somália - é outro exemplo da alquimia obtida por Nas e Damian. Mesmo que eventualmente a balança tenda para o universo do hip hop, como em As We Enter (introdução típicas dos discos de rap), Distant Relatives honra a nobre dinastia sonora da Jamaica. Land of Promise, a propósito, turbina com rap o cover do repertório de Dennis Brown, veterano reggae man, convidado da faixa. Procurando manter o equilíbrio de ritmos e convidados, Nas e Damian também recebem Stephen Marley (em In His Own Words) e Lil Wayne (em My Generation, faixa encorpada com coro infantil). Tudo e todos são irmanados pela luxuosa e azeitada produção capitaneada pelos dois artistas.

2 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Em 2005, o rapper Nasty Nasir Jones, o Nas, colaborou com Damian Jr. Gong Marley em Road to Zion, faixa de Welcome to Jamrock, o vigoroso álbum lançado por Damian - um dos filhos do rei do reggae Bob Marley (1945 - 1981) - naquele ano de 2005. Cinco anos depois, Nas & Damian juntam forças e vozes em seu primeiro álbum em dupla, Distant Relatives, editado no Brasil pela Universal Music neste mês de junho de 2010. O disco tem pressão e reaproxima o rap do reggae -ritmos que já vem se misturando ao longo dos últimos 30 anos - com pegada. Os melhores momentos são quando Nas e Damian religam o rap e o reggae à Mãe África - como em Friends, em Dispear e em Africa Must Wake up. Com tambores de tonalidade africanas e cordas à moda oriental, Tribes of War - faixa em que figura o rapper K'Naan, da Somália - é outro exemplo da alquimia obtida por Nas e Damian. Mesmo que eventualmente a balança tenda para o universo do hip hop, como em As We Enter (introdução típicas dos discos de rap), Distant Relatives honra a nobre dinastia sonora da Jamaica. Land of Promise, a propósito, turbina com rap o cover do repertório de Dennis Brown, veterano reggae man, convidado da faixa. Procurando manter o equilíbrio de ritmos e convidados, Nas e Damian também recebem Stephen Marley (em In His Own Words) e Lil Wayne (em My Generation, faixa encorpada com coro infantil). Tudo e todos são irmanados pela luxuosa e azeitada produção capitaneada pelos dois artistas.

18 de junho de 2010 18:41  
Anonymous Tiago Ferreira said...

Mauro,

Há um bom tempo, postei sobre esse grandioso álbum na minha página.

Importante ressaltar que as sonoridades africanas estão presentes, sim, e que o reggae está bem mesclado ao hip hop.

"Distant Relatives" é bom, mas peca em alguns detalhes, principalmente pela tentativa dos músicos de querer deixá-lo pop demais. Pelo menos foi a impressão que tive.

Abs,
Tiago

18 de junho de 2010 20:36  

Postar um comentário

<< Home