5 de fevereiro de 2010

Obra de Roque gera dois ou, talvez, três discos

Anunciada por Roberta Sá em agosto de 2007, a (bela) ideia de dedicar seu terceiro disco de estúdio ao repertório do compositor baiano Roque Ferreira continua sendo seguida por cantoras. Conterrânea do festejado autor, Clécia Queiroz lançou em outubro de 2009 o CD Samba de Roque - em que põe na roda músicas como Licuri, Linho Branco e De Maré - enquanto Mariene de Castro reafirmou, nos bastidores da última edição do Festival de Verão de Salvador, a intenção de também gravar CD somente com músicas de Roque Ferreira. Mas a ideia original foi de Roberta Sá...

13 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Anunciada por Roberta Sá em agosto de 2007, a (bela) ideia de dedicar seu terceiro disco de estúdio ao repertório do compositor baiano Roque Ferreira continua sendo seguida por cantoras. Conterrânea do festejado autor, Clécia Queiroz lançou em outubro de 2009 o CD Samba de Roque - em que põe na roda inéditas como Licuri, Linho Branco e De Maré - enquanto Mariene de Castro reafirmou, nos bastidores da última edição do Festival de Verão de Salvador, a intenção de também gravar CD somente com músicas de Roque Ferreira. Mas a ideia original foi de Roberta Sá...

5 de fevereiro de 2010 09:13  
Blogger Natival said...

"De Maré" não é inédita. O Sururu Na Roda lançou a música.

5 de fevereiro de 2010 10:30  
Blogger Ju Oliveira said...

Que venham muitos CDs com interpretações diferentes da bela obra do Roque, que pelo que entendo possui centenas de canções inéditas.

De quem foi a "ideia" é o de menos. Nenhuma dessas cantoras tá reinventando a roda, certo?

5 de fevereiro de 2010 11:17  
Anonymous Denilson said...

Mauro, desculpe, mas há controvérsias em relação à sua afirmação sobre a Roberta Sá.

Talvez a imprensa só tenha tomado conhecimento do anúncio feito pela Roberta Sá, desconhecendo outras iniciativas que já existiam fora do eixo Rio/SP.

A Clécia é uma artista bastante atuante na Bahia e já estava trabalhando nesse projeto há bastante tempo, desde 2007, pelo que ela afirma numa entrevista postada no blog dela (http://cleciaqueiroz.blogspot.com/search?updated-max=2009-12-04T17%3A47%3A00-08%3A00&max-results=7)

Seguem alguns trechos:
"... recebi uma bolsa de estudos da Fundação Ford para fazer mestrado nos Estados Unidos. Quando voltei, retomei o projeto de samba em 2007, fazendo shows semanais em alguns espaços de Salvador como Tom do Sabor e Jequitibar Café, varanda do Teatro Sesi - Rio Vermelho, que culminou na gravação do CD “Samba de Roque”."

"Estava buscando canções para o meu CD, que tivesse a ver com o samba de roda e, ao mesmo tempo, com o candomblé, pois, estava pesquisando a mistura de ritmos oriundos da tradição afro-brasileira com o samba. Daí ouvi uma canção linda no show de J. Velloso e ele me disse que era de Roque. Liguei, então, para Roque e pedi músicas. Ele me deu a princípio seis canções que não eram exatamente samba-de-roda. Pedi, então, mais algumas. Ele me deu mais onze. Apaixonei-me por todas e terminei decidindo fazer um CD inteiro com música dele."

"Ele tem mais de 400 músicas gravadas por artistas como Zeca Pagodinho, Dudu Nobre, Martin’ália, Maria Bethânia, Alcione e não tem na sua própria terra o reconhecimento que merece. A partir do nosso CD, o Jornal A Tarde fez uma matéria de duas páginas inteiras com ele e o nome dele começou a circular mais. Algumas cantoras na Bahia e de fora do Estado já disseram que vão gravar CDs com músicas dele. A Maria Bethânia acaba de lançar um CD com algumas canções do Roque. Isso já é uma felicidade imensa que este trabalho me deu.
"

"Nós trabalhamos muito juntos, trocando idéias, ensaiando muito antes de entrar no estúdio mesmo porque o CD foi feito sem patrocínio e não podíamos perder tempo no estúdio. Na verdade, ele levou um ano e meio até ficar totalmente pronto, exatamente pela falta de recursos, uma vez que, gravar um CD independente é muito caro. Uma vez gravado, ainda em processo de mixagem e prensagem, começamos a trabalhá-lo em shows, e fizemos isso durante todo o verão de 2009. Finalmente fizemos um pré-lançamento no Projeto Música no Parque, e depois ocorreu o lançamento oficial para convidados na Sala do Coro, no Teatro Castro Alves, e para o público em geral no Teatro Acbeu em outubro. Agora estamos lançando-o em outros espaços e cidades da Bahia."

abração,
Denilson (desculpe pelo excesso de texto)

5 de fevereiro de 2010 11:21  
Blogger Carlos Cardoso said...

Caro Denilson

Quando li esta injusta declaração do Mauro sobre de quem foi a idéia de gravar o CD com músicas de Roque, imediatamente quis postar minha opinião. Mas felizmente vc já havia feito o trabalho. Sou apaixonado por Roberta Sá e gosto até mais do canto dela do que o de Clécia.
Mas quando Roberta estava indo pro Samba Clécia já estava vindo.
Ouvi este CD e está maravilhoso.

Salve o Sambaaaaaaaaa

5 de fevereiro de 2010 12:38  
Anonymous Anônimo said...

Vamos ver quem canta melhor!
A melhor gravação!
Quanto mais gente cantar, melhor!
Democracia!

5 de fevereiro de 2010 13:36  
Anonymous Denilson said...

"Quanto mais gente cantar, melhor!"

Concordo plenamente. Roque Ferreira já teve gravações maravilhosas por parte da Clara Nunes (que efetivamente o lançou), Beth Carvalho e Zeca Pagodinho, entre outros.

Mesmo assim, é pouquíssimo conhecido. Mais um sinal da injustiça que grassa a música brasileira.

Tomara que saiam 10 discos simultâneos dedicados à obra dele. Com certeza, isso o faria ser justamente reconhecido em vida.

abração,
Denilson

5 de fevereiro de 2010 15:20  
Blogger Mauro said...

Que venham muitos trabalhos dedicados a esse maravilho Roque. Não vejo mérito algum em quem lança a primeira ou segunda idéia de tal projeto. O importante é a divulgação da obra e a qualidade do projeto. E quanto a qualidade, Clécia foi perfeita tanto na escolha do repertório quanto na sua interpretação alegre e despojada de cantar.Salve Roque!

5 de fevereiro de 2010 17:46  
Anonymous Anônimo said...

Clécia Queiroz e Mariene de Castro estão imitando Robert Sá foi isso que li na (entre)linhas do Sr. Mauro ?

5 de fevereiro de 2010 18:43  
Anonymous Anônimo said...

Se tornou IN entre as novas cantoras bisar um pouco o estilo Clara Nunes, o que eu acho ótimo, embora todas muito aquém da Guerreira. Mas voltando a Roque Ferreira, lembro que a Simone Moreno fez um bom disco em 1997 com sabas de roda e chulas e já havia composição de Roque.

5 de fevereiro de 2010 20:24  
Blogger Célia Porto said...

A delicadeza de Roque Ferreira, com certeza, estará bem reprsentada seja por Clécia,Roberta Sá, Clara Nunes, Maria Bethânia. O que importa é a sinceridade nas interpretações.

5 de fevereiro de 2010 22:19  
Anonymous Anônimo said...

5 meses depois de lançado Mauro ?

5 de fevereiro de 2010 23:30  
Anonymous Anônimo said...

... e Fabiana Cozza

20 de fevereiro de 2010 17:38  

Postar um comentário

<< Home