9 de janeiro de 2010

Parceira de Queiroga, Teresa grava com Lenine

Em processo de abertura do leque de parceiros, Teresa Cristina está começando a compor com Lula Queiroga. Trégua Suspensa, música dos dois, figura no repertório adicional gravado no estúdio Floresta para o DVD e CD ao vivo Melhor Assim, a ser lançado por Teresa - via EMI Music - em março de 2010. Para registrar com ela Trégua Suspensa, a cantora convocou Lenine, parceiro antigo de Lula Queiroga, com quem Lenine debutou no mercado fonográfico em 1983, dividindo o álbum Baque Solto. A foto de Washington Possato registra o encontro de Lenine com Teresa no estúdio (onde Caetano Veloso já gravou o samba Festa Imodesta).
Já na qualidade de parceiro de Teresa Cristina, Arlindo Cruz também foi ao estúdio Floresta gravar sua participação no DVD da cantora. Ao contrário da expectativa, o dueto não aconteceu em nenhuma composição dos dois, mas em Coisas Banais, bissexta parceria de Paulinho da Viola com Candeia (1935 - 1978), lançada por Candeia em 1970. Por sua vez, Dona Hilda - mãe de Teresa - soltou a voz com a filha em Orgulho (Nelson Wederkind e Waldir Rocha), grande sucesso melodramático de Ângela Maria em 1953.

2 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Em processo de abertura do leque de parceiros, Teresa Cristina está começando a compor com Lula Queiroga. Trégua Suspensa, música dos dois, figura no repertório adicional gravado no estúdio Floresta para o DVD e CD ao vivo Melhor Assim, a ser lançado por Teresa - via EMI Music - em março de 2010. Para registrar com ela Trégua Suspensa, a cantora convocou Lenine, parceiro antigo de Lula Queiroga, com quem Lenine debutou no mercado fonográfico em 1983, dividindo o álbum Baque Solto. A foto de Washington Possato registra o encontro de Lenine com Teresa no estúdio (onde Caetano Veloso já gravou o samba Festa Imodesta).
Já na qualidade de parceiro de Teresa Cristina, Arlindo Cruz também foi ao estúdio Floresta gravar sua participação no DVD da cantora. Ao contrário da expectativa, o dueto não aconteceu em nenhuma composição dos dois, mas em Coisas Banais, bissexta parceria de Paulinho da Viola com Candeia (1935 - 1978), lançada por Candeia em 1970. Por sua vez, Dona Hilda - mãe de Teresa - soltou a voz com a filha em Orgulho (Nelson Wederkind e Waldir Rocha), grande sucesso melodramático de Ângela Maria em 1953.

9 de janeiro de 2010 10:29  
Blogger Ju Oliveira said...

a cada dia que passa esse DVD vai ficando cada vez melhor...

super ansiosa!

9 de janeiro de 2010 23:50  

Postar um comentário

<< Home