28 de dezembro de 2009

Retrô 2009: O pop e o CD perfeitos de Lily Allen

Em 2009, Lily Allen mostrou que sua música não é mais um produto descartável da volátil cena pop inglesa, que fabrica em escala industrial ídolos, modismos e sons hypes. Com seu segundo álbum, It's Not Me, It's You, lançado em fevereiro, a artista atingiu o pop perfeito e cresceu ao abordar temas como sexo, drogas e política sob ótica jovial. The Fear, Not Fair, Who'd Have Known, 22 e Never Gonna Happen foram algumas músicas irresistíveis que fizeram do disco um dos melhores do ano. Em setembro, ao voltar ao Brasil, Allen apagou a má impressão de sua primeira vinda com um show cativante que reiterou a perfeição pop do CD - reeditado em novembro, com DVD e faixas adicionais.

2 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Em 2009, Lily Allen mostrou que sua música não é mais um produto descartável da volátil cena pop inglesa, que fabrica em escala industrial ídolos, modismos e sons hypes. Com seu segundo álbum, It's Not Me, It's You, lançado em fevereiro, a artista atingiu o pop perfeito e cresceu ao abordar temas como sexo, drogas e política sob ótica jovial. The Fear, Not Fair, Who'd Have Known, 22 e Never Gonna Happen foram algumas músicas irresistíveis que fizeram do disco um dos melhores do ano. Em setembro, ao voltar ao Brasil, Allen apagou a má impressão de sua primeira vinda com um show cativante que reiterou a perfeição pop do CD - reeditado em novembro, com DVD e faixas adicionais.

28 de dezembro de 2009 22:42  
Blogger Philipe Daniel said...

Faço Coro com Mauro! Que grata surpresa esse disco da Lily... os toques pops perfeitos recheados de letras raivosas... Uma escola de cd Pop... Amo o cd todo!! Fiquei super surpreso com este disco da Lily! Todo o cd tem cara de Hit!

28 de dezembro de 2009 23:14  

Postar um comentário

<< Home