11 de setembro de 2009

Victor & Leo gravam ao vivo em ginásio paulista

Dupla que vem obtendo grande evidência no rentável mercado de música sertaneja, Victor & Leo vão fazer novo registro de show. A gravação ao vivo está agendada para 23 e 24 de setembro de 2009, datas em que os irmãos vão se apresentar no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP). O roteiro vai misturar hits como Nada Normal e Deus e Eu no Sertão - ambos veiculados na trilha sonora da novela Paraíso, exibida pela Rede Globo às 18h - com algumas músicas inéditas de autoria da própria dupla. A gravação do show vai originar CD e DVD, intitulados Ao Vivo e em Cores.

5 Comments:

Anonymous Olavo said...

é muito disco ao vivo, mas admito que gosto de algumas músicas dessa dupla

11 de setembro de 2009 17:35  
Blogger André Luís said...

Mais um trabalho ao vivo. É, a indústria fonográfica só se sustenta pelos lançamentos ao vivo, principalmente a "dobradinha" CD + DVD. Falta de originalidade, criatividade e tudo o mais. Poderiam gravar algo inédito em estúdio.

Ah! E esse nome "Ao Vivo e em Cores" é absurdamente tolo, passado, nada criativo, e muito óbvio. Enfim...

12 de setembro de 2009 11:46  
Anonymous Marcus Vinícius said...

Olá. O nome Ao Vivo e em cores se refere a uma das canções inéditas que fará parte desse disco. O mercado é, sim, rentável, porque reflete inegavelmente a realidade do mercado fonográfico brasileiro e da cultura do povo de 26 estados e um distrito federal. Mercado esse que, por mais absurdo que pareça para alguns "conhecedores" da música brasileira, não se restringe apenas a Rio e São Paulo. A dupla é genial, por ter conseguido inserir algo de diferente e novo num segmento que até outrora era padronizado, reconheço. O fato de o disco ser "ao vivo" não significa falta de criatividade. Aliás, o mais recente disco da dupla é, sim, inédito e de estúdio. E figura, desde seu lançamento, na lista dos 10 discos mais vendidos do Brasil (o lançamento ocorreu há quase um ano). Não só no segmento sertanejo se trabalha unicamente com CDs ao vivo. A falta de criatividade é, portanto, inerente à música brasileira como um todo. Observe em todos os segmentos o quanto a falta de originalidade impera. Ana Carolina, por exemplo, estreou o novo disco, já no topo da lista de mais vendidos, com um disco recheado de versões e participações especiais. O que seria, portanto, original na música brasileira hoje?

13 de setembro de 2009 01:27  
Anonymous Anônimo said...

Essa dupla me parece, a primeira vista (Só ouvi algumas músicas) diferente das outras. Há uma canção que me lembra o estilo bem "moda de viola", como as do Almir Sater e Renato Teixeira.

13 de setembro de 2009 10:42  
Blogger Rio de Janeiro a Dezembro said...

Eu sou amante de Almir Sater, REnato Teixeira, Inezita Barroso, Sergio Reis, etc...e odeio a nova música sertaneja. Mas confesso que, quando ouvi Victor e Leo, caí de amores por eles. Eles fazem um som de qualidade deixando as outras duplas a muitos anos-luz atrás.

15 de setembro de 2009 03:03  

Postar um comentário

<< Home