25 de junho de 2009

Diogo canta Arlindo e Guineto no segundo disco

Parceria de Gilson Bernini com Flavinho Silva, Tô Fazendo a Minha Parte é o samba que abre e batiza o segundo CD de Diogo Nogueira, o primeiro de estúdio. Nas lojas no começo de julho de 2009, via EMI Music, o disco traz no repertório sambas de Almir Guineto (Tô te Querendo, parceria com Adalto Magalha e Xande de Pilares) e Arlindo Cruz, presente em dose dupla nas 14 faixas. De Arlindo, Diogo lança Luz para Brilhar o meu Caminho - parceria de Arlindo com Jorge David e José Franco Lattari - e regrava Não Dá, da lavra de Arlindo com Wilson das Neves. Não Dá é uma das duas regravações do disco. A outra é Malandro É Malandro, Mané É Mané - o samba de Neguinho da Beija-Flor que ficou conhecido na voz de Bezerra da Silva (1927 - 2005) e que foi revivido por Diogo neste ano de 2009 para a trilha sonora da novela Caminho das Índias. O cantor assina três sambas do álbum. Eis as 14 faixas do decisivo Tô Fazendo a Minha Parte:
1. Tô Fazendo a Minha Parte
2. Presente de Deus
3. Sou Eu
4. Vai Saber
5. Deus É Mais
6. Tô te Querendo
7. Amor Imperfeito
8. Força Maior
9. Espelho da Alma
10. Luz para Brilhar meu Caminho
11. Não Dá
12. Mar do Amor
13. Chegou o Amor
14. Malandro É Malandro, Mané É Mané

18 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Parceria de Gilson Bernini com Flavinho Silva, Tô Fazendo a Minha Parte é o samba que abre e batiza o segundo CD de Diogo Nogueira, o primeiro de estúdio. Nas lojas no começo de julho de 2009, via EMI Music, o disco traz no repertório sambas de Almir Guineto (Tô te Querendo, parceria com Adalto Magalha e Xande de Pilares) e Arlindo Cruz, presente em dose dupla nas 14 faixas. De Arlindo, Diogo lança Luz para Brilhar o meu Caminho - parceria de Arlindo com Jorge David e José Franco Lattari - e regrava Não Dá, da lavra de Arlindo com Wilson das Neves. Não Dá é uma das duas regravações do disco. A outra é Malandro É Malandro, Mané É Mané - o samba de Neguinho da Beija-Flor que ficou conhecido na voz de Bezerra da Silva (1927 - 2005) e que foi revivido por Diogo neste ano de 2009 para a trilha sonora da novela Caminho das Índias. O cantor assina três sambas do álbum. Eis as 14 faixas do decisivo Tô Fazendo a Minha Parte:
1. Tô Fazendo a Minha Parte
2. Presente de Deus
3. Sou Eu
4. Vai Saber
5. Deus É Mais
6. Tô te Querendo
7. Amor Imperfeito
8. Força Maior
9. Espelho da Alma
10. Luz para Brilhar meu Caminho
11. Não Dá
12. Mar do Amor
13. Chegou o Amor
14. Malandro É Malandro, Mané É Mané

25 de junho de 2009 10:16  
Anonymous Anônimo said...

Parabéns ao Diogo! Desejo cada vez mais sorte a ele! E a prova está aí calando a boca de muitos que não acreditavam no seu trabalho, que por sinal foi SUCESSO de vendagens com QUALIDADE, ao contrário de certos (ou certa) artistas. Abraços,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

25 de junho de 2009 10:24  
Blogger Fernanda said...

Adorei a novidade. Já até divulguei no meu blog - com seus créditos claro!. sempre te leio.
abs,

25 de junho de 2009 10:49  
Anonymous Anônimo said...

Nunca consegui gostar de samba, especialmente do tal sambão, mas este moço me agrada. Tem uma maneira de 'tomar chegada' que é a cara de sua região, e do que parece ser sua verdade.
Iso é louvável.

25 de junho de 2009 11:39  
Anonymous Anônimo said...

Bem comercial...algo como Zeca Pagodinho em embalagem melhor para 2010.

25 de junho de 2009 13:53  
Anonymous Anônimo said...

Diogo, onde você comprou esse boné? Queria um.

25 de junho de 2009 16:04  
Anonymous Anônimo said...

Grande Diogo. É da safra boa, qualidade e popularidade. Como diz o título do CD, ele tá fazendo sua parte. O samba agradece.

Luiz Leite - Belém/PA.

25 de junho de 2009 16:06  
Anonymous Anônimo said...

Tb nasci aqui por engano. Acho SAMBA um saco...encaro no máximo uma bossa-nova sincopada.
Mas o cara é envolvente.

25 de junho de 2009 16:07  
Anonymous Diogo ! said...

Vou dar ao meu xará uma chance.

Mesmo depois de um equivocado e precoce album " ao vivo ", com um single decepcionante( " Fé em Deus " ) e um markenting de carater duvido feito pela major - focado nos atributos do rapaz - vou dar uma chance a Diogo - em que pese o fato de ter achado a regravação de " Malandro É Malandro, Mané É Mané " bem aquém dos outros registros ....


Sucesso e juizo ao meu tocaio
Diogo Santos

25 de junho de 2009 18:19  
Anonymous Anônimo said...

Tá no sangue e eu tô no aguardo.

25 de junho de 2009 18:45  
Anonymous Anônimo said...

Esse não convence...Queria ver se o cara fosse negro e feio se teria o mesmo sucesso... Sociedade hipócrita!!

25 de junho de 2009 20:49  
Anonymous Anônimo said...

Gente, não apela. Teresa Cristina é negra e é a sensação do samba atual. Não tem o que escrever ? Tá chateado ? Brigou com o amor ?
Faz que nem eu: procura um banco e sai xingando os funcionários - um deles me disse uma vez uma frase ótima: "banco é psiquiatra de pobre".

25 de junho de 2009 21:28  
Anonymous Anônimo said...

Pela madrugada. Primeiro "o cara é bom porque é filho do João Nogueira", depois o "o cara é bom porque o Chico gosta" e agora porque é "branco e bonito".
SUCESSO ALHEIO INCOMODA QUE É UMA BARBARIDADE!

PS: estive no post do Kleiton & Kledir e adorei os comentários. Tô começando a achar que é porque os caras andam sumidos. Tomara que não voltem a fazer sucesso para eu não ter de ler algo do tipo.

25 de junho de 2009 21:59  
Anonymous Anônimo said...

Engraçado... Arlindo Cruz é negro e feio (na minha opinião) e é o sambista mais gravado de uns 10 anos para cá. Perdi alguma coisa ?

25 de junho de 2009 22:02  
Anonymous Anônimo said...

Já tá comprado na Saraiva. Ah, e antes que eu me esqueça: voz e talento não tem nada a haver com cor nem beleza física não. O que tem a haver com isso aí é preconceito hipócrita, isso sim!

25 de junho de 2009 22:12  
Anonymous Anônimo said...

Ele é um cantor medíocre mas é um fofo, todo mundo quer colocar na roda.

25 de junho de 2009 23:45  
Blogger Paulo Gonçalo said...

Saudades do João Nogueira ! Muitas saudades!

26 de junho de 2009 11:02  
Blogger Fabiana said...

É incrível!!! O Diogo canta as músicas do pai e não é apelativo, não é imitação e tal. E a Maria Rita? O pessoal falta pouco bater na moça!!! Êta gente incoerente!!! E falar q ele é melhor q ela... Pelo amor de Deus!!!

28 de junho de 2009 22:33  

Postar um comentário

<< Home