26 de maio de 2009

Série de reedições do 'Rei' exclui álbum de 1987

Em 2006 e 2007, a Sony Music reembalou quase toda a obra de Roberto Carlos na série de seis caixas da coleção Pra Sempre. Neste ano de 2009, uma nova coleção - formada por 50 títulos avulsos da discografia do Rei - chegou às lojas em maio para celebrar os 50 anos de carreira do cantor. Contudo, a série exclui o álbum de 1987, editado com a música O Careta, alvo de acusação judicial de plágio. Mesmo sem a polêmica faixa, o álbum havia sido reeditado na caixa da série Pra Sempre dedicada aos anos 80. Mas acabou excluído na atual coleção. Em contrapartida, há entre os 50 títulos o disco em inglês editado no Brasil em 1981.

4 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Em 2006 e 2007, a Sony Music reembalou quase toda a obra de Roberto Carlos na série de seis caixas da coleção Pra Sempre. Neste ano de 2009, uma nova coleção - formada por 50 títulos avulsos da discografia do Rei - chegou às lojas em maio para celebrar os 50 anos de carreira do cantor. Contudo, a série exclui o álbum de 1987, editado com a música O Careta, alvo de acusação judicial de plágio. Mesmo sem a polêmica faixa, o álbum havia sido reeditado na caixa da série Pra Sempre dedicada aos anos 80. Mas acabou excluído na atual coleção. Em contrapartida, há entre os 50 títulos o disco em inglês editado no Brasil em 1981.

26 de maio de 2009 00:47  
Anonymous Anônimo said...

Alguém dentro da Sony fez bobagem. Roberto Carlos aprovou pessoalmente a remasterização e as reedições definitivas de seus discos entre 2004 e 2007, para as caixas "Pra Sempre" (como o título bem diz). Mas, na hora de reeditar em separado, alguém inadvertidamente ressuscitou as artes e masters defasadas dos CDs mal feitos do final dos anos 80. Um absurdo com a obra do Rei e com o consumidor.

26 de maio de 2009 09:10  
Anonymous Anônimo said...

Fica parecendo que, por se tratar de uma série com preços promocionais, o consumidor tem que levar um produto de segunda...


Arnaldo

27 de maio de 2009 09:01  
Anonymous Anônimo said...

Em tempo: o anônimo do primeiro comentário parece falar sobre essa questão com total... digamos, conhecimento de causa.

Hum, quem será ele?


Arnaldo

27 de maio de 2009 09:21  

Postar um comentário

<< Home