18 de maio de 2009

Paula realça as alegrias de Bacharach e de Valle

Resenha de CD
Título: Paula Faour e a
Música de Marcos Valle
& Burt Bacharach
Artista: Paula Faour
Gravadora: Biscoito Fino
Cotação: * * * 1/2

Depoimento de Marcos Valle no texto que apresenta o bom segundo CD de Paula Faour tem a chave para a compreensão do álbum em que a pianista harmoniza a obra de Valle com a de Burt Bacharach. "Tenho identificação total com a obra do Bacharach. A música dele sempre tem uma alegria que a minha também tem", observa o autor do Samba de Verão, mixado com Do You Know the Way to San Jose? no medley de abertura. Mais do que forçar parentescos entre as obras dos compositores ou valorizar o fato de que (como todo compositor norte-americano projetado pós-anos 50) Bacharach também foi influenciado pela Bossa Nova, reconhecer essa exuberante alegria de ambos os autores é o mote para apreciar este CD que irmana as músicas de Valle e Bacharach. Em universo bem mais pop do que o de seu primeiro disco Cool Bossa Struttin' (2002), como sinalizam os registros de Arthur's Theme e Raindrops Keep Falling on my Head, Paula Faour exibe suas habilidades ao piano, em especial no medley em que cola - introspectiva e sozinha com seu instrumento - as baladas Preciso Aprender a Ser Só e A House Is Not a Home. Já no medley que une Seu Encanto com Wives and Lovers é o acordeom pilotado por Gilson Peranzzetta que sobressai e dá o tom da faixa. Produzido por Rodrigo Faour, primo de Paula, o álbum não nega o jazz. Terra de Ninguém, por exemplo, é adubada com harmonias jazzísticas. Há faixas, contudo, que caem no terreno do exotismo. Caso do medley que junta Promisses Promisses com Campina Grande em uma sequência que vai do baião à marcha-rancho. No todo, o CD desce bem sem ser especialmente inventivo dentro do seu gênero.

1 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Resenha de CD
Título: Paula Faour e a
Música de Marcos Valle
& Burt Bacharach
Artista: Paula Faour
Gravadora: Biscoito Fino
Cotação: * * * 1/2


Depoimento de Marcos Valle no texto que apresenta o bom segundo CD de Paula Faour tem a chave para a compreensão do álbum em que a pianista harmoniza a obra de Valle com a de Burt Bacharach. "Tenho identificação total com a obra do Bacharach. A música dele sempre tem uma alegria que a minha também tem", observa o autor do Samba de Verão, mixado com Do You Know the Way to San Jose? no medley de abertura. Mais do que forçar parentescos entre as obras dos compositores ou valorizar o fato de que (como todo compositor norte-americano projetado pós-anos 50) Bacharach também foi influenciado pela Bossa Nova, reconhecer essa exuberante alegria de ambos os autores é o mote para apreciar este CD que irmana as músicas de Valle e Bacharach. Em universo bem mais pop do que o de seu primeiro disco Cool Bossa Struttin' (2002), como sinalizam os registros de Arthur's Theme e Raindrops Keep Falling on my Head, Paula Faour exibe suas habilidades ao piano, em especial no medley em que cola - introspectiva e sozinha com seu instrumento - as baladas Preciso Aprender a Ser Só e A House Is Not a Home. Já no medley que une Seu Encanto com Wives and Lovers é o acordeom pilotado por Gilson Peranzzetta que sobressai e dá o tom da faixa. Produzido por Rodrigo Faour, primo de Paula, o álbum não nega o jazz. Terra de Ninguém, por exemplo, é adubada com harmonias jazzísticas. Há faixas, contudo, que caem no terreno do exotismo. Caso do medley que junta Promisses Promisses com Campina Grande em uma sequência que vai do baião à marcha-rancho. No todo, o CD desce bem sem ser especialmente inventivo dentro do seu gênero.

18 de maio de 2009 17:49  

Postar um comentário

<< Home