12 de fevereiro de 2009

Alcione, Bill e Jair no samba mestiço de Lehart

Projetado na década de 90, como líder e vocalista do grupo de pagode pop Art Popular, Leandro Lehart sempre tentou fugir dos limites estilísticos do gênero. Em 7 de agosto de 2008, Lehart recebeu no Nação Tantan, em Itaquera (São Paulo, SP), time bem heterogêneo de convidados para o registro ao vivo de um show que está sendo editado neste início de 2009 nos formatos de CD e DVD. Produzido pelo próprio Lehart, com repertório quase todo autoral, SambaPopBrasilMestiço - Ao Vivo em Sampa reúne Alcione (em Valeu Demais), Jair Rodrigues (em Pagodeiro), Jorge Aragão (em Sentinela), MV Bill (em Deixe Eu Ir à Luta), Seu Jorge (em É Nós do Morro, parceria de Seu Jorge com Arlindo Cruz e Rogê) e Zeider (cantor do grupo Planta & Raiz, em De Agora em Diante). O lançamento é da Arsenal Music, mas com a distribuição da multinacional Universal Music.

6 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Projetado na década de 90, como líder e vocalista do grupo de pagode pop Art Popular, Leandro Lehart sempre tentou fugir dos limites estilísticos do gênero. Em 7 de agosto de 2008, Lehart recebeu no Nação Tantan, em Itaquera (São Paulo, SP), time bem heterogêneo de convidados para o registro ao vivo de um show que está sendo editado neste início de 2009 nos formatos de CD e DVD. Produzido pelo próprio Lehart, com repertório quase todo autoral, SambaPopBrasilMestiço - Ao Vivo em Sampa reúne Alcione (em Valeu Demais), Jair Rodrigues (em Pagodeiro), Jorge Aragão (em Sentinela), MV Bill (em Deixe Eu Ir à Luta), Seu Jorge (em É Nós do Morro, parceria de Seu Jorge com Arlindo Cruz e Rogê) e Zeider (cantor do grupo Planta & Raiz, em De Agora em Diante). O lançamento é da Arsenal Music, mas com a distribuição da multinacional Universal Music.

12 de fevereiro de 2009 15:59  
Anonymous OLIVEIRA said...

Olha o samba-brega aí gente! Viva Moacyr Luz!

12 de fevereiro de 2009 18:16  
Anonymous Anônimo said...

Cadê Beth Carvalho, Paulinho da Viola, Fundo de Quintal, Jorge Aragão, Leci Brandão, Martinho da Vila... ?
Esse rapaz poderia ter umas aulas com qualquer um desses aí para aprender o que é samba.

12 de fevereiro de 2009 18:43  
Anonymous Anônimo said...

Tinha de ser em Sampa mesmo. É o autêntico samba paulista. Viva o Rio de Janeiro!

12 de fevereiro de 2009 19:07  
Anonymous Anônimo said...

DÁ-LHE MARROM!!!!!!!!!!!!

13 de fevereiro de 2009 09:56  
Anonymous Anônimo said...

Aos puristas do mundo do samba,

As raízes são fundamentais em qualquer obra para que torne sólida, mas o frutos que saem dela não são necessariamente seus similares, Lehart tem talento e trafega muito bem em outras áreas da música negra como o Soul, o Rap, e até mesmo o Pop (vide a sua música Curumim), colocá-lo na mesma prateleira que a turma do samba brega (Sorriso Maroto e afins), sem conhecer o seu trabalho fora de sua antiga banda, o Art Popular, é puro pré-conceito, o famoso "não ouvi e não gostei".
Mas os puristas realmente não vão gostar...

Abraços
Marcelo

13 de fevereiro de 2009 15:07  

Postar um comentário

<< Home