28 de agosto de 2007

Em DVD, o samba vitorioso de Roberto Ribeiro

Resenha de DVD
Título: Ensaio - Roberto Ribeiro
Artista: Roberto Ribeiro
Gravadora: Performance Music
Cotação: * * * 1/2

Ao gravar entrevista para o programa Ensaio, em 29 de novembro de 1990, o cantor Roberto Ribeiro (1940 - 1996) já amargava período de quase ostracismo no mercado fonográfico. Mas a história que ele contou no programa, exibido em 1991, é de vitória. Afinal, o rapaz nascido em família pobre da cidade interiorana de Campos do Goytacazes (RJ) já tinha vencido no Rio de Janeiro, se imposto como grande cantor de samba (aliás, um dos melhores que o Brasil já teve no gênero) na década de 70 e feito o seu nome no Império Serrano, a escola carioca na qual ingressou em 1968 e se manteve como o puxador dos sambas-enredos nos seus gloriosos anos 70.

A história vitoriosa de Roberto Ribeiro é perpetuada neste DVD da boa série Ensaio, produzida pela gravadora carioca Performance Music em parceria com a TV Cultura (de SP). Gravado em cores, o programa apresenta um roteiro de 19 músicas, aberto por um dos maiores sucessos do artista, Vazio, o samba de Nelson Rufino que Ribeiro tornou seu por conta de interpretação marcante. Como o DVD oferece ao espectador a opção de ver somente os números musicais, é como se um show do cantor tivesse sido filmado. Pois Ribeiro era do tipo de cantor que soltava a voz ao vivo com rara segurança. Era do tipo que não se refugiava em truque de estúdio.

Antes de recordar sucessos como Acreditar e Todo Menino É um Rei, o cantor se emociona ao falar do pai - e a memória do carinho paterno o leva a improvisar a marcha Jardineira e a entoar o tema de domínio público Boi. Ele revive ainda Canção de Amor, hit de Elizeth Cardoso. "É uma música que marcou muito a minha vida", ressaltou, sem entrar em detalhes. Já a convivência com o povo da Serrinha levou o artista a mostrar o Jongo do Irmão Café, de Wilson Moreira e Nei Lopes, depois de cantar sambas-enredos do Império Serrano e antes de desfiar jóias do baú de Silas de Oliveira (Meu Drama, Amor Aventureiro, Heróis da Liberdade). Enfim, a arte vitoriosa de Roberto Ribeiro merecia ser eternizada em DVD.

14 Comments:

Anonymous Marcela said...

essa série tem sentido somente quando é pra lançar dvd de um artista como Roberto Ribeiro, que se foi antes de inventarem os dvds

28 de agosto de 2007 12:27  
Anonymous Anônimo said...

Tá a cara do Reginaldo Rossi!

28 de agosto de 2007 16:08  
Anonymous Anônimo said...

Como nesse blog tem sempre a opinião de um palhaço é melhor ficar calado diante de um comentário tão grosseiro e desqualificador. Peça ao seu papai, filhinho ou filhinha, para te levar a uma dessas seleções para crianças que descobrem novos talentos, quem sabe o anônimo de cima fatura.

28 de agosto de 2007 16:30  
Anonymous Anônimo said...

Mauro, taí uma notícia boa,Roberto Ribeiro tinha uma voz belíssima mesmo,nada mais justo que lançar o dvd Ensaio com ele.Um vozeirão daqueles não merece ser esquecido.

28 de agosto de 2007 16:59  
Anonymous Anônimo said...

Que bom Mauro, li a sua resenha emocionado, lembrando do nosso saudoso Roberto Ribeiro. Que me desculpem Paulinho, Martinho, Zeca, João,.... e inúmeros grandes cantores de samba que surgiram, mas, arrisco dizer que Roberto Ribeiro tinha uma das vozes mais privilegiadas da nossa MPB. Que coisa linda! Que voz! Você disse bem, sábio crítico, ele era um dos poucos que se garantiam no ao vivo, sem medo de ser feliz e fazia bonito, não decepcionava.
Já comprei há tempos este dvd e graças a Deus, a indústria e a família (por ter liberado) fez-se com que matasse um pouco desse "Vazio" enorme que este grande cantor deixou e que, nenhum outro preencheu. Antes de começar a discorrer sobre o dvd gostaria de parabenizar a família por ter dividido com os fãs este belo material. E que capricho? Que eu me lembre é o primeiro dvd com letras! Não lembro de nenhum outro que tenha. Parabéns D. Liette de Souza, Alex e família!
Quanto ao repertório:
O dvd começa com o maior sucesso do Roberto gravado no lp Coisas da Vida de 1979, do grande poeta baiano Nélson Rufino. Outro sucesso do compositor na voz do cantor é Todo Menino é um Rei, do lp Roberto Ribeiro, de 1978.
Os sambas do Império Serrano: Heróis da Liberdade (Silas e Mano Décio) gravado no lp de 80 Fala meu povo, Nordeste seu povo, seu canto e sua glória do lp homônimo de 83 e Alô, alô Taí Carmem Miranda não poderiam ter sido melhor selecionados, todos estes merecem destaque.
Sambas de D. Ivone Lara (grandes sucessos na voz do cantor): Acreditar de 76 (do lp Arrasta povo) e Liberdade de 77 (do Lp Poeira Pura) e de Silas de Oliveira (além dos sambas-enredos como Meu Drama também do lp de 78 e Amor Aventureiro do lp Coisas da Vida de 79) merecem muitos elogios pela sensibilidade da escolha de seu repertório e em tempo letras que diziam algo. O dvd passeia por canções de Eliseth, sucessos de Mário Lago, Vinícius, Adoniran, Wilson Moreira, Nei Lopes,....
Pena nos deixar na saudade com os que faltaram como: Mel pra minha dor (dueto inesquecível com a Marrom, Alcione), Estrela de Madureira (sucesso na voz do cantor cujos compositores Acyr Pimentel e Cardoso perderam na disputa do Império Serrano e que tornou-se mais conhecido do que o que ganhou na disputa), Proposta Amorosa e Quitandeiro do Monarco (este último em parceria com Paulo da Portela), Isso não são horas, Resto de Esperança (belíssimo samba de Jorge Aragão e Dedé da Portela), Malandros Maneiros,.... e Festa de Reis (uma das minhas prediletas, do grande Roque Ferreira gravada em 87 no lp Sorri pra Vida).
Eita saudade, que agora fica mais amena, pois, posso ouvir este grande ídolo a qualquer hora. Muito obrigado Programa Ensaio por ter lançado para a posteridade este tesouro. Abraços,

Eu mesmo

28 de agosto de 2007 20:54  
Anonymous Anônimo said...

Uma das maiores vozes do samba, com certeza. Tenho uma coletânea e o Duetos e ouço bastante.

Flávio

28 de agosto de 2007 21:03  
Anonymous Anônimo said...

Voz belíssima, ótimo repertório, o rei do samba, que venham mais, e que venha logo o da Clara Nunes.

28 de agosto de 2007 21:11  
Anonymous Roberto said...

Mauro, você sabe se a Clara Nunes também chegou a participar do programa Ensaio?

29 de agosto de 2007 06:38  
Anonymous thenewson said...

Que bom que o "eu mesmo" voltou a aparecer por aqui. (rsrsrs)

Linda resenha, Mauro. Roberto Ribeiro foi injustamente esquecido pela mídia nos últimos anos. Um dos maiores cantores brasileiros de todos os tempos.

abração,
Denilson

29 de agosto de 2007 09:22  
Anonymous Anônimo said...

Obrigado ao " eu mesmo" pela resenha. Faltou referir Roberto Ribeiro, Simone e João de Aquino no brilhante LP ( relançado recentemente em CD), " Á Bruxelles-Brasil Export 73". Roberto dá um baile ao lado da iniciante e já promissora Simone. Sem esquecer João de Aquino e Hermínio, o produtor dessa obra prima.

29 de agosto de 2007 11:18  
Anonymous Marco Maciel said...

"Desata o nó da garganta e canta"

Roberto Ribeiro eterno! Uma das mais belas vozes que o Brasil já conheceu. Não tem como não ouvi-lo sem se emocionar!

6 de setembro de 2007 16:27  
Anonymous Ilma said...

Sem dúvida, uma das vozes mais marcantes da MPB. Lembro com saudades da lindíssima Pedra Falsa, cuja música marcou minha infância. Me emocionei ao conseguir a letra desta música, e sem dúvida, não tem como ouvi-lo sem se emocionar!!

1 de junho de 2008 16:38  
Anonymous Anônimo said...

Entrei, pensando em fazer um comentário. Quando se trata de Roberto Ribeiro: "SEM COMENTÁRIOS", É como se eu ouvisse: Fala Brasil, quero ouvir tua voz apesar dessas farras pela aí.......

31 de dezembro de 2008 18:53  
Anonymous Anônimo said...

Cresci ouvindo Roberto Ribeiro,foi um periodo conturbado da minha vida,pois foi na época que os pais estavam se separando,então minha mãe colocava as músicas dele(Roberto) pra ficar lembrando dos momentos que viveu com meu pai.Lamentei profundamente sua morte(Roberto) mas guardo na memória muitas cançoes que fizeram parte da minha adolescencia;Obrigado Márcio Garçone

5 de fevereiro de 2009 01:43  

Postar um comentário

<< Home