2 de outubro de 2010

Gal lembra suas 'loucuras' no palco do Anhembi

Apresentar o show Gal Total no Palácio do Anhembi, em São Paulo (SP), reavivou em Gal Costa lembranças de sua performance histórica no evento Phono 73, que reuniu todo o elenco da extinta gravadora Philips, em maio de 1973, no palco em que Gal voltou a pisar na noite de ontem, 1º de outubro de 2010. Ao público que foi ver a apresentação única do atual do show de voz & violão feito pela cantora, Gal - vista no post em foto de Mauro Ferreira - contou que foi ali, naquele palco do Anhembi, que fez a então recém-lançada Oração de Mãe Menininha (Dorival Caymmi) em dueto com Maria Bethânia e que cantou Sebastiana (Rosil Cavalcanti) - um dos clássicos do repertório de Jackson do Pandeiro (1919 - 1982) - correndo "que nem uma louca". "Naquela época, a gente fazia coisas assim... enlouquecidas", lembrou, com uma ponta de nostalgia de sua fase riponga, vivida a todo vapor...

1 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Apresentar o show Gal Total no Palácio do Anhembi, em São Paulo (SP), reavivou em Gal Costa lembranças de sua performance histórica no evento Phono 73, que reuniu todo o elenco da extinta gravadora Philips, em maio de 1973, no palco em que Gal voltou a pisar na noite de ontem, 1º de outubro de 2010. Ao público que foi ver a apresentação única do atual do show de voz & violão feito pela cantora, Gal - vista no post em foto de Mauro Ferreira - contou que foi ali, naquele palco do Anhembi, que fez a então recém-lançada Oração de Mãe Menininha (Dorival Caymmi) em dueto com Maria Bethânia e que cantou Sebastiana (Rosil Cavalcanti) - um dos clássicos do repertório de Jackson do Pandeiro (1919 - 1982) - correndo "que nem uma louca". "Naquela época, a gente fazia coisas assim... enlouquecidas", lembrou, com uma ponta de nostalgia de sua fase riponga, vivida a todo vapor...

2 de outubro de 2010 10:04  

Postar um comentário

<< Home