3 de janeiro de 2010

Peranzzetta e Senise irmanam Villa, Tom e Bach

Em 1990, o pianista Gilson Peranzzetta e o saxofonista e flautista Mauro Senise entraram juntos em estúdio para gravar o CD Uma Parte de Nós. Vinte anos depois, os músicos lançam Melodia Sentimental, disco em que convidam a harpista Sílvia Braga. Nas lojas pela gravadora Biscoito Fino, o álbum irmana composições de Heitor Villa-Lobos (1887 - 1959) - Lenda do Caboclo e a faixa-título, Melodia Sentimental - e Ary Barroso (1903 - 1964), No Tabuleiro da Baiana, em fino repertório que inclui também um lírico tema de Tom Jobim (1927 - 1994), Amparo, arranjado no disco pelo pianista Eumir Deodato. Derrubando a fronteira entre as músicas erudita e popular, como sugere a faixa Villa Jobim (parceria de Ivan Lins com Peranzzetta), Melodia Sentimental rebobina também temas de Johann Sebastian Bach (1685 - 1750) - Siciliano - e Claude Debussy (1862 - 1918), Le Petit Berger e Doctor Gradus Ad Parnassum. Peranzzetta arranjou nove das 11 faixas do álbum.

2 Comments:

Anonymous Plava Laguna said...

Amparo não é 'Olha, Maria'?
Então foi bastante gravado.

4 de janeiro de 2010 18:43  
Anonymous Odair said...

sim, Amparo é Olha Maria!

27 de fevereiro de 2010 12:14  

Postar um comentário

<< Home