15 de janeiro de 2010

Myllena é uma aposta da Som Livre para 2010

Embora tenha sido lançada em 2009, Myllena é forte aposta da gravadora Som Livre para 2010. É da cantora mineira a voz que entoa o registro pop roqueiro de Cérebro Eletrônico ouvido na abertura da recém-estreada novela Tempos Modernos. Música lançada em 1969 pelo compositor Gilberto Gil, Cérebro Eletrônico foi regravada por Myllena - vista acima em foto de Márcio Brigatto - sob encomenda da Rede Globo para a trilha sonora da trama cibernética que está sendo exibida às 19h. Myllena lançou seu primeiro disco em 2004, mas ganhou projeção nacional somente em março de 2009, ao entrar na Garagem do Faustão, quadro do programa Domingão do Faustão. Na sequência, ela editou um CD, Myllena, produzido por Marcelo Sussekind. Deste álbum, a canção autoral Quando foi parar na trilha sonora da novela Caras & Bocas - era o tema do casal Nicholas (Sérgio Marone) e Milena (Sheron Menezes) - enquanto a regravação de Apenas Mais Uma de Amor (balada de Lulu Santos, revivida por Myllena em duo com o cantor Emmerson Nogueira) foi escolhida para a trilha sonora da nova fase da novelinha juvenil Malhação.

7 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Embora tenha sido lançada em 2009, Myllena é forte aposta da gravadora Som Livre para 2010. É da cantora mineira a voz que entoa o registro pop roqueiro de Cérebro Eletrônico ouvido na abertura da recém-estreada novela Tempos Modernos. Música lançada em 1969 pelo compositor Gilberto Gil, Cérebro Eletrônico foi regravada por Myllena - vista acima em foto de Márcio Brigatto - sob encomenda da Rede Globo para a trilha sonora da trama cibernética que está sendo exibida às 19h. Myllena lançou seu primeiro disco em 2004, mas ganhou projeção nacional somente em março de 2009, ao entrar na Garagem do Faustão, quadro do programa Domingão do Faustão. Na sequência, ela editou um CD, Myllena, produzido por Marcelo Sussekind. Deste álbum, a canção autoral Quando foi parar na trilha sonora da novela Caras & Bocas - era o tema do casal Nicholas (Sérgio Marone) e Milena (Sheron Menezes) - enquanto a regravação de Apenas Mais Uma de Amor (balada de Lulu Santos, revivida por Myllena em duo com o cantor Emmerson Nogueira) foi escolhida para a trilha sonora da nova fase da novelinha juvenil Malhação.

15 de janeiro de 2010 18:15  
Anonymous Anônimo said...

Vale lembrar que "Cérebro Eletrônico" foi redescoberta por Marisa Monte - no CD de estúdio de "Barulhinho Bom" (1996) - antes de ser regravada ao vivo pelo próprio Gil em "Quanta gente veio ver" (1998). A versão dessa tal de Myllena é bem fraca se comparada às duas citadas... Melhor não comparar!!!

15 de janeiro de 2010 20:56  
Blogger Rio de Janeiro a Dezembro said...

A versão da Myllena é meio fraca porque foi feita em laboratório própria para a abertura da novela. E como ela tá começando agora no mercado nacional e foi redescoberta pela Globo, não se pode dar ao luxo de rejeitar a gravação.

17 de janeiro de 2010 02:40  
Anonymous Anônimo said...

ESSA MYLLENA É A MESMA MILENA MONTEIRO,SÓ MUDOU O NOME. eu tenho o primeiro CD dela que tbm teve á música "Temporada das Flores",do Leoni na trilha da novela " O Beijo do Vampiro".Alias, se essa Mylena de agora for aquela Milena Monteiro, nao é a primeira vez que a Globo investe nela, pois a música tocou bastante na novela e em algumas radios aqui do Rio.
È viagem minha , ou realmente essa Mylena é aquela Milena Monteiro, alguem pode confirmar ou não.

17 de janeiro de 2010 20:53  
Anonymous Anônimo said...

Não concordo com os comentários acima, achei que a música na versão da cantora Myllena muito superior as duas já feitas.
Ela conseguiu dar vida a música, maior ênfase ao tema em questão.
A música parece ter sido feita unica e exclusivamente para a abertura da novela. Ela está de parabéns, e gostaria de dizer que não são apenas Nomes que fazem a música e sim alma, e neste quesito ela da show!!!
Beijos Myllena,

Adorei sua versão de Cérebro Eletrônico.


Thiago.

18 de janeiro de 2010 09:08  
Anonymous Anônimo said...

Essa Myllena infelizmente não é a Milena Monteiro meu caro Anônimo, é outra, Milena Monteiro além de ter timbre bem diferente não trabalha mais na area, o q pra mim é bem triste visto q o primeiro e unico CD dela é lindo.

Quanto a essa Myllena, já ouvi coisas legais, outras nem tanto, e ela fica o tempo todo me lembrando a Renata Arruda, isso é viagem minha? Mas enfim, depois vou tentar ouvir mais pra ver se não foi uma primeira má impressão, mas a regravação de Lulu com o Emmerson ficou legal!

19 de janeiro de 2010 08:31  
Anonymous Anônimo said...

Olá Mauro e comentaristas em geral!!!
Fiquei felicíssima por saber deste Post e honrada pela lembrança do meu nome. Por isso...cá estou!
Rápidos comentários: De fato não sou a Milena Monteiro e minha experiência em trilhas começou, como o próprio Mauro escreveu, em 2009. Tive a alegria de estar em "Caras e Bocas" com "Quando" depois de 10 anos de suada Música Independente. Mas, é claro, isso é só o começo da carreira nacional e fora dos nossos mares de morros de Minas Gerais.
"Cérebro Eletrônico" já fazia parte dos meus arquivos musicais desde que me lembro por gente. Procurei uma interpretação o mais distante possível da Marisa e do Gil por um motivo considerável: Não há como disputar com os próprios ídolos...e nem tenho esta pretensão! Estar num núcleo de discussão de pessoas que pensam musicalmente já vale a pena!!!
Então....Mauro...de novo: Muito Obrigada!

Abraço a todos

Myllena

28 de janeiro de 2010 15:33  

Postar um comentário

<< Home