2 de junho de 2009

Sony involui ao reeditar os 50 discos de Roberto

Entre 2004 e 2007, sob a direção do pesquisador Marcelo Fróes, a Sony Music produziu criteriosas reedições da obra fonográfica de Roberto Carlos. Embaladas na série de caixas da coleção Pra Sempre, tais reedições foram fabricadas com fidelidade à arte gráfica dos discos na forma de miniatura dos LPs originais e, de quebra, vieram com informações adicionais, inexistentes nas fichas técnicas originais. Contudo, todo esse trabalho minucioso - aprovado pelo próprio Roberto para cada caixa - foi deixado de lado na coleção de 50 títulos avulsos postos nas lojas neste ano de 2009 para celebrar os 50 anos de carreira do artista. As reedições à venda por preços ditos promocionais - embora fabricadas em formato digipack - são inferiores às produzidas para a coleção Pra Sempre. Inclusive no que diz respeito à carência de informações.

4 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Em 2006 e 2007, sob a supervisão do pesquisador Marcelo Fróes, a Sony Music produziu criteriosas reedições da obra fonográfica de Roberto Carlos. Embaladas na série de caixas da coleção Pra Sempre, tais reedições foram fabricadas com fidelidade à arte gráfica dos discos na forma de miniatura dos LPs originais e, de quebra, vieram com informações adicionais, nexistentes nas fichas técnicas originais. Contudo, todo esse trabalho minucioso - aprovado pelo próprio Roberto para cada caixa - foi deixado de lado na coleção de 50 títulos avulsos postos nas lojas neste ano de 2009 para celebrar os 50 anos de carreira do artista. As reedições à venda por preços ditos promocionais - embora fabricadas em formato digipack - são inferiores às produzidas para a coleção Pra Sempre. Inclusive no que diz respeito à carência de informações.

2 de junho de 2009 00:02  
Anonymous Ca VM said...

E essas gravadoras miserareis (para não falar outra coisa...) ainda querem que nós compremos CDs originais!

Compro MUITOS CDs originais até hoje (e olhe que sou da geração -não tô nem aí- tenho 27 anos), havia ficado animado com a possibilidade de comprar dois ou três discos do Roberto dessa leva que saiu há pouco, porém diante do que você afirmou, já brochei e quero que todas as gravadoras virem pó!

Se esses CDs estivessem sendo vendidos por R$ 9,90, vá lá, mas não... NÃO CONSIGO ENGOLIR essas coisas.

Seu Blog é perfeito, Mauro, entro todos dias, duas vezes, sempre.

Grande abraço. Uma ótima terça-feira para você e seus leitores!

2 de junho de 2009 09:15  
Anonymous Anônimo said...

Este projeto na verdade começou no final de 2004, quando saiu o box dos Anos 60. O projeto estendeu-se até 2007 porque houve um atraso na decisão de se lançar os 2 boxes em espanhol, mas efetivamente o projeto rolou mesmo entre 2004 e 2006... e terminou em 2007.

2 de junho de 2009 12:56  
Anonymous Anônimo said...

Mauro, hoje passei numa Lojas Americanas e tinha um destes discos aberto, vi que a embalagem nem é digipack, é um "envelopack", muito semelhante às antigas capas duplas de LP's, com a única diferença que as aberturas (uma em cada lado, para o disco e para o encarte) ficam do lado interno...

4 de junho de 2009 01:27  

Postar um comentário

<< Home