1 de junho de 2009

Maga lança DVD que aborda o afro-pop-baiano

Salvador (BA) - Margareth Menezes (em foto de Washington Possato) lança às 19h desta segunda-feira, 1º de junho de 2009, em evento no hotel Pestana Convento do Carmo (Pelourinho, Salvador - BA), o CD e DVD (de cunho documental) Movimento AfroPopBrasileiro. O DVD exibe o documentário A Expressão da Cultura Afro-Baiana, que historia as origens e a evolução da música genericamente rotulada como axé music. Mas a base do CD e do DVD é o registro do show festivo realizado em 2007 no Teatro Castro Alves (Salvador - BA). Sob a liderança de Maga e direção musical de Beto Pelegrino, nomes como Ilê Aiyê, Filhos de Gandhy, Olodum, Muzenza, Cortejo Afro, Malê Debalê, Daniela Mercury, Mariene de Castro, Roberto Mendes, Gerônimo, Saul Barbosa, Virgínia Rodrigues, Tonho Matéria, Banda Didá e Tatá pisaram no palco mais nobre da capital baiana para interpretar afro-clássicos como Alegria da Cidade, Eu Sou Negão, Canto ao Pescador, Negros Sudaneses, Fonte de Desejo e Olha o Gandhy Aí.

9 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Salvador (BA) - Margareth Menezes (em foto de Washington Possato) lança às 19h desta segunda-feira, 1º de junho de 2009, em evento no hotel Pestana Convento do Carmo (Pelourinho, Salvador - BA), o CD e DVD (de cunho documental) Movimento AfroPopBrasileiro. O DVD exibe o documentário A Expressão da Cultura Afro-Baiana, que historia as origens e a evolução da música genericamente rotulada como axé music. Mas a base do CD e do DVD é o registro do show festivo realizado em 2007 no Teatro Castro Alves (Salvador - BA). Sob a liderança de Maga e direção musical de Beto Pelegrino, nomes como Ilê Aiyê, Filhos de Gandhy, Olodum, Muzenza, Cortejo Afro, Malê Debalê, Daniela Mercury, Mariene de Castro, Roberto Mendes, Gerônimo, Saul Barbosa, Virgínia Rodrigues, Tonho Matéria, Banda Didá e Tatá pisaram no palco mais nobre da capital baiana para defender afro-clássicos como Alegria da Cidade, Eu Sou Negão, Canto ao Pescador, Negros Sudaneses, Fonte de Desejo e Olha o Gandhy Aí.

1 de junho de 2009 17:23  
Blogger Júlio Lima said...

Olá Mauro
Interessante este trabalho da Maga.
Gostaria que vc escutasse um pouco do meu som.
Sempre visito seu blog.
Parabéns
Abraço

1 de junho de 2009 18:42  
Blogger Fatima said...

Mauro querido!
Adoro a Margaret!
Já cantamos juntas, a muito tempo, em uma apresentação em Bh.
Abrs.

1 de junho de 2009 18:49  
Anonymous Anônimo said...

Hum... sei não. Tá com cara de mais um daqueles discos com música requentada. E tome Faraó, Dandalunda e Toté de Maiangá.

2 de junho de 2009 00:47  
Anonymous Anônimo said...

ela é uma cantora que não deu e nem vai dar certo. um voz bonita, jogada fora com esses lances de cultura afro; a impressão que dá, é que ela se preocupa mais em ativar um movimento do que de cantar.

2 de junho de 2009 07:57  
Anonymous Anônimo said...

"a impressão que dá, é que ela se preocupa mais em ativar um movimento do que de cantar".

O que Maga me passa é que, de fato tem preocupações em representar o movimento e a cultura negra de Salvador com sua música. Mas ao contrário do Anônimo das 07:57, louvo sua postura. Só mostra que ela vai muito além da grana que a múcica da Bahia movimenta. Aliás, em termos de música, Maga é grande cantora, que tem público e carreira consolidada.

Já "um voz bonita, jogada fora com esses lances de cultura afro". Prefiro não comentar.

Extremamente preconceituoso.

Anderson Falcão
Brasília - DF

2 de junho de 2009 09:53  
Anonymous Anônimo said...

Pros anônimos aí em cima:
- coisa requentada?... o povo nem ouviu e já critica... santa ignorância... Deem chance aos seus ouvidos primeiro e depois escreva algo a partir do que ouviu ou viu.
- Maga cantora que não deu certo? - o que é "dar certo pra você?". Margareth Menezes é das cantoras mais respeitadas e que fazem mais shows nesse Brasil. Problema dos programas pasteurizados se não a querem lá... Problema do Brasil também que não tem maior acesso a essa cantora de incrível qualidade.
Ela dá muito certo sim....

2 de junho de 2009 17:27  
Blogger Um catador said...

Esse cd/dvd é mais do que necessário. É o tipo de material que pessoas como eu, que estudam e se dedicam à pesquisa da música baiana (frevo baiano, samba-reggae, axé music etc) sem preconceitos ou a prioris, esperávamos. Será muito benvindo e apreciado com senso crítico e disposição para entender essa nova empreitada. Ponto pra Maga! Será que depois dessa Daniela Mercury ainda pensa em lançar o tal DVD com a história da Axé Music, projeto que ela anuncia há pelo menos três anos?!

3 de junho de 2009 10:17  
Anonymous Anônimo said...

Mauro,
Soube que Maga tb vai gravar outro dvd,com o repertório de seu mais recente cd''Naturalmente''
Vc sabe algo a respeito?

5 de junho de 2009 17:11  

Postar um comentário

<< Home