12 de abril de 2009

Max grava álbum e compila a obra de Simonal

Enquanto grava seu quinto álbum, em São Paulo (SP), Max de Castro está às voltas com a produção de compilação dupla que vai ser editada pela Som Livre neste ano de 2009 para celebrar os 70 anos que Wilson Simonal (1939 - 2000), pai de Max, teria completado em 26 de fevereiro. A idéia é que a seleção de repertório - a cargo do próprio Max - cubra todas as fases da carreira fonográfica de Simonal. A mais brilhante delas está reunida nos discos da caixa Wilson Simonal na Odeon 1961 - 1971, que vai ser relançada pela EMI Music com título inédito no Brasil, México 70. Ainda dentro das justas comemorações pelos 70 anos de Simonal, o imperdível documentário Ninguém Sabe o Duro que Dei - em que os diretores Claudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal retratam a trajetória do cantor - entra em cartaz nos cinemas brasileiros a partir de 15 de maio. Já a biografia escrita pelo jornalista Ricardo Alexandre - autor do essencial Dias de Luta, livro que perfila a geração 80 do rock brasileiro - chega ao mercado até o fim do ano.

4 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Enquanto grava seu quinto álbum, em São Paulo (SP), Max de Castro está às voltas com a produção de compilação dupla que vai ser editada pela Som Livre neste ano de 2009 para celebrar os 70 anos que Wilson Simonal (1939 - 2000), pai de Max, teria completado em 26 de fevereiro. A idéia é que a seleção de repertório - a cargo do próprio Max - cubra todas as fases da carreira fonográfica de Simonal. A mais brilhante delas está reunida nos discos da caixa Wilson Simonal na Odeon 1961 - 1971, que vai ser relançada pela EMI Music com título inédito no Brasil, México 70. Ainda dentro das justas comemorações pelos 70 anos de Simonal, o imperdível documentário Ninguém Sabe o Duro que Dei - em que os diretores Claudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal retratam a trajetória do cantor - entra em cartaz nos cinemas brasileiros a partir de 15 de maio. Já a biografia escrita pelo jornalista Ricardo Alexandre - autor do essencial Dias de Luta, livro que perfila a geração 80 do rock brasileiro - chega ao mercado até o fim do ano.

12 de abril de 2009 11:28  
Blogger Janio Alcantara said...

Espero que o México 70 seja vendido separadamente depois. Se não, será sacanagem com quem investiu na 1ª edição do box do Simonal.

12 de abril de 2009 13:58  
Anonymous Luc said...

Vamos ver se desta vez reabilitam o cara. Ótimo cantor.

12 de abril de 2009 19:26  
Blogger Biano Cesar said...

Espero o Novo Cd do Max
e As Coletaneas Pela Som Livre
Viva Simonal !!!!!!!!

17 de abril de 2009 13:44  

Postar um comentário

<< Home