28 de fevereiro de 2009

Mariene também quer gravar músicas de Roque

Além do registro ao vivo de seu primeiro DVD (gravado em apresentação do show Santo de Casa no Teatro Castro Alves, em Salvador - BA, em 15 de fevereiro de 2009), Mariene de Castro planeja lançar em 2009 seu segundo CD somente com músicas de Roque Ferreira, reeditando a ótima idéia original de Roberta Sá. Em agosto de 2007, mês em que concedeu entrevistas para promover o disco Que Belo Estranho Dia para Ter Alegria, no qual incluiu um samba do autor (Laranjeira), Roberta já anunciou sua intenção de dedicar seu terceiro álbum somente ao repertório do compositor baiano. O disco seria feito com o Trio Madeira Brasil - com o qual, aliás, a cantora gravou outro tema de Roque, Afefé, para a coletânea Samba Novo, editada pela gravadora Som Livre. Já Mariene priorizou o compositor no repertório de seu primeiro álbum, Abre Caminho (2005). Das 16 faixas, oito levaram a assinatura do (inspirado) Roque Ferreira.

20 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Além do registro ao vivo de seu primeiro DVD (que chegou até a ser anunciado na Bahia, mas foi adiado por falta de verba), Mariene de Castro planeja gravar seu segundo CD somente com músicas de Roque Ferreira, reeditando a bela idéia original de Roberta Sá. Em agosto de 2007, quando concedeu entrevistas para promover o disco Que Belo Estranho Dia para Ter Alegria, no qual incluiu um samba do autor (Laranjeira), Roberta anunciou sua intenção de dedicar seu terceiro álbum somente ao repertório do compositor baiano. O disco seria feito com o Trio Madeira Brasil - com o qual, aliás, a cantora gravou outro tema de Roque, Afefé, para a coletânea Samba Novo, editada pela gravadora Som Livre. Já Mariene priorizou o compositor no repertório de seu primeiro álbum, Abre Caminho (2005). Das 16 faixas, oito levaram a assinatura do (inspirado) Roque Ferreira.

28 de fevereiro de 2009 09:01  
Anonymous Anônimo said...

É Mauro, a Roberta está começando a influenciar no cenário musical...

28 de fevereiro de 2009 11:56  
Anonymous Anônimo said...

Isso não acontece por nenhum tipo de influência de Roberta, e sim pela música de Roque, que Mariene já cantava.

28 de fevereiro de 2009 15:20  
Anonymous Anônimo said...

Nada a ver. Nossa, que cansaço. Mariene, desde o primeiro disco já tinha total afinidade com a obra do Roque, e já pensava em gravar um disco com a obra dele. Gente! Roberta Sá ainda é infuenciada e não influencia.

28 de fevereiro de 2009 15:59  
Anonymous Anônimo said...

Olha, ainda não tive oportunidade de ouvi-la, se Mariene já cantava várias canções do Roque em 2005 e Roberta anunciou esse projeto em 2007, pq a Mariene q foi influenciada pela Roberta??

28 de fevereiro de 2009 16:34  
Anonymous Anônimo said...

Pode até não ser influência, mas que Roberta vem dando destaque pra ele, vem dando...

1 de março de 2009 00:02  
Anonymous Anônimo said...

Quem resolveu primeiro fazer uma obra dedicada a esse compositor foi Roberta, portanto...Não creio que seja necessário continuar. Roberta está na frente!

1 de março de 2009 11:40  
Anonymous Diogo ! said...

Roberta Sá é ótima cantora que, ainda não se consagrou, e fez um bom " Que Belo Estranho Dia para Ter Alegria " - aquém do " Braseiro ". Ela se sai muito bem gravando sambas buliçosos de Roque Ferreira ( exceto " Agua da minha sede " entoada em alguns shows ... ).

Graciosa, Mariene canta como ninguém " Sambas pras Moças " mas incomoda o fato da interprete sempre rodopiar em suas apresentações ...

São ótimas idéias. São ótimas interpretes. Mas não ME arrebatam


PS > Depois de produzir Mautner-Tom Zé, penso em gravar ode a outra (belo) compositor baiano : Nelson Rufino


Um abraço a todos !
Diogo Santos

1 de março de 2009 12:13  
Anonymous OLIVEIRA said...

Pessoal, Mestre Martinho foi quem trouxe Roque Ferreira para além da Bahia. Nem uma nem outra.

1 de março de 2009 12:44  
Anonymous Anônimo said...

Se ela não fica tonta, qual o problema de rodopiar? :>)
Ela é baiana, baiana gosta de mexer.

Jose Henrique

1 de março de 2009 19:38  
Anonymous Anônimo said...

São raros os bons compositores brasileiros que não se aventuram também em gravar discos. A grande verdade é que nossas muitas boas cantoras, entre as quais Roberta Sá e Mariene de Castro são duas das mais recentes de uma grande tradição de cantoras (visitem o www.cantorasdobrasil.com.br) se recentem da falta de boas músicas inéditas para gavarem. Antes da Bossa-Nova e de todo cara que faz um sambinha bonito mas não tem voz nenhuma começar a gravar discos, nossas cantoras tinham Assis Valente, Ary Barroso, Noel Rosa, Herivelto Martins, Lupicínio Rodrigues, abastecendo seus repertórios. Hoje, quando elas encontram um compositor estraordinário como Roque Ferreira dando sopa, acho que é mais que natural que elas desejem músicas dele para gravar. E é muito bom que elas o façam mesmo. Espero que as duas façam, cada uma ao seu modo, lindas gravações de músicas do Roque.

1 de março de 2009 23:49  
Blogger Vinny said...

A história de Mariene e Roque é antiga e muuuitooo antiga! Desde o primeiro show de Mariene que eu assisti, em 2003, que já existia essa afinidade e carinho de ambos. Ele é um compositor incrível e ela uma cantora absurdamente maravilhosa. Roberta, como não poderia deixar de ser, também se encantou pela obra desse baiano inspirado. Que venham os dois discos e que Roque seja homenageado como merece.

Ah! Mariene já gravou o DVD. O show (emocionante!) aconteceu no Teatro Castro Alves, dia 15/02, no Projeto "Domingo no TCA". Eu estava lá e me arrepiei MUITO! Mariene merece!

2 de março de 2009 01:36  
Anonymous Anônimo said...

Só uma correção: sei que "ressentem" com C doeu. Desculpem nossa falha.

2 de março de 2009 09:18  
Anonymous Denilson said...

Desculpe, anônimo das 11:49, mas, na minha modesta opinião, há uma quantidade enorme de bons compositores novos no Brasil com excelentes músicas.

Eu frequento muito lugares onde esses novos compositores mostram suas músicas e fico espantado com a beleza dessas músicas.

Eu acho, na minha modesta opinião, que essas cantoras novas que você citou têm um certo comodismo e acabam gravando apenas as músicas que lhe são indicadas pelos seus produtores e/ou gravadoras. Quando não se aventuram a ser compositoras, quase sempre com resultados pífios.

abração,
Denilson

2 de março de 2009 10:38  
Anonymous Anônimo said...

Concordo com o Denílson, em toda época tem música boa.
A GRANDE diferença é que antigamente a boa música era mainstream, agora é underground.

PS: Quanto a esse imbroglio. Pô, é a Robertinha quem tá pegando carona no compositor preferido da Baianinha.
Tranquilo, no carro cabe e sobra espaço.

Jose Henrique

2 de março de 2009 14:06  
Anonymous Anônimo said...

Denílson, eu não disse que não há bons compositores, disse que os bons compositores quase sempre gravam discos. Reservam para si mesmos suas melhores composições, sobrando quase nada para os intérpretes puros. As pessoas acham que cantor é GOOGLE de compositores, basta colocar numa busca e pimba, achar novos compositores. Imagine só o que não deve ser preparar discos, correr atrás de patrocínio, fazer shows, cuidar das contas de casa, tudo ao mesmo tempo... deve tomar um trabalho de cãO, E AINDA POR CIMA TER QUE SAIR ATRÁS DO COMPOSITORES QUE NINGUÉM DESCOBRIU AINDA... ora, não sejamins ingênuos. É muito mais interessante para uma cantora gravar um compositor com um certo nome, prestígio, do que gravar Zezinho da Esquina, por melhor que possa ser Zezinho da Esquina. Existem bons compositores sim, mas não são fáceis de achar, e quando elas acham, como é o caso de Roque Ferreira, têm mais é que aproveitar mesmo.

2 de março de 2009 15:48  
Anonymous Anônimo said...

Se a música é boa pouco importa quem fez.
Ele tem força própria.
Gil cantou "Esperando na Janela" do desconhecido Targino Gondim.
É que não querem procurar, fuçar.
O nome disso é preguiça.

Jose Henrique

2 de março de 2009 23:51  
Anonymous Anônimo said...

NOS DIAS DE HOJE QUALQUER CANTORA AINDA EM BUSCA DO ESTRELATO QUE SE ATREVESSE A ENTRAR NA FRENTE DE ROBERTA SÁ, SEU TALENTO E PRESTIGIO SOFRERIA COM AS COMPARAÇÕES. COMO ESTAMOS FALANDO DE MARIENE,AÍ EMPARELHA

ISSO É BRASIL

4 de março de 2009 16:02  
Anonymous OLIVEIRA said...

Jose Henrique: NO ÂNGULO.
Procurem Rogério Franco, por exemplo, ou Chico Aafa, ou o grupo vocal Dá no Coro, ou Nilson Chaves... PREGUIÇA É DO BRASILEIRO MESMO, E COM ESTE CALOR...

4 de março de 2009 18:47  
Anonymous Trykker said...

Roberta Sá está longe de chegar perto do talento de Marienne de Castro. Simplesmente deu mais sorte e faz a linha patricinha do samba. Marienne é original. Torço que o Brasil conheça essa moça e se encante com a voz e os rodopios dela....

9 de março de 2009 23:01  

Postar um comentário

<< Home