4 de outubro de 2007

Série de TV reconta a história do rock nacional

Enquanto prepara seu próximo CD solo, Beto Lee (foto) reconta a história do rock nacional. Filho de Rita Lee, aliás uma das personagens principais dessa história, o guitarrista é o apresentador da série Que Rock É Esse? - em exibição já a partir desta quinta-feira, 4 de outubro, no canal Multishow (Net). Em 13 episódios, a série pretende mostrar - com entrevistas e imagens de arquivo - a evolução do rock brasileiro. Os programas serão exibidos às quintas-feiras, às 21h45m (com reprises ao longo da semana). Eis os 13 episódios de Que Rock É Esse?, batizados com nomes de músicas emblemáticas da época retratada em cada programa:

Antes dos Anos 80: Ando Meio Desligado (4 de outubro)
Anos 80/parte 1 – 1980 a 1982: Perdidos na Selva (11 de outubro)
Anos 80/parte 2 – 1983 e 1984: Mim Quer Tocar (18 de outubro)
Anos 80/parte 3 – 1984 e 1985: Nós Vamos Invadir sua Praia (25 de outubro)
Anos 80/parte 4 – 1986 e 1987: Música Urbana (1º de novembro)
Anos 80/parte 5 – 1988 e 1989: Vida Louca Vida (8 de novembro)
Anos 90/parte 1 – 1990 a 1992: Nau à Deriva” (15 de novembro)
Anos 90/parte 2 – 1993: Da Lama ao Caos (22 de novembro)
Anos 90/parte 3 – 1994: Pacato Cidadão (29 de novembro)
Anos 90/parte 4 – 1995 a 1997: Vamo Batê Lata (6 de dezembro)
Anos 90/parte 5 – 1997 a 1999: É Preciso Saber Viver (13 de dezembro)
Anos 2000/parte 1 – 2000 a 2005: O Vencedor (20 de dezembro)
Anos 2000/parte 2 – De 2006 ao Futuro: O Amanhã (27 de dezembro)

5 Comments:

Anonymous Anônimo said...

desculpe a ignorância, mas de quem é a música O Amanhã?

4 de outubro de 2007 09:41  
Anonymous Anônimo said...

Acho que essa série vai ser bacana.

Jose Henrique

4 de outubro de 2007 14:32  
Anonymous Anônimo said...

Beto é super competente, filho de quem é viveu o rock em casa, fora que tem uma beleza inegável, pra TV funciona bem!

4 de outubro de 2007 17:12  
Anonymous Anônimo said...

Beto Lee pode ter bom pedigree, mas infelizmente teve uma péssima equipe para pesquisa e direção, no mínimo. É constrangedor ver a história do rock brasileiro contado pelo umbigo de Rita Lee.
Depois de perder menos de 3 minutos com o início do rock e a Jovem Guarda, Beto Lee perde um tempo enorme tentando mostrar como foi importante pra história do rock o encontro de mamãe e papai nos anos 70.
Como se isso não bastasse, é brabo ver como Roberto & Erasmo são subestimados no programa, pra não dizer toda a Jovem Guarda. Lulu Santos declara que Rita Pavone CASOU-SE com o baterista Netinho, da banda The Clevers (futuros Incríveis), quando mal namoraram na verdade. Roberto Frejat fala que adorava Roberto Carlos, Jerry Adriani e Wanderley Cardoso, mas a edição - ao ilustrar as três figuras citadas - comete o grave equívoco de confundir Wanderley com Paulo Sérgio, exibindo uma foto deste (nem citado).
Os anos 70 limitam-se a Mutantes e Vímana, ao que parece. Esquecem-se de O Terço, Casa das Máquinas, Som Nosso e até do 14 Bis, que é quem fazia rock no Brasil no final da década de 70 - quando Nelson Motta, o grande Forrest Gump da música brasileira, insiste em colocar as Frenéticas como parte da história do nosso rock.
Fica complicado imaginar como serão os próximos programas. Talvez esqueçam-se de figuras importantes para o Rock Brasil, como foram Leo Jaime e Eduardo Dussek, optando para pular de Rita & Roberto e passar para a Blitz, com um breve momento de resgate da Gang 90 graças ao mestre Lobão.
Enfim, Beto Lee pode ter boa intenção, mas a equipe que o cerca foi péssima e o deixou em maus lençóis.

5 de outubro de 2007 12:45  
Anonymous Anônimo said...

Na família, ainda fico com mama Lee.... mas como o Beto é gatinho!!!!

6 de outubro de 2007 20:02  

Postar um comentário

<< Home