17 de agosto de 2010

Sandroni vai de Chico a Wisnik em 'Gota Pura'

Com título extraído do verso inicial de Laser, parceria de José Miguel Wisnik e Ricardo Breim, Gota Pura - o 11º álbum de Clara Sandroni - vai chegar às lojas até o fim deste mês de agosto de 2010 com distribuição da Biscoito Fino. Gravado por Clara somente na companhia do piano de Paulo Malaguti, o repertório inclui músicas de Chico Buarque (Carioca, Já Passou e Iracema Voou), Dorival Caymmi (Rosa Morena), Luiz Tatit (Quase), Caetano Veloso (Cajuína), Tom Jobim (Desafinado, parceria com Newton Mendonça), João do Vale (Na Asa do Vento, com Luiz Vieira) e Zé Carlos Ribeiro (Ladeira da Memória). A cantora também revive o samba-canção Linda Flor, de autoria de Henrique Vogeler, Cândido Costa, Luiz Peixoto e Marques Porto.

13 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Outra ótima cantora que a maioria desconhece.

17 de agosto de 2010 12:20  
Anonymous Bruno Pompeu said...

Alguém aguenta ainda este tipo de repertório??? "Linda flor", "Rosa morena" e "Último desejo" mais uma vez??? Não se cria mais nada de bom? Lá vem mais um disco qeu não acrescenta nada!

17 de agosto de 2010 12:29  
Anonymous Anônimo said...

Clara sempre pesca pérolas menos conhecidas de Chico. Ponto pra ela!

17 de agosto de 2010 12:47  
Anonymous Anônimo said...

Concordo com o Bruno, esses discos com esse repertório tão gravado já não acrescentam mais nada, precisaria ser uma leitura muito singular para trazer algo interessante nessas canções, e cá entre nós, essa capa tá muito feia hein!

17 de agosto de 2010 17:11  
Anonymous Anônimo said...

O interessante é a peculidaridade e a questão da flexibilidade! No CD anterior, Cassiopea, Clara impressionou com um trabalho belíssimo gravando compositores não convencionais, num modernismo de chamar atenção. Neste grava clássicos da MPB. Mais um ponto pra ela!

17 de agosto de 2010 17:22  
Anonymous Lurian said...

As pessoas que escrevem que os temas hora gravados não acrescentam nada desconhecem algo interessante na história do jazz. Quantas divas gravaram "As time goes by", "Tea for two", "Summertime", "Cry me a river"? Só pra citar algumas... - Garanto que praticamente todas! - Quem pode dizer que "Cry me a river" lançado por Julie London lembra a mesma música cantada por Ella Fitzgerald? ou que a "Summertime" de Sarah Vaughan se parece com a de Janis Joplin?
O artista tem que ter a preocupação de 'acrescentar' ou a liberdade de cantar aquilo que quer? O artista tem que gravar para agradar o público? Ora senhores, abaixo o narcisismo de vocês! cada um canta aquilo que lhe convém dando sua própria versão, se terá audiência ou não é outra questão...
Em todo caso é uma qustão simples para aqueles que esnobam nossos clássicos: Ouçam somente quem grava disco inédito e, mais ainda... cabe uma ponderação - Não julgar antes de ouvir!

17 de agosto de 2010 17:46  
Anonymous Anônimo said...

Concordo com o comentário de Lurian.

17 de agosto de 2010 19:40  
Anonymous Anônimo said...

BOA LURIAN!

17 de agosto de 2010 23:00  
Anonymous Anônimo said...

Último Desejo é música mais bonita do mundo!
Quanto mais pessoas gravem, e por conseguinte outras conheçam, melhor!

17 de agosto de 2010 23:59  
Anonymous Anônimo said...

Determinadas músicas são gravadas e regravadas por serem clássicas, e por serem clássicas continuarão sendo regravadas. A falta de criatividade de um artista não está em gravar clássicos, mas sim em SÓ FAZER ISSO, fazer carreira com esse tipo de material, o que é, de fato, o caminho mais fácil (exemplo de Emílio Santiago, excelente cantor, com obra vazia). Não é o caso de Clara Sandroni e de boa parte de cantores e cantora que costumam gravar clássicos.

18 de agosto de 2010 09:51  
Blogger Mauro Ferreira said...

Aviso aos navegantes: acabei de saber pela assessoria de Clara que a música 'Último Desejo' - motivo de discussão nos comentários - acabou não entrando no disco, embora constasse até da primeira versão do release. Por isso, o texto foi alterado e corrigido. E, a propósito, segue o repertório de Gota Pura:

1 - Laser - José Miguel Wisnik e Ricardo Breim
2 - Já passou - Chico Buarque
3 - Aos pés da Santa Cruz - Marino Pinto e Zé da Zilda
4 - Cajuína - Caetano Veloso
5 - Iracema voou - Chico Buarque
6 - Quase - Luiz Tatit
7 - Ladeira da Memória - Zé Carlos Ribeiro
8 – Moreninha, se eu te pedisse – anônimo
9 - Na asa do vento - João do Vale/ Luiz Vieira
10 - Linda flor - Henrique Vogeler/Candido Costa/ Luiz Peixoto/ Marques Porto
11 - Carioca - Chico Buarque
12 - Rosa Morena - Dorival Caymmi
13 - Desafinado - Tom Jobim e Newton Mendonça

18 de agosto de 2010 12:58  
Anonymous Denilson Santos said...

Acho curioso gravar "Quase" de novo, já que ela e o mesmo Paulo Malagutti fizeram uma gravação espetacular no cd mais recente dela, "Casiopea".

Ela também já tinha gravado antes "Asa do Vento" no cd de 1994.

Enfim. Clara é excelente cantora e escolhe repertório como poucas. Talvez só a Nana seja tão criteriosa.

E o Paulo Malagutti é um cantor, pianista e arranjador maravilhoso.

Comprarei com certeza. E recomendo de montão.

abração,
Denilson

20 de agosto de 2010 11:18  
Blogger Felipe Candido said...

A voz da cantora é interessante, mas o formato voz e piano combinado a esse repertório sem nada de novo faz o CD parecer ter um leve cheiro de mofo.
Falta originalidade que seria muito bem vindo à bela voz.

22 de dezembro de 2010 15:53  

Postar um comentário

<< Home