12 de maio de 2010

Marco cai no choro sob a batuta de Swami Jr.

Marco Pereira cai no choro em Cristal, o 17º título de sua discografia. O violonista lança CD produzido por Swami Jr. - também violonista - em que toca choro-canção e samba-choro. A faixa-título é da lavra do pianista César Camargo Mariano. Entre peças autorais, casos de Choro em Si Menor (Suaves Enganos) e Choro em Mi Menor (A Lira do Poeta), Marco aborda clássicos do gênero como Pedacinhos do Céu (hit de Waldir Azevedo) e Ingênuo (Pixinguinha e Benedito Lacerda). Outros destaques - inusitados - do repertório são Luz Negra (Nelson Cavaquinho e Amâncio Cardoso) e Choro Negro (Paulinho da Costa e Fernando Costa). 10!

5 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Marco Pereira cai no choro em Cristal, o 17º título de sua discografia. O violonista lança disco produzido por Swami Jr. - também violonista - em que toca choro-canção e samba-choro. A faixa-título é da lavra do pianista César Camargo Mariano. Entre peças autorais, como Choro em Si Menor (Suaves Enganos) e Choro em Mi Menor (A Lira do Poeta), Marco aborda clássicos do gênero como Pedacinhos do Céu (hit de Waldir Azevedo) e Ingênuo (Pixinguinha e Benedito Lacerda). Outros destaques - inusitados - do repertório são Luz Negra (Nelson Cavaquinho e Amâncio Cardoso) e Choro Negro (Paulinho da Costa e Fernando Costa). 10!

12 de maio de 2010 19:16  
Blogger Bruno Cavalcanti said...

Mauro, você não fará nenhum comentário sobre o fechamento do Canecão?

abraços.

BC.

12 de maio de 2010 19:32  
Anonymous Anônimo said...

Marco Pereira arrasa no trabalho da cantora Gal Costa de 1992. Ele participa do álbum inteiro e dá um show no violão. Alías, esse trabalho de Gal Costa é uma verdadeira obra de arte, primoroso, tudo alí é impecável e Gal Costa não é necessário nem comentar, ela está absurdamente inspirada e impecável. O músico fez um trabalho maravilhoso com ela!

12 de maio de 2010 20:47  
Anonymous Filho said...

Trocadilho infame ...

12 de maio de 2010 22:04  
Anonymous Anônimo said...

Marco Pereira e um dos melhores violonistas do Brasil e Gal Costa foi fundamental na carreira dele pois trouxe uma quantidade enorme de pessoas para apreciar a beleza que sai dos dedos deste virtuoso. Ando comprando os CDs dele e adoro. Quanto a ele e Gal em minha modesta opiniao, o violao dele jamais encontrara mais perfeita harmonia em outra voz de mulher, mesmo tendo feito um trabalho muito bonito com Zelia Duncan.
A sequencia de violao e voz com Gal no show "Plural" era uma das coisas mais lindas que ja presenciei em meus 45 anos de vida.
Viva Marco! Viva Gal!

14 de maio de 2010 12:45  

Postar um comentário

<< Home