27 de fevereiro de 2010

Sai de cena Walter Alfaiate, estilista do samba

Internado desde dezembro, o sambista Walter Alfaiate (1930 - 2010) saiu de cena na tarde deste sábado, 27 de fevereiro de 2010, vítima de falência múltipla dos órgãos. Estilista do samba carioca, Alfaiate - visto acima em foto de Márcia Moreira, feita para o último CD do artista, Tributo a Mauro Duarte (2005) - iria completar 80 anos em 7 de junho. Natural de Botafogo, bairro que também viu o artista nascer como compositor ao fornecer repertório para blocos carnavalescos como o Foliões de Botafogo, Walter Nunes - que incorporou o Alfaiate ao sobrenome artístico por ter se exercido o ofício desde os 13 anos - debutou nos palcos como cantor da noite, integrando como músico e vocalista os conjuntos Os Autênticos, Reais do Samba e Samba Fogo. Alfaiate somente ganharia (alguma) visibilidade fora do circuito carioca quando, em 1971, Paulinho da Viola gravou Cuidado, Teu Orgulho te Mata (parceria de Alfaiate com Mauro Duarte) num dos dois álbuns que lançou naquele ano. Em 1979, Paulinho repetiu a dose ao registrar Coração Oprimido (parceria de Alfaiate com Zorba Devagar) no álbum Zumbido. Dois anos depois, em 1981, o mesmo Paulinho gravou A.M.O.R. Amor, outro samba de Alfaiate com Mauro Duarte. Apesar desses sucessivos avais, o artista iria debutar no mercado fonográfico somente em 1998, aos 68 anos, com o CD Olha Aí (Alma). Em 2002, gravou o segundo disco, Samba na Medida (CPC-Umes). Já o último álbum, Tributo a Mauro Duarte (Fina Flor), saiu em 2005. O quarto trabalho já vinha sendo planejado por Alfaiate. Seria um disco de intérprete!!!

4 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Internado desde dezembro, o sambista Walter Alfaiate (1930 - 2010) saiu de cena na tarde deste sábado, 27 de fevereiro de 2010, vítima de falência múltipla dos órgãos. Estilista do samba carioca, Alfaiate - visto acima em foto de Márcia Moreira, feita para o último CD do artista, Tributo a Mauro Duarte (2005) - iria completar 80 anos em 7 de junho. Natural de Botafogo, bairro que também viu o artista nascer como compositor ao fornecer repertório para blocos carnavalescos como o Foliões de Botafogo, Walter Nunes - que incorporou o Alfaiate ao sobrenome artístico por ter se exercido o ofício desde os 13 anos - debutou nos palcos como cantor da noite, integrando como músico e vocalista os conjuntos Os Autênticos, Reais do Samba e Samba Fogo. Alfaiate somente ganharia (alguma) visibilidade fora do circuito carioca quando, em 1971, Paulinho da Viola gravou Cuidado, Teu Orgulho te Mata (parceria de Alfaiate com Mauro Duarte) num dos dois álbuns que lançou naquele ano. Em 1979, Paulinho repetiu a dose ao registrar Coração Oprimido (parceria de Alfaiate com Zorba Devagar) no álbum Zumbido. Dois anos depois, em 1981, o mesmo Paulinho gravou A.M.O.R. Amor, outro samba de Alfaiate com Mauro Duarte. Apesar desses sucessivos avais, o artista iria debutar no mercado fonográfico somente em 1998, aos 68 anos, com o CD Olha Aí (Alma). Em 2002, gravou o segundo álbum, Samba na Medida (CPC-Umes). O último álbum, Tributo a Mauro Duarte (Fina Flor), saiu em 2005. O quarto trabalho já vinha sendo planejado por Alfaiate. Seria um disco de intérprete.

28 de fevereiro de 2010 11:10  
Anonymous Anônimo said...

Obrigado pela nota,Mauro! Faltou complementar que o Seu Walter defendeu a Foliões de Botafogo também enquanto escola e nos últimos anos as cores da São Clemente e da Portela (foi parar nessa última através das mãos do parceiro e amigo Mauro Duarte).
Que Deus o tenha em bom lugar e o céu com certeza está mais elegante. Abraços,

Marcelo Barbosa - Brasília (DF)

28 de fevereiro de 2010 11:35  
Anonymous Anônimo said...

O "Olha Aí" é execelente.
Recomendo.
Parecia ser uma ótima pessoa.
Boa sorte!

28 de fevereiro de 2010 17:30  
Anonymous Denilson said...

O céu está ficando cada vez mais legal e aqui em baixo cada vez mais chato.

Com ele se foi um ícone da elegância na música e na vida.

abração,
Denilson

1 de março de 2010 11:21  

Postar um comentário

<< Home