21 de fevereiro de 2010

Lisboa vai do samba ao blues no álbum 'Arteiro'

Cantor e compositor natural de Sergipe, Rubens Lisboa vai lançar em março de 2010 seu quarto álbum, Arteiro, com distribuição da Fonomatic e Tratore. O repertório autoral vai do samba (Doce Salgado e Chamego) ao blues (Um a Zero), passando também por xote (Coração Tambor) e até ciranda (Três Flores). A origem sergipana do artista inspira tanto o Maracatu do Brejão - tributo ao folclore do Estado, ignorado pelo Brasil - quanto Talento Serigy, tema de tom mais crítico que alfineta os artistas fakes. Fim do Mundo - cantiga à moda antiga, arranjada com o piano de Diogo Montalvão e o violoncelo de Thiago Silvino - é um dos destaques da safra de inéditas de ritmos bem variados que compõem o mosaico autoral do álbum Arteiro.

3 Comments:

Anonymous thiago said...

é verdade, a gente nunca ouve falar da cena sergipana...

21 de fevereiro de 2010 19:11  
Anonymous Anônimo said...

Conheço o Rubinho de muito tempo e sei da personalidade do seu trabalho. É certamente um dos maiores nomes da cena sergipana - se não o maior - e tenho certeza de que Brasil ainda vai ouvir falar muito dele. Vc como sempre, Mauro, abrindo espaço para os verdadeiros talentos...

Beijos da ANA LÚCIA GARCEZ

22 de fevereiro de 2010 22:54  
Anonymous Anônimo said...

O CD está mesmo lindo... agora, não vejo a hora de ouvi-lo!

23 de fevereiro de 2010 07:44  

Postar um comentário

<< Home