1 de fevereiro de 2010

52º Grammy consagra Beyoncé e Taylor Swift

A cerimônia do 52º Grammy Awards - realizada no Staples Center, em Los Angeles (EUA), na noite de 31 de janeiro de 2010 - terminou polarizada entre Beyoncé e Taylor Swift. O troféu mais cobiçado da premiação, o de Álbum do Ano, foi parar nas mãos de Swift por conta de Fearless (2008), que também rendeu à jovem cantora os prêmios de Melhor Álbum de Country, Melhor Performance Vocal de Country (pela faixa White Horse) e Melhor Canção de Country (pela mesma White Horse). Contudo, Beyoncé - vista acima em foto de Michael Caulfield (WireImage) - faturou seis dos dez troféus a que estava concorrendo, incluindo prêmios importantes como Canção do Ano (por Singles Ladies - Put a Ring on It), Melhor Performance Pop Vocal Feminina (por Halo) e Melhor Álbum de R & B (I Am... Sasha Fierce). Outra estrela de 2009, Lady Gaga concorria a cinco prêmios, mas faturou somente os de Melhor Álbum Dance (The Fame) e Melhor Gravação Dance (Poker Face). A única real surpresa foi o grupo Kings of Leon ter levado o troféu de Gravação do Ano, por Use Somebody, já que as outras quatro músicas concorrentes - Halo (Beyoncé), You Belong with me (Taylor Swift), I Gotta Feeling (Black Eyed Peas) e Poker Face (Lady Gaga) - alcançaram muito mais projeção dentro dos Estados Unidos. E mesmo fora, com exceção da música de Taylor, de repercussão restrita ao universo country norte-americano. No todo, apesar de alguns belos números musicais que juntaram artistas de diferentes gerações, a cerimônia do 52º Grammy Awards transcorreu arrastada, quase apática, sem o real brillho das edições anteriores. Um reflexo das músicas premiadas.

7 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

A cerimônia do 52º Grammy Awards - realizada no Staples Center, em Los Angeles (EUA), na noite de 31 de janeiro de 2010 - terminou polarizada entre Beyoncé e Taylor Swift. O troféu mais cobiçado da premiação, o de Álbum do Ano, foi parar nas mãos de Swift por conta de Fearless (2008), que também rendeu à jovem cantora os prêmios de Melhor Álbum de Country, Melhor Performance Vocal de Country (pela faixa White Horse) e Melhor Canção de Country (pela mesma White Horse). Contudo, Beyoncé - vista acima em foto de Michael Caulfield (WireImage) - faturou seis dos dez troféus a que estava concorrendo, incluindo prêmios importantes como Canção do Ano (por Singles Ladies - Put a Ring on It), Melhor Performance Pop Vocal Feminina (por Halo) e Melhor Álbum de R & B (I Am... Sasha Fierce). Outra estrela de 2009, Lady Gaga concorria a cinco prêmios, mas faturou somente os de Melhor Álbum Dance (The Fame) e Melhor Gravação Dance (Poker Face). A única real surpresa foi o grupo Kings do Leon ter levado o troféu de Gravação do Ano, por Use Somebody, já que as outras quatro músicas concorrentes - Halo (Beyoncé), You Belong with me (Taylor Swift), I Gotta Feeling (Black Eyed Peas) e Poker Face (Lady Gaga) - alcançaram muito mais projeção dentro dos Estados Unidos. E mesmo fora, com exceção da música de Taylor, de repercussão restrita ao universo country norte-americano. No todo, apesar de alguns belos números musicais que juntaram artistas de diferentes gerações, a cerimônia do 52º Grammy Awards transcorreu arrastada, quase apática, sem o real brillho das edições anteriores. Um reflexo das músicas premiadas.

1 de fevereiro de 2010 10:53  
Anonymous Anônimo said...

sinceramente, mais um verão e ninguem suportará essa BEyoncê. Essa mulher apenas grita e dança, dançar por dançar, já temos Daniela Mercury.

1 de fevereiro de 2010 12:08  
Blogger André Luís said...

Beyoncé, a maior vencedora de Grammys na história??! Essa é a maior prova de como anda a Música Pop atualmente......... tsc, tsc

Só lamento. E muito.

2 de fevereiro de 2010 01:34  
Anonymous Anônimo said...

eu moro nos estados unidos, e use somebody foi a musica do verao... tocou mto mais do que taylor, beyonce ou lady gaga.... aqui nao foi surpresa alguma.

2 de fevereiro de 2010 01:38  
Anonymous Dirce said...

Ê, silicone!

2 de fevereiro de 2010 09:40  
Blogger J said...

Ainda prefiro Joss Stone e Mariah Carey...
Jouber - http://vidasemmusicaenada.blogspot.com/
BH - MG

2 de fevereiro de 2010 14:09  
Anonymous fãdokings said...

Por favor conserte Kings 'do' Leon para Kings of Leon. Grato.

4 de fevereiro de 2010 18:13  

Postar um comentário

<< Home