27 de janeiro de 2010

Pinheiro relança disco com parceria com Maysa

Por conta da minissérie Maysa - Quando Fala o Coração (TV Globo, 2009), o violonista Chico Pinheiro virou parceiro póstumo de Maysa (1936 - 1977) ao musicar um poema da artista, Canto Vagabundo, durante a produção do programa. A gravação do tema é a novidade da reedição do primeiro CD de Pinheiro, Meia-Noite, Meio-Dia (2003). Fora de catálogo há anos, o belo disco volta ao mercado nacional pelo selo do violonista, Buriti Records.

15 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Por conta da minissérie Maysa - Quando Fala o Coração (TV Globo, 2009), o violonista Chico Pinheiro virou parceiro póstumo de Maysa (1936 - 1977) ao musicar um poema da artista, Canto Vagabundo, durante a produção do programa. A gravação do tema é a novidade da reedição do primeiro CD de Pinheiro, Meia-Noite, Meio-Dia (2003). Fora de catálogo há anos, o belo disco volta ao mercado nacional pelo selo do violonista, Buriti Records.

27 de janeiro de 2010 09:46  
Anonymous Denilson said...

Para quem não sabe, foi nesse disco em que realmente estreou a Maria Rita, a qual, aliás, trabalhou com o Chico Pinheiro durante muito tempo, antes de estourar, e sequer o cita nas suas entrevistas.

Pena, pois o Chico Pinheiro é excelente músico e compositor, merecendo ser mais conhecido pelo público em geral. E ser gravado pelas grandes cantoras brasileiras seria uma forma disso acontecer.

abração,
Denilson

27 de janeiro de 2010 10:18  
Anonymous Anônimo said...

Mestre Denilson tem toda razão. Maria Rita ainda usava o sobrenome Mariano. E a faixa, com letra de Aldir, é um primor. Ficou no meu top ten durante um bom tempo. O disco todo é lindo, mesmo. E, merecia voltar o mercado.
O que fica claro nessa história é que Chico é fino e elegante. Não falou nada até aqui sobre isso. E, por será que Maria Rita, de quem sou fã, não fala nada do cara. No tempo dos bezerros desnutridos ela fez muita coisa com ele, inclusive show no Rio.
O importante é que CP tá aí.
Carioca da Piedade

27 de janeiro de 2010 11:50  
Anonymous Anônimo said...

O que falar de Chico Pinheiro?
Além de ótimo músico, ele é muito lindo!!! Passo mal, ele sim é um "bofe escândalo"...

27 de janeiro de 2010 13:46  
Blogger Denilson said...

Pois é, Carioca da Piedade.

Tem tantas coisas sobre a MR que eu não entendo...

Essa é uma delas.

abração,
Denilson

27 de janeiro de 2010 15:05  
Anonymous Anônimo said...

Porque vcs não perguntam para MR no twitter dela:

http://twitter.com/MrOficial

Chico Pinheiro, como a maioria dos bons instrumentistas desse Brasil, não tem o prestígio que merece.

27 de janeiro de 2010 17:29  
Anonymous Anônimo said...

"Meia-noite Meio-dia" é um cd perfeiro...Maravilha ser relançado!

27 de janeiro de 2010 21:05  
Anonymous Anônimo said...

É verdade, a Maria Rita começou sua vida artística com o Chico Pinheiro. O show em SP lotou durante meses no antigo Supremo Musical. Fui ver, mas tive que comprar ingresso um mês antes. E Maria Rita nunca falou do Chico Pinheiro. E pior, nunca gravou em sua carreira solo nada do cara. Eu não entendo essa garota! O que será que aconteceu entre os dois?
Parece separação total. Estranho...

27 de janeiro de 2010 22:38  
Anonymous Anônimo said...

Esse cara é gênio e isso é fato. O resto é resto.

29 de janeiro de 2010 00:19  
Blogger Fabiana said...

Eu já a vi citá-lo , acho q no Jô, se não me engano. CP tbm tocou com Pedro Mariano, e é uma simpatia.

31 de janeiro de 2010 12:00  
Anonymous Anônimo said...

Vocês falam como se o Chico Pinheiro tivesse lançado a Maria Rita...eu hein
os dois começaram juntos. este disco foi tambem, o primeiro de Chico Pinheiro, portanto ninguem lançou ninguem. Mas a participação de Maria Rita, foi sem duvida, um belo empurrão na carreira de Chico. TODOS foram ao shoe dele pra ver a Maria Rita que até então era novata.

31 de janeiro de 2010 18:54  
Anonymous Ana Paula Castro said...

"A participação de Maria Rita foi um belo empurrão na carreira de Chico Pinheiro" (??)
É piada?

31 de janeiro de 2010 23:59  
Anonymous Andreinha said...

Muita gente foi ao show para ver a Elis Regina, sim (tem até historia incrivel, de outra Maria Rita, que mudou de nome (para Rita Maria) pq iam ao show dela e a achavam, emocionados, a cara da mãe!! Sem ter nada a ver com a historia!). Chico lançou MR, quando a convidou sem ela nem mesmo ter decidido ser cantora, tem até video dela dizendo isso. Eles não começaram juntos, pq Chico tem muito mais tempo de carreira, toca há muitos anos, tocou inclusive, muito antes, com Pedro Mariano, César, Jair Rodrigues. E se tivesse tido "empurrão" na carreira, teria vendido 1 milhão de copias, se ela tivesse gravado Chico.

1 de fevereiro de 2010 00:05  
Anonymous Anônimo said...

Eu adoro MR, adoro a faixa, mas não é mais forte do disco. As que ele divide com Chico César (então em destaque na mídia) e Lenine tem mais peso no disco.
Chico realmente tem mais estrada.
E só temos a lamentar, pelos dois, que ela não tenha gravado, ainda, ele em seus discos.
Os dois ainda tem muita estrada....
Se até Rita Lee conseguiu regravar músicas dos Mutantes, depois dos momentos traumáticos, porque MR não pode regravar CP, de preferencia pra trilha de novela, pra timbalear até a gente enjoar.
Sucesso e saúde para os dois !!!
Carioca da Piedade, de bem com os dois

1 de fevereiro de 2010 17:36  
Anonymous Anônimo said...

Maravilha de notícia!!! Estamos falando de uma das maiores revelações que a música brasileira produziu em décadas! A nós amantes da boa música brasileira resta parabenizar esse artista maravilhoso e comemorar. Viva Chico Pinheiro, gênio e orgulho desse nosso Brasil!

7 de fevereiro de 2010 19:43  

Postar um comentário

<< Home