16 de janeiro de 2010

DVD exibe raiz e frutos do afro-samba de Cozza

Resenha de DVD
Título: Quando o Céu
Clarear
Artista: Fabiana
Cozza
Gravadora: Cultura
Marcas / Lua Music
Cotação: * * * *

O fato de Fabiana Cozza dedicar seu primeiro DVD ao saudoso Luiz Carlos da Vila (1949 - 2008) já diz muito das boas intenções dessa excelente cantora paulista descendente de angolanos e devota (sem purismos) das melhores tradições do samba. Quando o Céu Clarear, o DVD, reitera qualidades já evidenciadas no homônimo segundo CD da intérprete, editado em 2007. Ao forte elo com a mãe África, ao calor da voz e à latinidade que salta aos ouvidos em temas como Xangô te Xinga, o registro ao vivo do show adiciona o componente visual que é parte importante do som de Cozza no palco. A dança - assim como o cenário - reforça o laço afro do samba da cantora. As coreografias afro-brasileiras valorizam a gravação captada ao vivo em 30 de maio de 2008 em belo show realizado no Auditório Ibirapuera, em São Paulo (SP), cidade onde Cozza já desfruta de prestígio nos redutos do samba. Status que se justifica quando se ouve e vê sua inebriante interpretação de Canto de Ossanha (Baden Powell e Vinicius de Moraes). Em coeso roteiro que evoca a força dos orixás, o registro de Agradecer e Abraçar (Gerônimo e Vevé Calazans) - feito com fidelidade ao arranjo da gravação de estúdio - se impõe no DVD da mesma forma que já se impusera no CD de 2007. É a gravação definitiva da música, lançada por Maria Bethânia em 1999 no álbum A Força que Nunca Seca. Contudo, Cozza expande o repertório do disco ao receber Rappin' Hood e Maria Rita. Quase sempre hábil ao cruzar informações do universo do hip hop com a MPB, o rapper paulista insere dois temas de lavra autoral - Suburbano e Axé - em Malandro (Jorge Aragão e Jotabê) e em Andar com Fé (Gilberto Gil), respectivamente, com resultado mais sedutor no medley que aproxima o hit positivista de Gil do mundo do rap. Já Maria Rita divide com Cozza os vocais de Trajetória (Arlindo Cruz, Franco e Serginho Meriti) e de Malandro Sou Eu (Arlindo Cruz, Franco e Sombrinha) num tom de reverência mútua. O encontro das cantoras em Malandro Sou Eu - samba lançado por Beth Carvalho em 1985 no álbum Das Bençãos que Virão com os Novos Amanhãs... - é especialmente envolvente pela ginga, o entrosamento e as coreografias das intérpretes. No fim, O Samba É meu Dom - a já emblemática parceira de Wilson das Neves com Paulo César Pinheiro - reafirma intenções e princípios da cantora que expõe suas origens em Raízes, bom misto de documentário e making of exibido nos extras do DVD. Que também incluem set com o Zimbo Trio, extraído do programa Mosaicos, exibido pela TV Cultura. Enfim, apesar de oferecer somente uma opção de áudio (2.0), o DVD Quando o Céu Clarear prima por expor as raízes e os frutos do afro-samba de Fabiana Cozza. Ela tem o dom...

6 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

O fato de Fabiana Cozza dedicar seu primeiro DVD ao saudoso Luiz Carlos da Vila (1949 - 2008) já diz muito das boas intenções dessa excelente cantora paulista descendente de angolanos e devota (sem purismos) das melhores tradições do samba. Quando o Céu Clarear, o DVD, reitera qualidades já evidenciadas no homônimo segundo CD da intérprete, editado em 2007. Ao forte elo com a mãe África, ao calor da voz e à latinidade que salta aos ouvidos em temas como Xangô te Xinga, o registro ao vivo do show adiciona o componente visual que é parte importante do som de Cozza no palco. A dança - assim como o cenário - reforça o laço afro do samba da cantora. As coreografias afro-brasileiras valorizam a gravação captada ao vivo em 30 de maio de 2008 em belo show realizado no Auditório Ibirapuera, em São Paulo (SP), cidade onde Cozza já desfruta de prestígio nos redutos do samba. Status que se justifica quando se ouve e vê sua inebriante interpretação de Canto de Ossanha (Baden Powell e Vinicius de Moraes). Em coeso roteiro que evoca a força dos orixás, o registro de Agradecer e Abraçar (Gerônimo e Vevé Calazans) - feito com fidelidade ao arranjo da gravação de estúdio - se impõe no DVD da mesma forma que já se impusera no CD de 2007. É a gravação definitiva da música, lançada por Maria Bethânia em 1999 no álbum A Força que Nunca Seca. Contudo, Cozza expande o repertório do disco ao receber Rappin' Hood e Maria Rita. Quase sempre hábil ao cruzar informações do universo do hip hop com a MPB, o rapper paulista insere dois temas de lavra autoral - Suburbano e Axé - em Malandro (Jorge Aragão e Jotabê) e em Andar com Fé (Gilberto Gil), respectivamente, com resultado mais sedutor no medley que aproxima o hit positivista de Gil do mundo do rap. Já Maria Rita divide com Cozza os vocais de Trajetória (Arlindo Cruz, Franco e Serginho Meriti) e de Malandro Sou Eu (Arlindo Cruz, Franco e Sombrinha) num tom de reverência mútua. O encontro das cantoras em Malandro Sou Eu - samba lançado por Beth Carvalho em 1985 no álbum Das Bençãos que Virão com os Novos Amanhãs... - é especialmente envolvente pela ginga, o entrosamento e as coreografias das intérpretes. No fim, O Samba É meu Dom - a já emblemática parceira de Wilson das Neves com Paulo César Pinheiro - reafirma intenções e princípios da cantora que expõe suas origens em Raízes, bom misto de documentário e making of exibido nos extras do DVD. Que também incluem set com o Zimbo Trio, extraído do programa Mosaicos, exibido pela TV Cultura. Enfim, apesar de oferecer somente uma opção de áudio (2.0), o DVD Quando o Céu Clarear prima por expor as raízes e os frutos do afro-samba de Fabiana Cozza. Ela tem o dom...

16 de janeiro de 2010 12:57  
Anonymous Anônimo said...

Eu tenho o dvd e é maravilhoso. Fabiana sem dúvida é uma das melhores interpretes da nova geração. Quem assiste seus shows ao vivo, não esquece mais. É uma cantora que precisa ainda ser mais conhecida do grande público e ter mais sucesso, porque ela é realmente muito boa. Sou fã e recomendo.

16 de janeiro de 2010 13:19  
Anonymous Anônimo said...

Vale lembrar que no CD "Quando o céu clarear" há participação de Dona Ivone Lara.

Por falar nela, não vai haver resenha do DVD "Canto de Rainha", não?

16 de janeiro de 2010 18:29  
Anonymous Anônimo said...

Adorei o disco e DVD, Quando o Céu Clarear. Cozza é melhor ainda em show, mas esteve muito apagada em 2009, ficou no limbo. Precisa de mais divulgação no país todo. Precisa tocar no radio. Precisa decolar em 2010. Espero que ela consiga chegar no topo, é o que Fabiana merece.

16 de janeiro de 2010 19:32  
Anonymous Anônimo said...

Este DVD é simplesmente fantástico. A primeira vez que assisti, quando terminou eu reiiniciei e vi o show completo novamente. Vale a pena! É muito bom.

16 de janeiro de 2010 23:23  
Anonymous Anônimo said...

Quando Maria Rita entra mostra que é a melhor cantora da sua geração.

17 de janeiro de 2010 12:27  

Postar um comentário

<< Home