31 de dezembro de 2009

Retrô 2009: Unido, o mundo chora por Michael

Nenhum outro fato musical marcou mais 2009 do que a morte - precoce, inesperada, estranha - de Michael Jackson (1958 - 2009). Em 25 de junho, e nos dias que se seguiram a essa data triste, o mundo parou para velar o cantor. O universo pop girou em torno da investigação das causas da morte (motivada, afinal, por dose cavalar de analgésicos) e dos preparativos para o velório que - como era previsível - se transformou em um funeral-show que, devidamente televisionado, emocionou o mundo com números como o da cantora Jennifer Hudson. O circo da mídia foi armado para prolongar o culto ao Rei do Pop, definitivamente entronizado no panteão reservados aos mitos. E, como o show não pode parar, em 28 de outubro estreou nos cinemas o documentário This Is It, que descortinou os bastidores dos ensaios da turnê que o artista iria estrear em julho, em Londres. Paralelamente, chegou às lojas o CD duplo homônimo do filme. Alardeada como inédita, a faixa-título, This Is It, era - como se descobriu logo depois - uma canção composta pelo astro com Paul Anka em 1983. Sucesso de público e crítica, o documentário vai ser lançado em DVD em janeiro de 2010, com fartos extras, num sinal de que tão cedo a indústria fonográfica não vai deixar Michael descansar em paz. A paz que ele parece não ter obtido nos 50 anos em que deixou legado imortal na cultura pop. Não, Michael Jackson não morreu.

3 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Nenhum outro fato musical marcou mais 2009 do que a morte - precoce, inesperada, estranha - de Michael Jackson (1958 - 2009). Em 25 de junho, e nos dias que se seguiram a essa data triste, o mundo parou para velar o cantor. O universo pop girou em torno da investigação das causas da morte (motivada, afinal, por dose cavalar de analgésicos) e dos preparativos para o velório que - como era previsível - se transformou em um funeral-show que, devidamente televisionado, emocionou o mundo com números como o da cantora Jennifer Hudson. O circo da mídia foi armado para prolongar o culto ao Rei do Pop, definitivamente entronizado no panteão reservados aos mitos. E, como o show não pode parar, em 28 de outubro estreou nos cinemas o documentário This Is It, que descortinou os bastidores dos ensaios da turnê que o artista iria estrear em julho, em Londres. Paralelamente, chegou às lojas o CD duplo homônimo do filme. Alardeada como inédita, a faixa-título, This Is It, era - como se descobriu logo depois - uma canção composta pelo astro com Paul Anka em 1983. Sucesso de público e crítica, o documentário vai ser lançado em DVD em janeiro de 2010, com fartos extras, num sinal de que tão cedo a indústria fonográfica não vai deixar Michael descansar em paz. A paz que ele parece não ter obtido nos 50 anos em que deixou legado imortal na cultura pop. Não, Michael Jackson não morreu.

31 de dezembro de 2009 12:08  
Anonymous Anônimo said...

MICHAEL SERA SEMPRE ETERNO !!!!

2 de janeiro de 2010 18:08  
Anonymous Anônimo said...

ENQUANTO HOUVER DINHEIRO NO MUINDO, OS PRODUTOS, AS ETERNAS COLETÂNEAS COM CAPAS DIFERENTES E POSSIVELMENTE ALGUM REMIX, VÃO SEMPRE EXISTIR!!!
NA PRÓXIMA PÁSCOA, MICHAEL COELHINHO, NA PRÓXIMA FESTA JUNINA, MICHAEL TOMANDO CANJICA E POR AÍ VAI!!!!

4 de janeiro de 2010 17:59  

Postar um comentário

<< Home