27 de novembro de 2009

'World Painted Blood' traz som e fúria do Slayer

Fora dos estúdios desde 2006, a banda Slayer registrou onze inéditas em seu décimo álbum, World Painted Blood, recém-lançado no Brasil pela gravadora Sony Music. Trata-se do segundo disco da banda desde o retorno do baterista Dave Lombardo, em 2002. World Painted Blood segue a fórmula da banda de trash metal, fundada nos Estados Unidos em 1981 pelos guitarristas Kerry King e Jeff Hannneman. A produção foi pilotada por Greg Fidelman, que já trabalhou com bandas como Metallica e Slipknot. O som e a fúria do Slayer reaparecem na pegada e nos versos de temas como Americon, Snuff, Unit 731, Not of This God, Hate Worldwide e Beauty Through Order, entre outros cinco petardos.

1 Comments:

Blogger Mauro Ferreira said...

Fora dos estúdios desde 2006, a banda Slayer registrou onze inéditas em seu décimo álbum, World Painted Blood, recém-lançado no Brasil pela gravadora Sony Music. Trata-se do segundo disco da banda desde o retorno do baterista Dave Lombardo, em 2002. World Painted Blood segue a fórmula da banda de trash metal, fundada nos Estados Unidos em 1981 pelos guitarristas Kerry King e Jeff Hannneman. A produção foi pilotada por Greg Fidelman, que já trabalhou com bandas como Metallica e Slipknot. O som e a fúria do Slayer reaparecem na pegada e nos versos de temas como Americon, Snuff, Unit 731, Not of This God, Hate Worldwide e Beauty Through Order, entre outros cinco petardos.

27 de novembro de 2009 19:31  

Postar um comentário

<< Home